Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Viver sozinho #4 - animais de estimação

por O ultimo fecha a porta, em 06.07.17

Foi das coisas que mais me custou: deixar de ver o meu cão todos os dias.

Agora só ao fim de semana.

40ffc404cc659539635712ce3366ee6a.png

 

Quando vim viver sozinho, decidi não adotar nenhum animal. Por vários motivos:

 

   i) o animal ficaria o dia todo sozinho em casa

   ii) vivo num apartamento. O animal teria de ficar dentro de casa fechado sem nada para fazer

   iii) o maior problema: se ao fim de semana cou a casa dos pais, quem tomaria conta dele? Ficaria dois dias sozinho? E nas férias, como iria ser? Pior, se o levasse para casa dos pais, como iria ser a relação com a "senhora" já existente?

   iv) esta situação é "até um dia". Não sei se daqui a 2 ou 6 ou 12 meses torna a mudar de emprego e tenho que mudar de cidade novamente, como fica o bicho?

 

Como acho que não conseguiria dar o amor, a atenção e o tratamento que um animal de estimação merece e quero dar, prefiro ser responsável e não ter nenhum. 

 

Mas lá que faz falta, faz. Ter alguém à nossa espera, que brinque, que encha de labidelas, foi das coisas que mais falta senti!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46


20 comentários

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 07.07.2017 às 14:58

Vivi cerca de 12 anos com uma gata. Outros 10, desde que ela faleceu, sem qualquer animal. Voltei a ter uma gata ao fim desse tempo, e após ter falecido, adoptámos duas!

A nossa gata Tica, à excepção da hora de almoço, em que eu ia a casa, ficava sempre sozinha durante o dia. Questionámo-nos muitas vezes se seria feliz, até porque era uma gata carente e que exigia muita atenção. Quando ela faleceu, optámos por duas gatas, precisamente para, pelo menos, poderem brincar e fazer companhia uma à outra.

Talvez seja mais difícil ter um cão fechado em casa, do que um gato. Mas penso que muitos vivem bem assim, até os donos chegarem e levarem a passear. Mas depende muito das raças, talvez.
Nas férias, nunca íamos, nem vamos agora, para longe, porque sabemos que temos as meninas à nossa espera. Há quem leve os seus animais em férias. Conheço uma mulher que foi para o Algarve com a sua cadela. Mas nem sempre é fácil viajar com animais.

Ter um animal de estimação é quase como ter um filho, é preciso abdicar de muita coisa, ajustar outras tantas, adaptar-se e, acima de tudo, estar consciente da decisão e que é para a vida.

Na dúvida, não vale a pena arriscar. Penso que é a decisão mais correcta, e mostra responsabilidade.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Blogs Portugal