Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O último fecha a porta

O último fecha a porta

O sovinismo da banca

Hoje fui ver qual a taxa de juro da conta poupança que o Banco me oferece:

tx juro.PNG

Estão a ver bem. O banco oferece-me 0,01% de Taxa Anual Nominal Bruta. Agora fazendo as contas para o juro mensal/ trimestral, que me caíra na conta, estão a ver a miséria que é.

Que incentivo temos para colocaras nossas poupanças numa banca frágil, envolta em escândalos de corrupção, dificuldades financeiras, egos pessoais, quando a recompensa é uma taxa tão sovina como esta? Ainda por cima, 28% vai logo para o Estado.

Obviamente que nenhum.

 

Acho que muitas pessoas estão "escaldadas" com a crise e não acredito que tenham deixado de poupar. A forma como as estatisticas são calculadas é que influencia as conclusões, pois muita gente deixou de pôr o dinheiro no Banco e é natural que o valor dos depósitos e outros "indicadores" baixem. Com estas taxas miseráveis, o destino ou é o colchão, a poupança do Estado ou o consumo.

 

Já que falamos em Banca, é um abuso completo o valor obsceno de comissões, taxas e taxinhas que são cobradas pelas coisas mais simples (e que não dão despesa nenhum ao Banco) que o cliente peça ou usufrua. 

Já estamos a entrar num ponto em que estamos quase a pagar para ter o dinheiro no Banco. E o que recebemos em troca? Instabilidade, insegurança, ameças contantes de "aumento de capital", taxinhas exageradas e notícias de corrupção. 

22 comentários

Comentar post