Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mobiliário como alimentação no E-Fatura

por O ultimo fecha a porta, em 12.07.17

20170706_192750_LI (5).jpg

Estes dias jantei no Ikea, que além da vida de móveis e artigos de decoração, também tem um serviço de restaurante. Quando paguei, pedi fatura com nº de contribuinte. A entidade que emitiu a fatura é a mesma que fatura o mobiliário.

 

Ora no e-fatura, vai-me surgir para mapeá-la. Não havendo, mais restrições, uma pessoa pode mobilar a casa, considerar a fatura como "alimentação" e obter o benefício fiscal. O mesmo se aplica aos hipermercados.  Um cidadão pode lá comprar o que quiser e colocar como alimentação.

 

Não está correto!

 

Sempre que fisicamente separáveis, a entidade que fatura deveria ser diferente e ter CAE's (Código de Atividade Económica) diferentes de modo a diminuir a fraude na alocação do E-Fatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:13


12 comentários

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.07.2017 às 23:53

O sistema não faz distinção e um contribuinte mais "atento" pode perfeitamente colocar como alimentação e obter o beneficio fiscal.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Blogs Portugal