Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O futebol está maluco

por O ultimo fecha a porta, em 18.02.18

Há dois anos falei no blog nos valores exorbitantes que as operadoras Meo e NOS estavam a oferecer aos clubes de futebol pela transmissão dos seus jogos. Ainda por cima, quando sabemos que essas empresas praticam baixos salários, fomentam a precariedade nos call centers e no caso da Meo despediu pessoal. Para o futebol há sempre dinheiro.

Há cerca de meio ano, falei aqui nos valores exorbitantes com que jogadores de 16 a 20 anos estavam a ser transferidos para clubes europeus. Valores que chegam a ser surreais numa fase tão precoce da carreira e alguns jogadores ainda na adolescência.

Hoje falo do discurso cada vez mais incendiário e arrogante com que alguns dirigentes invadem os media. Discursos de ódio, extremistas e antidemoecráticos. Quanto mais alto se sobe, maior a queda.

 

Não quero dar mais importância às coisas do que aquilo que elas não têm.

O futebol está a deixar de ser um espetáculo para se tornar um negócio que se vai vitimar a si próprio. Pessoas que só pensam nos lucros sejam económicos, seja de ego vão destruir o desporto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11

O silêncio sobre a poluição do Tejo

por O ultimo fecha a porta, em 25.01.18

 

27066832_1689182894472056_2108783559667387619_n.jp

Sobre a Super Nanny toda a gente fala, toda a gente critica, os caça likes e pseudo-humoristas fazem ruído, mas sobre o atentado ambiental do Tejo esta manhã, nem uma noticia (basta ver as home page dos jornais), nem um comentário. 

Até nos blogs se vê a diferença no nº de posts.

Tudo muito silencioso. Excessivamente silencioso.

 

Isto faz-me pensar... até que pontos as redes sociais tornam-nos menos críticos e nuns followers de trends com todos os interesses inerentes.

Esta crítica aplica-se a todos nós cidadãos, bastonários disto e daquilo, ordens profissionais, comissões de proteção, etc etc.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32

Disparates nos comentários do blog

por O ultimo fecha a porta, em 28.11.17

Em 2 de Agosto publiquei um post sobre o crédito ambiental que o Planeta Terra tinha atingido para o ano de 2017.

ufpp.PNG

 

Hoje podia falar-vos que esta seca já reflete os juros que temos que pagar por estarmos a consumir mais do que aquilo que os nossos recursos permitem, mas não.

 

No sábado, um "Anónimo" escreveu dois comentário iguais em que se disponha ajudar-me com um crédito "instantâneo" com taxas de juro reduzidas, bastando mandar um mail que ele incluiu no comentário.

 

Neste benevolência, qual o maior disparate?

  • fazer uma busca no google por "cartão de crédito" e publicitar na primeira coisa que aparece?
  • num post sobre "crédito ambiental" publicitar "crédito ao consumo"
  • fazer publicidade gratuita e irresponsável no meu blog
  • publicitar em 25/Nov num post de 2/Ago

 

Já vos aconteceu isto?

Se não aconteceu e se tiverem um post com "Cartão de crédito", cuidado!

P.S.: Naturalmente, que mal vi este disparate, apaguei-o imediatamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:04

Os professores deram-me uma boa notícia

por O ultimo fecha a porta, em 14.11.17

Quando oiço os sindicatos e os professores a contestar apenas o congelamento de carreiras, folgo em saber que:

transferir.jpg

 

- apenas após a queda do Partido Comunista nas eleições, as queixas tenham dado sinal de vida

- nas escolas já não há agressões contra docentes,

- nas escolas já não há faltas de respeito na relação com os alunos,

- nas escolas os programas estão finalmente ajustados à carga letiva,

- nas escolas jánão há pais a agredir e insultar professores por acharem que os seus filhos são uns santos,

- nas escolas portuguesas já não há bullying de alunos sem educação em casa contra docentes.

 

Acho a reinvidicação da estabilidade das colocações mais do que justa. O atual modelo não faz sentido. 

 

Ao almoço, ouvi uma deputada muito preocupada e crítica com os previlégios retirados pela troika. Será só esse o problema dos professores? Será que se está à espera que apareça outro vídeo chocante como o "do telemovel já" para esta problemática vir à tona outra vez? Ou será que para a atividade politica e sindical só interessam alguns problemas?

 

P.S.: Fala-se muito do jantar da websummit no Panteão Nacional, tendo enverdade na promiscuidade política, esvaziando-se o cerne da questão. SObre a seca que está a fetar o Interior do país, ninguém fala. Ah, pois não dá buzz nem votos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Mais uma vez, onde está a prevenção?

por O ultimo fecha a porta, em 09.11.17

Depois da tragédia de Pedrogão, houve uma nova tragédia pouco tempo depois na zona Viseu devido à falta de prevenção dos incêndios.

 

Depois da tragédia da legionella em Vila Franca de Xira, há uma nova tragédia pouco tempo depois num Hospital (!) devido à ausência de legislação preventiva para esta doença.

 

É com indignação que nos apercebemos que nem com a casa roubada se tranca as portas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10

O que há de estranho nesta foto?

por O ultimo fecha a porta, em 07.11.17

sooo.PNG

 

Este foto é dos premiados do Jornal de Negócios e do Novo Banco a nível empresarial em Portugal.

O que há de estranho? Não existe uma única mulher!!!

 

Zero!

Esta imagem vale mais que mil palavras para justificar o porquê de existir a necessidade de se criar quotas para igualdade de género.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:46

Justiça e as redes sociais

por O ultimo fecha a porta, em 06.11.17

Nos últimos dias 4 situações deram que falar na Justiça portuguesa:

justiça-cega.jpg

 

- O caso Carrilho

Condenação com pena suspensa de um homem que praticou violência doméstica sobre a sua esposa, expondo a vida privada alheia em praça publica. Esse homem só por acaso é um ex-ministro e só por acaso foi tratado por "Doutor" pelo juíz, enquanto a vitima foi tratada por "Barbara" e em tom recriminatório pelo juíz.

Se fosse o Zé bebedolas onde não tem onde cair morto sairia com pena suspensa?

Será que foi apenas considerado "culpado" para não ser criticado pelas associações feministas?

 

- O caso Neto de Moura

Onde a justificação para uma sentença quase infame para uma justiça cega e laica, apenas foi discutida depois do caso ter sido tornado público por um jornal e depois de uma petição nas redes sociais ter questionado a conduta do juíz.

 

- O caso dos incendiários reincidentes

São presos e logo a seguir saem em liberdade, causando um verdadeiro terrorismo. Se com o terrorismo islâmico move-se montanhas, porque razão se desvaloriza os crime incendiário que causou mais de 100 mortos oficiais.

Será que é preciso um vídeo em flagrante delito, para se pôr punições mais dissuadoras?

 

- O caso Urban

As imagens são chocantes, mas também me chocou o facto de já ter havido 32 queixas só nos últimos 4 meses.

Foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas. Isto é muito grave para a segurança portuguesa.

Levanta-me questões: porque não foi feito nada antes após 32 (!) denúncias? Haverá algum medo da Polícia? Conflitos de interesses? Era falta de provas? Porque foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas? Perante as denuncias no Google e Trip Advisor, o que foi feito pelas autoridades?

 

Muitas dúvidas, que me levam a crer que a nossa Justiça/Admnistração Interna estão a agir mais pelas redes sociais do que pela prevenção.

É preciso haver vídeos, petições e burburinho nos media para se tomar medidas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

De hoje de manhã

por O ultimo fecha a porta, em 30.10.17

Esta manhã, que tive de férias, fui à beira-mar pois já consigo fazer caminhadas.

22852065_1971799493091777_359383683972105359_n.jpg

 

Parece um dia de Verão: sol quente, mar calmo e sem vento. Esta inversão do tempo é assustadora. As estações trocadas, os fenómenos meteorológicos de extremos cada vez mais frequentes vão alterar cada vez mais as nossas vidas. Porém, não vejo os responsáveis políticos mundiais preocupados...

 

Bem, estava eu então a caminhar, quando me apercebo de um senhor com ar desorientado a perguntar uma direção a quem ia encontrando. Veio ter comigo e não sabia também onde era.

 

Vinha um velhote a correr, fiz-lhe sinal para ele abrandar e perguntei "por favor pode ajudar?". O homem não desviou o olhar e continuou a sua corrida. Que falta de educação! Não lhe custava nada responder. Nem a dizer que estava com pressa.

 A seguir, vinha uma moça talvez da minha idade com o telemóvel ao ombro e de fones. Fiz o mesmo e esta parou simpaticamente. Conhecia a rua e explicou ao senhor como ir para lá. Como não mexeu no telemóvel, com esta paragem, o seu treino perdeu-se...

 

Ou seja, porque é que as pessoas são tão egoístas? Pequenos gestos, pequenos segundo podem ajudar o próximo.

 

Hoje é dia 30 de Outubro, dia de lembrar um dos maiores flagelos que atinge as mulheres: o cancro da mama. Não tenho nenhum caso próximo, mas prevenir é muito importante.

22853125_289826994861694_953189279216488381_n.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:34

O local de voto nas autárquicas

por O ultimo fecha a porta, em 25.10.17

Quando tive que mudar mudei a residência fiscal para a cidade para onde vim viver durante a semana, mudei automaticamente o local e concelho de voto.

 

Faz sentido! Se vou viver para outra cidade, faz sentido mudar para lá a morada oficial e votar lá.

 

Porém, fiquei surpreendido ao ver o nosso Presidente da República a votar em Celorico de Basto.

9-img_4981.jpg

Vivendo ele em Lisboa, por força das funções que exerce, porque razão tem ele a morada oficial em Celorico de Basto? Até pode ter lá propriedades e dar essa morada, mas quando mudei, ninguém me perguntou na Loja do Cidadão se tinha "amor à terra" e preferia votar no concelho dos pais, onde passo o fim de semana!!!

Será a lei igual para todos!

 

P.S.: A mudança da morada fiscal não altera o centro de saúde afeto. Tanto simplex e ainda não se lembraram deste. Parece que tenho de ir lá outra vez para fazer a mudança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Este anúncio é (mesmo) do IEFP

por O ultimo fecha a porta, em 26.09.17

Ontem fui ao supermercado e estavam a distribuir um jornal regional. Houve um anúncio nos classificados que chamou a atenção.

iefp.jpg

O IEFP pagou para publicar vários "anúncios" de emprego. Várias questões me assaltam:

 

- Faz sentido o IEFP (organismo público) pagar a jornal (organismo privado), com os meus impostos, um anúncio para vários empregos?

- Será inocente um anúncio destes na véspera de eleições autárquicas?

- Será que existe tanto défice de oferta que não haja ninguém para empregado de mesa?

Não estamos propriamente com desemprego zero para não se encontrar ninguém nesta zona para estas vagas que justifique um anúncio, pago, num jornal?

- O que será um "ajudante familiar"?

- Todas estas profissões exigem pouca literacia. Algumas são mais técnicas (costureiras, por exemplo), mas para nenhuma é necessário licenciatura... A ideia que tenho é que os empregadores recorrem mais ao IEFP para profissões menos qualificadas, onde há mais desempregados e onde conseguem mais apoios. Mas ainda assim não percebo a necessidade de pôr (e pagar) um anúncio no jornal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:54


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal