Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cuidado com as burlas no MBWay

29.03.20

Custumo volta e meia ir ao Portal da Queixa e tenho apercebido de um nº crescente de queixas associadas ao MBWay.

Em comum têm:

- artigo à venda no OLX ou similares

- desconhecimento do processo do MBWay.

 

Deixo um aqui um exemplo (parece-me ser das reclamações recentes com mais detalhes), que se consultarem o link, o método é sempre o mesmo. Aproveitam-se do desconhecimento das pessoas. Sugiro que consultem o link e não se deixam enganar se vendem no OLX ou similares! O MBWay tem muito coisa boa mas é preciso saber usar para não cair no conto do vigário.

MBWay.PNG

Infelizmente, ns site do MBWay (e já agora no do OLX) não há qualquer alerta na home page para os procedimentos de segurança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:25

Destes dias - vem aí o fim de semana #ficaemcasa

27.03.20

Capturar.PNG

Vem aí o fim de semana. Vai estar sol e bom tempo, mas antes que nos apeteça sair e socializar vamo-nos lembrar que só hoje morreram 919 pessoas na Itália.

Os italianos fizeram orelhas moucas às suas autoridades de saúde e o resultado está à vista: macabro. Um ritmo alucinante de mortes, espalhado agora por todo o país. O mais impressionante é que se consegue fazer o tracking da evolução geográfica do virus com a deslocação da população do Norte para Sul. 

 

Uma coisa são passeios higiénicos. Outra é convívio social que pode pôr todos em risco. Não quero ver uma polícia como na Índia, nem repressiva, mas sim presente e que sensibilize as pessoas. Não sejamos um país com dirigente como Bolsonaro e parece que está a levar o país para um fenómeno que até me custa escrever.

 

Dos últimos dias chegaram notícias dos incentivos do Estado às empresas e famílias. Não sei se linhas de crédito (mais dívida) resolvem o problema. Mais eficaz parece ser o moratória dos créditos (não é perdão!).

Do comércio, incentiva-se a aposta no online. Uma migração forçada de alguns negócios, mas o excesso de simplificação pode origem também a fraude. Cuidado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:22

Destes dias - 25 de Março de 2020

25.03.20

Capturar.PNG

Foto do jardim dos meus pais - orquídeas

Cá estamos com saúde, em cumprimento do isolamento.

O que tem de ser tem muita força!

Tenho evitado esta semana ver noticiários porque o tema é sempre o mesmo, as notícias são negativas e o nosso cérebro precisa de se entreter com mais alguma coisa. Tenho cuscado as redes sociais, alguns blogs, mas ao telemóvel. Isto de trabalhar em casa no mesmo em que se está no computador para fins de lazer, é muito atrofiante. 

 

No entanto do vírus tenho a escrever hoje:

- Abandono em lares em Espanha

Desespero? Cobardia? Abandonar os idosos num lar (pago) e deixar mortos com vivos, nem no terceiro mundo! Há que ter decência. Hoje são eles, amanhã seremos nós. Há coisas chamado direitos humanos e dignidade. A ministra espanhola prometeu ser implacável. Espero bem que sim e que por cá não haja essas ideias.

- Os idosos

São o grupo de risco e nos lares está medonho. Ninguém sabe o que fazer!! Hoje são eles, daqui a uns anos somos nós. Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti.

- Itália

Nossa Senhora! Os números "oficiais" continuam aterradores. Começam-se a identificar as causas e fala-se num jogo de futebol. Sobre o futebol, aproveitar a ausência do presidente do Sporting que está aos erviço do país nesta calamidade para pedir a marcação de eleições antecipadas por abandono do cargo, nem sei que palavras merece! 

- A Igreja

Promove rezas e que tal ajudar com os seus espaços? E donativos?

- Bolsonaro

Quando são as próprias máfias do crime a dar ordens à população da favela para ficar em casa e evitar contágio e o presidente desvaloriza uma doença e todo o mundo está em desespero, algo está muito mal.

- Ginásio

Hoje ligaram do ginásio a referir que iam continuar com as aulas online e treinos individualizados dados por um dos professores em Abril. Perguntaram se queria pagar a mensalidade de Abril? Respondi que sim. Enquanto me pagarem o salário, mesmo não estando lá fisicamente, ajudo. Sendo um negócio familiar, o que seria se todos deixassem de pagar? Pudendo, ajudo.

 

Prometi a mim mesmo que esta semana, não saía de casa para praticar desporto (passeio higiénico, entenda-se). Hoje, 4ªf, estou a cumprir, porém, o João convidou-me para falar um bocadinho. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36

Destes dias - o fato de treino

23.03.20

homeoffice.PNG

 

Esta frase não é minha:

E agora, para que é que querem essa roupa toda que têm no armário se só precisam dum fato de treino e dum pijama?

 

Desde a semana passada que estou em teletrabalho e ainda não vesti "decentemente". 

Tenho dado uso aos fatos de treino. Mesmo aqueles coçados que insistimos em deixar ficar nas limpezas de destralhe.

 

Até agora ainda não tive necessidade de ligar a webcam do portátil, mas, apesar do fato de treino, continuo apresentável. 

Nunca se sabe quando a podemos ter de ligar.

Mas é um bom tópico de reflexão: de que serve tanta roupa se agora dá jeito a roupa de conforto?

 

PS I: Mais uma vítima de mortal de violência doméstica. Esta não foi propriamente em contexto do isolamento social, mas quanto mais vítimas haverá? E em relação aos idosos, quantos estarão isolados? Discriminados?

PS II: A situação continua muito grave em Portugal e o resto da Europa, sobretudo na Itália. Muitas dúvidas e incertezas. Todos os cuidados são poucos. Ficar em casa e nas saídas, só o necessário (e os passeios higiénicos na minha opinião são necessários) e com  cuidados na chegada a casa. Saí ontem e não conto sair de casa esta semana.

PS III: O futebol, pilar da cutura europeia, sai afetado. Talvez os clubes desçam à terra nos valores astronómicos que praticam.

PS IV: Perante a paragem, novas oportunidades aparecem. Algumas microempresas são incentivadas a achegar ao online. Forçadas é verdade e sabemos quão resistentes são os patrões portugueses à mudança. Porém, para a comodidade de uns, risco para os transportadores e logística. 

 

Ainda não fiz, faço hoje: um agradecimento público a todos os profissionais que nesta altura arriscam a sua vida pelo bem comum. São muitas as profissões e locais, mas há uma particularmente mais exposta: quem trabalho nos hospitais. MUITO OBRIGADO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:46

Destes dias - 22 de março de 2020

22.03.20

A avenida despida que reflete a missão coletiva.

Ontem fiz o meu primeiro passeio "higiénico" ao fim de 8 dias. Corri um bocadinho, sozinho, e vim direto para casa com cuidado para não tocar em nada no percurso. 

90539290_2580920812179639_1107010726574161920_n.jp

90458178_2580920848846302_3114957694650286080_n.jp

90484363_2580920878846299_7937673203135021056_n.jp

Hoje de manhã, fui com o meu pai que também estava a precisar de esticar as pernas até à beira mar. Separados e com cuidado para não tocar em nada saímos 30 minutos e voltamos. Fomos surpreendidos pela GNR a mandar parar as pessoas na Esplanada a sensibilizá-las.

 

Hoje também vi as fotos da Póvoa e de Vila do Conde onde se via muita gente na rua. Percebe-se a falta de cuidado nas distâncias e onde as pessoas punham as mãos. Não condeno sair de casa porque precisamos disso, condeno a negligência de alguns. E pergunto: onde estavam as autoridades para sensibilizar as pessoas?

 

Na Itália, os números continuam aterradores. A cada dia é dor de alma. Hoje são eles, amanhã podemos ser nós. É horrível, a cada dois minutos morrer uma pessoa que nem um funeral digno consegue ter.  Nem a sua família conseugue chorar nem velar. A realidade mostra que os preços elevadíssimos que pratica  seja no turismo ou até nas suas marcas de luxo, ficam no bolso de alguns e pouco chegou à comunidade.

Se na Europa a situação está má, quando chegar aos países mais pobres, como em África, nem o calor salvará. A OMS já alertou para se preparem para o pior.

 

Ao nível da situação económica, o desastre parece estar a chegar com muita indefinição. Algumas empresas e comércio estão a recorrer ao online (muitas forçadamente), mas a maioria está parada sem clientes, matérias primas e com pouco fundo de maneio. Muitas apenas conseguirão os salários de Março, outras nem isso. Vêm aí meses MUITO difíceis. 

O próprio crime de assalto pode ser outra consequência que devemos estar preparados. Aliás nos EUA já disparou a procura de armas :/

 

Aqui em casa hoje, começamos a preparar a mini horta. Geralmente os meus pais põem penca para o Natal e tomate e pepino para o Verão. Possivelmente, vamos plantar mais coisas.

IMG_20200322_140657.jpg

IMG_20200322_140711.jpg

Por cá, esta semana vai ser de #fiqueemcasa (em teletrabalho e sem passeios) e pelo blog nos encontraremos.

Já agora e para terminar partilho a receita da moda deste fim de semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:39

Destes dias - 19 de Março de 20200

19.03.20

Agora que estamos em estado de emergência, e já há 4 mortes confirmadas, queria destacar:

 

- Violência doméstica

No domingo foram duas mulheres agredidas em contexto de violência doméstica e hoje a primeira vítima desde a quarentena. O marido matou a mulher e depois suicidou-se em Oliveira do Hospital.

Como diz a APAV, quarentena não é desculpa. Estes 3 casos vieram a público. Quantas outras vítimas estarão a sofrer em silêncio porque neste momento não há atenções que lhes valham?

 

- Um anúncio de agradecimento

Durante o dia, ouvi anúncios na rádio do Auchan e do Lidl a agradecerem o esforço dos seus colaboradores. O Mercadona anunciou um prémio de 20%. Parabéns pela iniciativa!!!

Surpreende-me o gigante vermelho que gasta rios e rios de publicidade não ter tido uns euros para fazer o mesmo. Idem para o gigante verde e preto.

 

- Encerramento da Continental em Palmela

Anunciar o fecho de uma fábrica em plena crise do vírus, não se faz. Que insensibilidade e falta de bom senso da Continental. Ainda por cima o encerramento é para 2021 com possibilidade de integração noutras fábricas. Que raio de comunicação...

 

- Cusquice dos fundos do Skype

Um dos aspetos que mais curiosidade desperta nas conversas Skype é os fundos que as pessoas escolhem. À falta de melhor, cusca-se a decoração. Ou é de mim, ou os pseudo intelectuais escolhem todos o seue scritório com uma série de livres que se for preciso nunca pegam neles?

Manuela Ferreira Leite, que não precisa de provar nada a ninguém, foi das poucas exeções.

A propósito, muitos ginásios e PT's estão a colocar vídeos acessíveis a todos com exercícios físicos. Fechados em casa e sedentários, é uma alternativa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:30

Casa

18.03.20

casa.PNG

Regressar a casa, entrar em casa, desfrutar da casa é como estar num refúgio.

 

Nunca trabalhei a partir de casa, exceto situações pontuais à noite em que tive que acabar alguma coisa.

Só nesta última empresa é que se dava a possibilidade de teletrabalho. Era dos poucos colaboradores que nunca tinha usufruído até esta semana. Sempre vi que o escritório é para trabalhar e não queria misturar os sítios. Casa para descanso e work-out, trabalho para obrigação. É psicológico.

 

Desde 2ª feira, o sítio onde costumo escrever no aqui no blog e onde costumo estar em "tempo livre" virou o escritório por tempo indeterminado. Não gosto. Vai-me custar a habituar. É estranho ter esta sensação de continuidade. Porém nos próximso tempos, ter trabalho será uma sorte.

 

E vocês como se estão adaptar?

 

PS: O Coronavirus não escolhe ricos nem pobres, nem brancos nem pretos. A segunda vítima mortal é um dos grandes banqueiros portugueses.

PS II: Não deixa de ser absurdo que haja pessoas que nesta crise andem a vandalizar caixotes do lixo. Já não bastava as autoridades andarem a controlar a população, ainda aparecem estes criminosos.

PS III: Haver pessoas a aproveitarem-se desta situação para burlas com falsos peditórios é inacreditável.

PSIV: Já tinha falado nos riscos para a violência doméstica e para o perigo que esta clausura pode ter. Vejam este artigo.

PS V: A única boa notícia desta crise é a redução da poluição. Lêm-se notícias que as águas de Veneza estão mais limpas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34

Há sempre quem se aproveite

16.03.20

Li que o Dott, marketplace da Sonae, estava a dar fretes grátis para artigos de primeira necessidade.

 

Foi cuscar por curiosidade. Uma garrafa de azeite que custa 3,35 € no Continenteaqui custa 8 €.

Mais chocante é este pacote de bolchas que custa 6.24 €. Até tirei print screen para não acharem que estou a mentir

Capturar.PNG

Não sei o que significa "esgotado", mas fretes grátis com estes preços absurdos não obrigado. Mais, quem vai ao Portal da Queixa e vê a quantidade de reclamações já fica com aragaem de quem vai na carruagem.

 

PS: Após escrever no Facebook do blog esta situação, recebi um esclarecimento das bolachas - foi erro - era um pack de 3. Ainda assim, são 2 euros!

Capturar1.PNG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45

Aos obcecados

15.03.20

Apesar das recomendações, vejo no Strava/redes sociais, conhecidos meus a correr em grupo hoje de manhã.


Mandam as regras e sobretudo o bom senso, ficar em casa! Não percebo a obsessão. Muito menos em grupo!
Estes dias não são de corrida exterior. São em casa (há já imensas aulas de ginásios e PT's que não requerem passadeiras nem equipamentos). Há riscos, para quê corrê-los? Já basta quem tem de ir mesmo trabalhar.


Deixo a sugestão à app's de treino fechar a aplicação nos países afetados. Assim, já não havia incumpridores!

 

Hoje também recebemos fotos e reportagens de turistas que andam a fugir do vírus de Espanha e fizeram fila para o Castelo de São Jorge. Acho que é preciso mesmo medidas de força para estes inconscientes que só pensam no seu umbigo!

 

P.S: Muito do nosso retalho vive de campanhas especificos em determinadas datas: dia dos Namorados, dia do pai, Páscoa, dia da mãe e Natal. Nem quero imaginar o prejuízo que vai ser esta campanha do dia do pai. Já podem refazer os orçamentos, porque não vai existir. Penso que vai afetar sobretudo as lojas exclusivas para homens, mas também as mistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Do que não se fala nestes dias

13.03.20

IMG_20200312_193233.jpg

Ontem e hoje têm sido dias alucinantes com o vírus. Parece o cenário de um filme. Já muito se escreveu e escreverá sobre isso. Realço 3 notícias que têm passado despercebidas:

 

- Cunha no Governo

O FamilyGate não pára e com o povo distraídos, toca lá arranjar tachos.

"Gonçalo Silva Pereira, de 27 anos, é agora técnico principal na Representação Permanente em Bruxelas, por despacho dos Negócios Estrangeiros. Em junho de 2019, tinha chumbado na prova de acesso à carreira diplomática."

Foi por nomeação direta, como tantos outros, e é filho do ex-ministro Pedro Silva Pereira, eterno amigo de Sócrates. 

O país não avança enquanto houver estas cunhas!! O povo distancia-se dos partidos e naturalmente há abstenção.

Não adianta campanhas de apelo ao voto, lamentos hipócritas no dia das eleições, quando há estas vergonhas!

 

- Últimas girafas brancas abatidas por caçadores furtivos

A maldade humana não dá tréguas. Aqui Aconteceu numa reserva no Quénia. 

 

- Violência doméstica e cães de criação

Um homem agrediu a sua mulher durante anos, matou e enterrou no seu quintal cães de criação quando estes já não "produziam". Foi detido e saiu em liberdade. O crime é a violência doméstica. Mais uma vez, age-se com medidas brandas e nada dissuasoras. Não adianta eleger "violência " como palavra do ano se depois não se faz nada.

Quanto aos cães de criação, já é a segunda notícia que recebemos de maus tratos a animais neste "negócio". Há semanas chegaram notícias horrendas de Espanha de criadores que cortavam as cordas vocais de cães para não ladrarem. Agora, deteta-se um criador que abandonou e matou este tipo de cães. Não sei se é crime, mas moralmente está errado. Quantos casos destes há? Quão insensível pode ser o ser humano?

A violência não pára com o vírus. Pelo contrário, com as pessoas a desesperar dentro de casa, tem tendência a aumentar. O que vão as autoridades fazer? Deter e libertar a seguir os agressores?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal