Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A piada dos incêndios e de todos os que têm de o enfrentar

por O ultimo fecha a porta, em 12.08.17

Na 6ª feira, a A3 foi cortada ao fim da tarde. É Agosto, há menos gente na estrada, mas muita gente a cumprir as suas últimas horas de trabalho.

 

Três focos de incêndio junto das principais vias de acesso ao Porto, às 18h30m:

  • um levou ao corte da A3 entre Santo Tirso e a Maia
  • outro a deflagrar entre a Maia e o Porto, mesmo junto à A3
  • outro a deflagrar na EN 14 que é precisamente a alternativa à A3

 

É muita coincidência e por isso expliquem-me a piada de:

  • ver as pessoas desesperadas a ver os bens e o seu ganha-pão a desaparecer em minutos
  • colocar em perigo os habitantes das casas e empresas mais próximas
  • ver o céu todo escuro e irrespirável
  • ver as pessoas em peregrinação e em desespero na estrada a tentar chegar ao destino e como se não bastasse ter de ir pelas nacionais, plantar lá um fogo para a tornar intransitável
  • dar trabalho, desgaste e colocar em perigo a bombeiros
  • jogar o gato e o rato com a PJ e gozar com a ineficácia do sistema judicial

 

A sério?! Não percebo o que passa de mentes distorcidas para lixar a vida aos outros...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


19 comentários

Imagem de perfil

De Andy Bloig a 12.08.2017 às 19:29

Infelizmente é por todo o lado... na quinta-feira andou um fogo ali na Quinta do Conde. A pouco mais de 30km, quase ao mesmo tempo, surgiu um fogo a sul de Grândola que foi seguindo em várias frentes.
Ontem, já noite dentro, o fogo da Quinta do Conde "reacendeu-se"... na mesma estrada, a menos de 10km, apareceu um novo fogo dentro da mata de Palhais. Uma "projecção lendária" pois foi contra o vento e saltou 2 localidades e várias matas. Os bombeiros apagaram esses 2. Ainda por lá estarão a fazer o rescaldo e eis que surge um incêndio grande a pouco mais de 2km do mesmo sítio que andou a arder na segunda-feira passada junto ao Meco (ao lado da Lagoa de Albufeira).
Isto é andarem a provocar os bombeiros... com algum objectivo.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.08.2017 às 19:31

Infelizmente sim. Enquanto estava a escrever este desabafo, lembrei-te do teu post.
São demasiadas coincidências e parece ser mesmo para chatear e prejudicar a vida dos outros, mas sem medir as consequências muito danosas.
Continuo a defender uma revisão do código penal para estes crimes no sentido de dissuadir os (eventuais) criminosos.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 12.08.2017 às 19:42

Aquele sítio do post, pelo menos por agora, ainda não voltou a "reacender". (Com o tempo quente e o festival de música na Caparica, seja dia seja noite há carros a passar naquelas estradas...)

Aquela zona do Meco (Aiana de cima é o nome da aldeia) é para sul, pela linha de praias, na mesma mata.
Parece que empurram os bombeiros para uma zona (aquele de Palhais teve casas em perigo, tal como o da quinta do conde), para incendiarem outros lados enquanto os bombeiros defendem as localidades.
Uma coisa assim não é por acaso...
Imagem de perfil

De Marta Elle a 12.08.2017 às 20:37

Eu começava por pegar nos incendiários, já condenados em tribunal, e obrigá-los a fazer tratamentos ( terapia e medicamentos se ) para não voltarem a fazer o mesmo.
Imagem de perfil

De HD a 12.08.2017 às 20:59

Penas mais pesadas serviriam de exemplo para impedir esses assassinos... -.-
Imagem de perfil

De PP a 13.08.2017 às 06:10

E respetiva aplicação das mesmas.
Por aqui, praticamente o mesmo resultado para todos: problemas de ordem psicológica e/ou psiquiátrica. Pf, uma falta de respeito para com os verdadeiros portadores destas doenças.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.08.2017 às 21:24

Caramba, apanhá-los e pô-los no meio do fogo.
Mas há mãos superiores, claro.
Sem imagem de perfil

De redonda a 12.08.2017 às 21:38

Como ineficácia do sistema judicial?

O problema será primeiro apanhá-los - à partida não o quererão fazer com testemunhas ou sendo filmados..
aqui não estará ainda em causa o sistema judicial

depois é preciso provar que quem foi apanhado, realmente esteve a provocar um incêndio
ora, podem não existir testemunhas nem outros meios de prova,
- não será pela ineficácia do sistema judicial - porque o sistema funciona é que não se condena sem provas

poderão ter conseguido apanhá-lo e haver prova, mas poderá ser inimputável, e aqui tal é decidido pelos psiquiatras, não pelo Ministério Público ou pelos juízes

existirá já algum estudo sobre esta matéria ou vamos apenas decidir que é o sistema judicial que está a falhar?


Sem imagem de perfil

De redonda a 13.08.2017 às 20:29

Li a resposta lá no dona-redonda e percebi melhor o post
(embora continue a pensar que talvez falte um estudo sobre a reincidência)

Imagem de perfil

De cheia a 12.08.2017 às 21:50

Depois de condenados, ficarem obrigados a combaterem, todos os dias, incêndios, ajudando os bombeiros, na frente de combate.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.08.2017 às 00:01

Com azar ainda fazem pior.
Imagem de perfil

De A Desconhecida a 13.08.2017 às 09:16

Isto está horrível... :(
Imagem de perfil

De Triptofano! a 13.08.2017 às 16:53

Existem pessoas que deviam ser internadas num hospício para de lá nunca mais sair!
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 13.08.2017 às 18:54

Uma tristeza meu Deus
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 13.08.2017 às 20:53

Também não entendo mesmo. Não tenho palavras, porque isto é indescritível.
São malucos, só podem.

Isso dos pontos do telemóvel é fixe. Eu não tenho nenhuns, por isso é que optei pelo site.

Beijocas

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Blogs Portugal