Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Viver sozinho #2 - cozinhar arroz

por O ultimo fecha a porta, em 01.06.17

Até Agosto/15 nunca tinha cozinhado nem ligado o fogão.  Foi sempre a minha mãe a cozinhar ou a deixar a comida preparada. Quando tive que viver sozinho, surgiu a questão: como jantar? 

 

No primeiro ano, quem já passou por isto, sabe que há prioridades no investimento da nova casa. Como a cantina da nova empresa tem serviço de take away, os primeiros meses desenrrasquei-me assim.

Comprar tachos, base para quentes, panelas, grelhador, isto e mais aquilo ainda fica caro (já para não falar na Bimby), além dos ingredientes.

 

Farto de comer sempre comida de fora, num dia com paciência, comprei um tacho, arroz, azeite e sal. Mas cometi um erro: não vi a minha mãe a fazê-lo e acho que não vi os vídeos certos do YouTube. 

 

Receita da mãe:"Ferves a água, colocas o arroz (metade da proporção), água e sal e deixas cozer". Pensamento: parece simples, não é?

 

Não, não é!!!! A primeira vez que fiz arroz foi o maior pesadelo que possam imaginar !!! As dúvidas acumulam-se:

   - Qual tacho? Comprei o correto?

   - A água ferve com o lume em que tamanho?

   - O testo põe-se ou tira-se?

 

Quando ferve, começam mais dúvidas:

   - Qual a quantidade de azeite?

   - E o sal? O que é "q.b."????

   - É suposto mexer? Vai-se mexendo?

   - Mexe-se com um colher normal ou de pau?

 

Esclarecido com a mãe, ao fim de 5 minutos, com o tacho fechado, este começou a deitar fora e a minha testa a transpirar"  !!! Ligo à minha mãe e ela escandalizada pergunta-me:

 

     - Mãe: Então não reduziste o lume??????? 

     - Eu: Eu não ... é preciso reduzir? 

     - Mãe: Sinceramente, não acredito que estás a deixar no máximo!!!

 

Ultrapassado o drama, surgiu outro problema:

- Como saber que está pronto?

 

Ainda hoje, não atino com a quantidade de sal e quase desisti de fazer arroz. Já só faço massa. Pior, ainda me armo em fit e tento o arroz integral. Claro que ia deu m****. Juro que admiro quem saiba fazer arroz. Parece a coisa mais básica, mas não acho nada fácil.

 

P.S. O post das tarefas domésticas foi o mais comentado de 2017 e pelo feedback que recebi muitas pessoas reviram-se na minha "experiência". Assim, às 5ªs feiras, criei esta rubrica "Viver sozinho #" onde vou contar peripécias desta aventura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


33 comentários

Imagem de perfil

De HD a 01.06.2017 às 23:02

Já consigo fazer um bom arroz, inclusive um risotto :)
Mas para o arroz básico, tenho um truque para o secar no final ;p
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.06.2017 às 23:10

Muito bem. Risotto ou arroz empapado?

As minhas tentativas não ficaram empapadas, mas tb não ficou sequinho como o que costumamos comer? Qual é a tua dica?
Imagem de perfil

De HD a 01.06.2017 às 23:19

Empapado, nã? ;) Pouco mascarpone ;p

Tenho uma base que coloco uns 5/10 minutos no mínimo mesmo ao ficar no ponto 'solto' :)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.06.2017 às 23:39

Uma "base". Pois, eu deixo o período de tempo na embalagem e deixo ficar um bocado desligado para evaporar, mas o meu não chega ao "ponto" :( Come-se desse ponto de vista. O problema tem sido o sal.
Imagem de perfil

De HD a 02.06.2017 às 19:11

Tens de treinar até à perfeição... das nossas mães ;)
Imagem de perfil

De Mula a 01.06.2017 às 23:30

Há um arroz que podes comprar que não empapa, que é o vaporizado. É do arroz mais soltinho que há e é bom. (Pena que o Mulo não goste, por ser mais durinho, porque seria só desse que eu compraria)
Imagem de perfil

De Kalila a 01.06.2017 às 23:23

Ahahah, muito bom!
Beijinhos, amigo.
Imagem de perfil

De Mula a 01.06.2017 às 23:28

Foi a minha grande, grande dificuldade. Confesso que durante anos o meu arroz não era comestível, mas continuei a tentar, hoje em dia acho que só não sei fazer o arroz de tomate malandrinho da minha mãe, de resto fica bom. Mas eu não o faço assim, eu faço refogado com cebola (meia cebola se for só para ti), um fundo de azeite (só mesmo a cobrir o fundo), e frito o arroz na cebola e azeite antes de acrescentar o arroz. Quanto ao sal... só mesmo com o tempo é que sabes a quantidade de sal que tens de pôr... aqui não há truqes porque varia de pessoa para pessoa, eu por exemplo cozinho com muito pouco sal, e por isso quando como fora sinto tudo muito salgado xD
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.06.2017 às 23:35

Já me falaram dessa técnica e acredito que fique mais saboroso. Já vi no Youtube. As minhas tentativas ficaram desenxabidas :( Mas acho que a probabilidade de dar errado é tão grande que nem tento. Acho não vou conseguir saber quando está "frito". Um refogado é cebola com quê? O lume pões no máximo nessa fase? E o testo? Dúvidas existenciais ... :s

Arroz vaporizado? Hum ... vou pesquisar ...
Imagem de perfil

De Mula a 02.06.2017 às 22:12

Ahhhh percebes sim.... O arroz começa a agarrar e aí está na altura de colocar água a ferver no tacho! (a minha maior amiga na cozinha desde há um ano é a chaleira eléctrica). Se colocares agua fria vai demorar muito mais tempo.

Um refogado é cebola (picada ou laminada consoante o gosto) com um fundinho de azeite, e podes acrescentar um dente de alho picado se gostares.

Só uso o lume no máximo até a água estar a ferver, depois ponho no mínimo, deixo cozer com o testo, e não se mexe mais, e quando só tiver um pouquinho de nada de água desligo e deixo que a restante água se evapore naturalmente.

O arroz vaporizado é conhecido por ser impossível (acho eu, mas às vezes... xD) de empapar, é um arroz sem goma nenhuma, que não se agarra entre si, para estes tempos mais difíceis pode ser uma solução.
Sem imagem de perfil

De O Cantinho da Fia a 02.06.2017 às 23:07

Eu aplico a mesma técnica e funciona bem. Faço sempre o refogado com azeite, cebola picada e alho. Deixo alourar a cebola e depois junto o arroz. Deixo durante cerca de 2 minutos e depois junto o dobro da água.

Beijinhos e boa sorte
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 21:53

Meninas, muito obrigado. Acho que depois destas dicas, fiquei com vontade de oportunidade ao arroz feito por mim.
Imagem de perfil

De Maria a 01.06.2017 às 23:49

Ahahaha, não sou dada a cozinhices (mesmo nada) mas saber fazer arroz não é tão fácil como parece! Devia ter te apetecido massa... era mais simples
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.06.2017 às 00:05

Essa já me desenrrasco, mas fica para outro post :)
Não atina com o tempero do arroz.

Acho que nunca serei chef ...
Imagem de perfil

De Maria a 02.06.2017 às 00:32

Deixa lá, os chefs fazem comidas esquisitas ;D
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 22:10

E gourmet. Não exagero, mas faço quantidade q.b. :)
Imagem de perfil

De A Desconhecida a 02.06.2017 às 00:03

Ahahah, parece simples, mas não é... as mães são mesmo nossas amigas! :)) em relação ao arroz com mais um bocado de prática isso vai lá, se eu agora consigo, tu também!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.06.2017 às 00:06

Já consegues? Então percebes as minhas dúvidas existenciais. Não sei se estou para gastar mais gás e arroz uma vez que sai sempre mal temperado kkkkk
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 02.06.2017 às 11:09

Ahahah, o que me fartei de rir! Por acaso arroz nunca foi uma dificuldade... a minha questão é sempre com as migas.. nunca acerto com aquilo! =)
Beijinhos
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 22:05

Migas?! Isso é só daqui a uns ... anos :)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 02.06.2017 às 11:28

Tive uma amiga que me dizia: "a cozinha é um laboratório, por isso tem de ser tratada como tal". Trata a cozinha com pinças e vais ver que os resultados aparecem.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 22:01

Não sou cientista para este laboratório
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 05.06.2017 às 23:36

Não é nenhum bicho de sete cabeças :-)
Nós é que complicamos.
Imagem de perfil

De Papagaio Giló a 02.06.2017 às 15:20

LOL... restaurante!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 21:59

Mas faz mal à carteira
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 02.06.2017 às 19:49

Oh meu Deus que máximo! hahah
Eu acho que os homens nesse aspecto, só mesmo saindo de casa é que aprendem. Ou então são raros os que aprenderam ainda em casa dos pais.

Mas é errando que se aprende. Eu nunca vi ninguém fazer nada mas olha, chegava e fazia.

O arroz não é fácil não. Ficar naquele ponto correcto, nem toda a gente consegue. Eu sei fazer arroz, mas não fica perfeito.

Beijocas
Sem imagem de perfil

De É Segredo a 03.06.2017 às 11:33

Heheheh...nada como a paciência para se chegar lá!
Ao fim de alguns quilos de arroz empapados, lá consegui.
Um fio de azeite e um dente de alho descascado, colocas uma medida de arroz até este "fritar" ficar com um ar mais esbranquiçado (nota-se logo), depois duas medidas igual ao do arroz mas com água quente e deixas ferver. Entretanto colocas no mínimo e quando a água evaporar deve estar pronto a servir! Ah...um pouco de sal também!
Abraço...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.06.2017 às 21:43

Vou experimentar essa forma de cozinhar a ver como corre!

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Blogs Portugal