Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Animais nos restaurantes

por O ultimo fecha a porta, em 23.10.17

Ao que parece, os animais de companhia poderão entrar nos restaurantes, com a devida concordância dos proprietários. Ainda não está claro se ficarão numa zona própria ou se estarão junto dos donos.

dog-eating.png

 

Eu pergunto: qual a pertinência da questão?

Não haverá outras coisas mais graves para legislar sobre os animais de companhia?

  • Quantos casos de maus tratos chegam-nos todos os dias pelos voluntários e clínicas veterinárias que se chocam com a maldade humana perante cães e gatos. Chegam-nos fotografias de animais com foucinhas espetadas no focinho, cães enterrados vivos, gatos atirados pela janela, etc.

    Será que a legislação é suficientemente penalizadora com comportamentos lesivos para o bem estar do animal? Quantas condenações já se teve conhecimento público? I.e., será a lei suficientemente delatória?


  • Sobre os animais, existem ainda os crimes cometidos por donos de cães de raça perigosa que continuam irresponsáveis.

    Em Abril de 2017, um cão que andava à solta, atacou e desfigurou uma criança e o dono fugiu. Presente a juiz, foi posto em liberdade. Na altura, defendi, aqui no blog, uma pena exemplar para a irresponsabilidade do dono. Acusei a Justiça de ser impune para estes casos e alguns comentadores sugeriram para ter calma, que a condenação não era imediata. Passaram 6 meses Pesquisei e não encontrei nada nas noticias sobre o caso. Ou já houve condenação e não foi pública pelos media, ou continua em águas de bacalhau, ou então não houve condenação.

  • Se for para a frente, acho que cabe aos donos o bom senso em saber se o cão se vai comportar no restaurante ou não. Sinceramente, não estou disposição de ir a um restaurante e ter um cão a cobiçar e lamber a beiça com o meu bife.

 

Ou seja, acho que os nossos deputados, pagos com os meus impostos, dever-se-iam preocupar com coisas que realmente importam e afetam o bem estar do animal e dos humanos do que essa questão, que a meu ver, é menor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

O imposto sobre a junk food

por O ultimo fecha a porta, em 18.10.17

Já que a ministra se demitiu e tudo fica resolvido, vamos lá mudar de tema.

O imposto sobre alimentos com excesso de gordura e sal constitui uma poupança futura de impostos. E isso é bom porque vamos deixar de pagar pelos maus hábitos alimentares dos outros.

 

Porquê?

Porque desincentiva o consumo de alimentos preduciais à saúde, que contribuem para a obesidade, hipertensão, diabetes, entre outras doenças, levando as pessoas a opções mais saudáveis. Assim, no presente e futuro recorrerão menos ao Serviço Nacional de Saúde e por isso pagaremos menos impostos para corrigir os erros alimentares do vizinho.

 

Nota: um partido político da geringonça está contra medida. Partilho este exercício teórico e de retórica

"“Não acompanhamos a perspetiva do Governo de abordagem desses problemas por via fiscal".“O Governo considera que o caminho fiscal é uma das abordagens possíveis e necessárias”, mas “nós discordamos, porque entendemos que não é por via fiscal” “nomeadamente ao nível da prevenção e do reforço da capacidade do SNS de fazer essa prevenção, através de campanhas ou de outros mecanismos que levem a uma redução do consumo excessivo de alimentos com sal”.  Ver aqui

Sim, senhor, estou espantado com a solução proposta. Há quantos anos há doenças com o excesso de consumo de sal? Estamos em que ano? Enfim... quando se quer ser do contra, saiem estas teorias extremante ... eficazes 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58

O discurso em Portugal e em Espanha sobre os incêndios

por O ultimo fecha a porta, em 17.10.17

Hoje sim, podemos falar em demissões e avaliar o que correu mal.

Os fogos estão apagados, já chove e o pior já passou (porque efetivamente não há muito para piorar).

 

Aos terroristas, Espanha declarou guerra. Ontem o discurso era de revolta e de perseguição aos criminosos (minuto 2)

 

Em Portugal, andou-se (e anda-se) com paninhos quentes e os opinion makers pediram demissões, mesmo com populações em perigo.

Mais uma vez one step below. Será cultural?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07

Terrorismo

por O ultimo fecha a porta, em 16.10.17

Quando um islâmico coloca uma bomba num metro numa grande cidade,lança-se o alarme, os alertas e chamam-lhe terrorismo.

Em Portugal, ontem, houve fogos com mão criminosa, em muito maior dimensão e extensão territorial do que há quatro meses, destruindo muito pulmão verde e "lamenta-se". 

 

Não será um incendiário intencional um terrorista?

O que aprendemos com Pedrógão?

22490176_1718080128203538_4458365623924421542_n.jp

 

 Hoje, dois jornalistas de renome, pediam a demissão da ministra. Mas é isso que interessa neste momento? Depois de 36 mortos e uma série do fogos ainda ativos, esta malta só pensa em política, demissões e click baits? Se tivesse ardido a casa deles ou morrido a mãe deles,queria ver se vinham com essa demagogia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:42

E falarmos das ... autárquicas?

por O ultimo fecha a porta, em 02.10.17

Ontem houve eleições no poder autárquico, mas só se fala do poder central. A abstenção baixou, as pessoas decidiram o futuro das suas cidades, mas os media só falam do Passos Coelho e apenas para deitar abaixo. É mais fácil criticar.

 

Alô? E que tal falar das cidades? Dos movimentos cívicos? Das ideias vencedoras?

A primeira notícia fora de Lisboa que foi a eleição de Rui Moreira surgiu apenas à 20h25m. Como podem os portugueses estar contentes com a política e em vez de se discutir os sues problemas, discute-se a liderança do ... PSD.

 

Várias notas de ontem:

voto_UNIAREA.jpg

- Existe Lisboa, Porto e.. Loures e Oeiras

Ou seja, só os candidatos polémicos merecem holofotes.

 

- Afinal o presidente não voltou

Qual um dos piores defeitos do ser humano? Ser arrogante. Valentim Loureiro assim se portou na campanha achando que eram favas contadas.

 

- O concelho do país com maior % de licenciados elegeu democraticamente um candidato condenado por corrupção precisamente no cargo de vereador da Câmara. Serei só eu que acho que os portugueses só se podem queixar de si próprios.

 

- Derrota de preconceito

Dois candidatos (um no Porto outro em Loures) usaram um discurso preconceituoso na campanha (um contra os monárquicos, outro contra os ciganos). Nenhum alcançou os seus objetivos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:27

O provincianismo em torno de Madonna

por O ultimo fecha a porta, em 20.09.17

Fala-se da Madonna como se fosse a última coca cola do deserto.

 

Ontem, o noticiário da SIC fez uma longa reportagem, qual TV 7 Dias ou TV Mais, com os sítios onde Madonna já foi em Portugal, num estilo voyeurista e para encher minutos. As redes sociais, por sua vez, diabolizaram a cantora por ter os filhos a pisar a relva de um jardim nu. Este site do Jornal de Notícias e as suas fontes não identificadas até foi mais longe...

 

Que país é este que se preocupa com estas questões pequeninas e engrandece estes minutos da atenção mundial, quando:

- somam-se casos de nomeados políticos que tiram o curso por equivalências profissionais e resolvem o caso com demissões

- os grandes cargos da economia portuguesa são ocupados por convite a filhos ex- primeiros ministros

- fazem-se milhões de euros em donativos para vitimas de incêndios e ninguém presta contas, nem como são aplicados e que auditorias há ao que já foi aplicado

- se rouba armamento do exército do país e não se encontram culpados e nem se encontra o mesmo

- somam-se os casos de ataques de cães de raça perigosa e a legisalção preventiva  tarda a entrar em funcionamento

- como muito bem refere o Pedro, a falta de civismo dos outros não é condenada e se fecha os olhos. 

 

Será provincianismo? Hipocrisia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58

Não foi o Daesh, foi um raio em Pedrogão Grande

por O ultimo fecha a porta, em 19.06.17

Chamusca, Mação, Funchal, Sertã, Caramulo e agora Pedrogão Grande.

 

Todos os anos os mesmos dramas, os mesmos problemas, mas em vez de um ou duas mortes, desta vez foram 62 mortes onde tudo falhou. Não foi mão humana, nem foi o Daesh. Foi um raio que caiu numa árvore.

 

Muitos diretos, muitos lamentos, muitos abraços numa parte do país esquecida. Nem a ministra soube dizer o nome das aldeias evacuadas ... não é Lisboa, nem Bruxelas ...

 

Espero que se faça o que se fez após a tragédia de Entre os Rios, em que após a queda da ponte se inspecionou tudo o que era pontes e se tomaram medidas a sério para evitar tragédias futuras. Na floresta, é mais complicado, mas faz falta perceber o que falhou, apurar responsabilidades e definir-se uma estratégia. Esta é a parte mais importante: estratégia! Lamentavelmente, foi preciso morrer 62 pessoas para se começar finalmente a discutir os problemas florestais, as falhas de comunicação das autoridades e por aí fora.

 

Mas creio, que daqui a umas semanas vamos ter outra vez os canais de noticias a passar horas a fio a passar incêndios com pirómanos deliciados. Vai uma aposta?

 

p.s. Mais uma vez, o povo português respondeu com a sua enorme solidariedade, mas os grandes grupos económicos com interesses florestais e comerciais nem uma palavra (Navigator, Altri, Lidl, Jerónimo Martins, etc).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:40

Sobre os atentados de Londres

por O ultimo fecha a porta, em 06.06.17

Este vídeo de Paulo Dentinho explica muita coisa do presente e do futuro. Uma verdade inconveniente, onde se expõe quem ganha com os atentados.

 

Por falar em incoveninência, o que me dizem da Unitel, detida por Isabel dos Santos, ter censurado cancelado a transmissão da SIC em Angola, que vinha fazendo reportagens críticas ao poder?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

Oportunismo político

por O ultimo fecha a porta, em 02.05.17

A Cheia falou do descrédito dos partidos e nos últimos dias três casos chamaram-me a atenção pelo oportunismo político, justificando o porquê de muitas pessoas de bem se afastarem da política.

 

- Futebol

Espinho e Santo Tirso. Os clubes desportivos dos concelhos estão a captar multidões no futebol. Os estádios cheios e a subida de divisão a ocorrer.

Em Espinho, o presidente da Câmara que se vai recandidatar promete um novo estádio (só para 2018), depois de muitas promessas iguais, de primeiras pedras, mas sem resultados práticos. Num concelho com eleva6298raposa.jpgdo desemprego, a principal promessa é um ... estádio.

Em Santo Tirso, o Aves subiu à 1ª Liga. Em horário nobre, lá estava o presidente da Câmara, que também se vai recandidatar e,stava a desdobrar-se em entrevistas às televisões por cabo em horário nobre que precisavam de encher tempo de antena. Fez questão de realçar que tinha sido criada uma fan Zon à volta do estádio e lá teve os seus 5 minutos de fama.

 

- Fátima

Já se sabia que iria haver quem se aproveitasse da vinda do Papa para beneficiar e não falo só dos hotéis e restaurantes.

A Agência Lusa (meio de comunicação com maior abrangência do país) divulgou que Assunção Cristas vai a Fátima como peregrina. Mas isso é notícia? Porque andam a divulgar isso? Se vai como peregrina, porque anda a agência Lusa a divulgar isso? Porque andam os jornais a tratar o show-off como notícia?

 

Depois não querem que haja abstenção nas eleições... 

 

P.S.: tinha hoje isto em mente este post, quando à poucos minutos estava a correr no parque da cidade e um rapaz me convida para correr com o seu grupo. Durante os passos seguintes, explicou-me a câmara aqui da minha cidade está a desenvolver um projecto de "desporto para todos" e tem monitores para treinos gratuitos de corrida, caminhada e funcional às 3ª e 5s à tarde e às 2ª, 4ª, 6ª e sábados de manhã. Quando é para criticar, critico, mas quando é para elogiar, elogio.

Acho esta iniciativa louvável, quando a população está cada vez mais sedentária e obesa. Quando vemos rios de dinheiro em "ajustes diretos" para amigos que vão enriquecer os restaurantes de lagosta, leitão e os stands da Porsche e da Mercedes do país, estes pequenos investimentos são um verdadeiro serviço público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:36

Olha, olha as autárquicas aí a chegar

por O ultimo fecha a porta, em 01.03.17

Falta menoimages.jpgs de um ano para as eleições autárquicas e isso significa que este é o último Carnaval antes das eleições, a última Páscoa antes das eleições, o último Verão antes das eleições, a última receção aos emigrantes antes das eleições, etc, etc, etc e ... lá para Setembro vem aí um rol de inaugurações, corta-fitas e destapamento de placas.

 

Nos últimos fieis, alertei aqui que havia uma Câmara que se aproveitou desta data para promover a sua obra em ... cemitérios.

 

Nestes dias, anda toda agente um pouco por todo o lado a queixar-se do transtorno de muitas obras em simultâneo e neste Carnaval os orçamentos foram largamente superiores ao do passado com muita atividade camarárias nas páginas de Facebook.

 

Populismo e eleições a quanto obrigas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Blogs Portugal