Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O xico-espertismo

21.02.19

dessert-3765572_960_720.jpg

Esta situação aconteceu há alguns dias, mas esqueci-me de partilhar.

 

Passou-se no Eleclerc.

Raramente vou a esse supermercado. Só mesmo em SOS por ser perto de casa e "por estas e por outras" situações que vos vou contar.

 

Num destes SOS, tive que ir comprar iogurtes porque não tinha nenhum para o pequeno almoço do dia seguinte. Vi um pack de 6 unidades da marca Longa Vida e trouxe estes. Depois de pagar e quando ia para o carro, por acaso, reparei que a data de validade acabava no dia ... seguinte. Olhei à volta da embalagem para ver se não tinha reparado nalguma etiqueta especial com "a aproximação do fim da data de validade". Não tinha!!! Fui devolver.

 

A isto chama xico espertismo. Vender mais barato e não explicar ao consumidor o porquê é golpe baixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

Quanto menos sabemos

20.02.19

nature-254951_960_720.jpg

Seja na nossa vida particular, seja no nosso trabalho, quantas e quantas vezes, sentimos que quanto menos sabemos, mais felizes somos?

 

Este pensamento vem a propósito de umas cusquices que ouvi que preferia não ter sabido. Coisas que sabemos que nos afetam ou nos fazem sentir injustiçados. Ou nem é preciso ir tão longe, factos da vida de outros que só a eles dizem respeito, i.e., ninguém tem nada que saber e muito menos partilhar.

 

Mas até que ponto, estarmos ignorantes, não nos deixa um sentimento de estarmos a ser comidos por parvos? Ou, como diz o povo, o corno é sempre o último a saber...

 

É um pau de dois bicos!

 

Por outro lado, existem aquelas pessoas que fazem questão de nos contar histórias "não oficiais" para testar a nossa reação e nos picar. Por essa razão, recentemente afastei-me de uma pessoa que funciona como um rádio e que mina o meu equilíbrio.

 

É mais forte que eu porque depois fico a cismar naquilo. Por vezes, quanto  menos sabemos, mais liberta a nossa cabeça fica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

Por Paços de Ferreira

19.02.19

No sábado de manhã fui a Paços de Ferreira.

IMG_20190216_123619.jpg

Quando mobilei o meu apartamento alugado, em 2015, pelo custo, design e carácter temporário do arrendamento, a minha primeira opção foi a cadeia sueca. Com poucas centenas de euros, comprei a mesa da cozinha, cadeiras, o móvel e mesa da sala, umas prateleiras, a cómoda e uma mesinha de cabeceira no Ikea. O sofá e a cama, devido aos custos de transporte e por segurança do conforto, preferi uma loja especializada de sofás com fábrica em Portugal.

 

É impressionante a quantidade de lojas de móveis que se vê na estrada Nacional de acesso à cidade.

Percebe-se logo porque se chama "Capital do móvel".

Causa impacto também a dimensão da fábrica do Ikea no cimo da montanha nessa mesma via.

 

Enquanto passava, dei por mim a pensar: e se estas micro-lojas/empresas se unissem e criassem uma grande empresa de móveis? Uma empresa portuguesa? Tanto retalho e variedade tem coisas boas mas não se consegue afirmar, vencendo os fortes (quase) sempre. A capacidade de oferecer preços acessíveis ao consumidor também se torna mais difícil. 

Assim, poderia haver uma grande marca e retalhista portuguesa, com origens nessa zona, com uma oferta mais diversificada: uma mais low cost e outra mais cara, mais diferenciada e com melhor margem.

 

Foi a primeira vez que fui à Paços. É uma cidade pequena e a surpresa é que não tem ruas pedonais. Talvez por ser sábado, estava despida de pessoas... para compensar tem um longo e agradável parque da cidade. Um café num edificio recuperado, envidraçado e virado para o parque pareceu uma boa opção.

IMG_20190216_124014.jpg

 

IMG_20190216_124146.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Do fim de semana

18.02.19

Que bom tempo esteve neste sábado e manhã de domingo.

Um dia de Primavera.

 

Sábado de manhã fui a Paços de Ferreira. Falar-vos-ei em pormenor amanhã. Quando cheguei, ainda fui fazer uma caminhada à beira mar, dado o sol maravilhoso que estava. T-shirt, sapatilhas e calções vestidos, fizemos 7 km.

Cheguei a casa liguei a televisão e vi a Maria Cerqueira Gomes na TVI. Está super magra! Um pauzinho de virar tripas. A mudança não lhe fez nada bem. Estava completamente desentrosada com a Leonor Poeiras e um olhar triste e cansado. Não está fácil a vida e a saúde da rapariga! É uma pena. A vida longe da família e sobretudo a pressão são fod****. A juntar a isso, o mediatismo, com todos os seus contras. Só quem passa por isso é que deve conseguir saber.

 

No domingo fui dar a minha corrida de grupo. À beira-mar foi dia de vestir a t-shirt. Estava muito bom tempo e pessoal já tomou a cor nos braços.

IMG_20190216_160526.jpg

Enquanto uns caminhavam, outros passeavam de parapente :)

IMG_20190216_164011.jpg

Chamou-me igualmente a atenção a quantidade de pessoas que estava no areal a ganhar vitamina D. Impressionante!

IMG_20190216_164527_1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:47

Já que hoje é dia do amor

14.02.19

partilho a foto de um dos amores da minha vida 

 

IMG_20181202_185414.jpg

Enquanto outros, põe as fotos nas redes sociais das suas caras metades (nem que seja só para os outros verem), outros vão para a fila da Hussel. Não resisto em partilhar esta foto que vinas redes sociais.

Hussel_uber.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:31

Rádio

13.02.19

Felizmente conseguiu contrariar a crítica que os Queen lhes deu.

 

A rádio tem sido dos meios de comunicação que tem sobrevivido ao avanço tecnológico, sendo em grande parte devido à companhia que faz às pessoas nas viagens de carro. Mas... cada vez mais monopolizada.

 

Soube-se se adaptar à internet, às redes sociais e cada vez mais a produtos/parcerias adicionais. Lembro-me das parcerias com festivais de músicas, os diretos e os espectáculos da Comercial com os seus próprios animadores.

Para tal tem contribuído a concentração nos grandes grupos  como Media Capital, a Igreja, Estado e a Global Notícias (TSF), que conseguem outra robustez financeira, mas também menos diversidade.

 

As rádios locais, por sua vez, são cada vez menos. Apesar do seu papel importantíssimo na descentralização, nas notícias e protagonistas regionais, até na publicidade à mercearia e ao talho local, têm vindo a perder influência e capacidade de geração de receitas. Têm sido engolidas pelas rádios nacionais. Penso que as exceções são a rádio Festival (que tem um festival de fado que lhe dá projecção) e a Nova Era (tem parceria com a EDP/Galp nas festas de Verão). 

 

Sempre que vou no carro costumo ligar a rádio. Gosto de ouvir as notícias, a música, a companhia, mas dispensava a publicidade.

 

As 6 que tenho gravadas são: 1- M80; 2- Antena 1; 3- Jornal FM; 4- RFM; 5- Comercial e 6- TSF

 

Geralmente oiço a Jornal FM, precisamente por ter mais música que publicidade.

 

A segunda opção  Rádio Comercial, mas não tenho paciência para o excesso de publicidade, rubricas e alguma vaidade dos animadores da manhã.

 

Por isso, faço zapping para a RFM, que tem uma animadora a quem já ouvi falhas muito graves de cultural geral e as músicas são sempre as mesmas, ou para a Antena 1 (costumo ouvi a rubrica Um dia no Mundo). Quanto aos relatos, gosto muito do estilo do narrador nortenho da TSF. Humor, gosto da Susana Romana (M80) mas muitas vezes esqueço-me de sintonizar :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

Ainda sobre a doação de sangue

12.02.19

Recebi esta semana este t-shirt.

IMG_20190209_113234.jpg

IMG_20190209_113254.jpg

IMG_20190209_113312.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:22

Do fim de semana

11.02.19

Este fim de semana,  o sábado trouxe vento e frio.

Domingo de manhã, um pé de água que meteu medo. Deixei-me ficar a dormir.

À tarde fui dar uma caminhada curta à beira mar, já que estava solarenga.

 

Em Lisboa, houve uma marcha silenciosa contra a violência doméstica e o programa humorístico da TVI ridicularizou a decisão do juíz Neto de Moura, que continua impune e protegido parecendo que nada de grave se passou.  A violência doméstica deve ser uma causa nacional, apesar dos maus e tristes exemplos que vêm da Justiça. Este ano já morreram 9 mulheres. E se a união dos enfermeiros fosse a mesma união das mulheres contra este flagelo?

 

À noite, ao fazer zapping, deparei-me com um programa muito interessante na RTP Memória. Chama-se "Portugueses pelo Mundo" e faz uma visita guiada por capitais ou cidades do mundo, sendo portugueses que lá vivem emigrados a fazê-lo. Muito bem produzido e sem lamechices irritantes. Mostram as principais atrações e carateristicas das cidades numa espécie de roteiro comentado em vídeo. Esta semana foi Madrid.

 

IMG_20190209_154151.jpg

IMG_20190209_154236.jpg

 

IMG_20190209_154245.jpg

IMG_20190210_151245.jpg

IMG_20190210_151931_1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37

Limpeza de likes, amigos, seguidores e a seguir

07.02.19

redes sociais.jpg

Sabem o que fiz este domingo à tarde?

 

Estive a rever no:

- definições de privacidade das redes sociais

- Facebook: amigos e páginas que seguia

- Instagram: seguidores e quem seguia

 

Façam esse exercício e vão-se aperceber da quantidade de lixo que têm nas vossas contas!!!

Andava a procrastinar esta tarefa. Depois de ver a reportagem na SIC sobre as redes sociais, não perdi mais tempo. Domingo, dediquei uma hora e vamos por partes:

 

Facebook -amigos

Felizmente, não apaguei muitos. Conhecia todas as pessoas que apaguei. Quando mudei de emprego, em 2015, já tinha limpo alguns perfis propositadamente.  Domingo, apenas limpei algumas pessoas que cancelaram a conta, mas o FB manteve-as ativas.

 

Facebook - páginas que seguia

Aqui sim, foi a surpresa e o choque! Estava a contribuir com o meu "gosto" em mais de 30 páginas para as quais não me dizem nada.

Nalgum momento do tempo interessou-me (passatempo? Alguém recomendou? Achei o conteúdo interessante?). Mas a maioria não conhecia, nem recebo notificações no feed.

Deixei de contribuir para essas estatísticas. Pura poluição!

 

Instagram - quem me segue

Felizmente também, tenho tido algum cuidado em quem aceito. Tirando uma outra marca ou daqueles influencers que pedem amizade e se esqueceram de desamigar, não eliminei quase nada. Aliás, destes, ultimamente não aceito ninguém. Estou descansado.

 

Instagram - quem sigo

Aqui também limpei algumas páginas que seguia e não conhecia... Também por passatempos ou porque me interessou nalgum momento do tempo, estava a seguir.  Reparei também que seguia alguns jogadores de futebol e nem sabia. Limpei tudo o que não me interessa.

 

Se tivermos em conta que o Facebook é dono do whatsapp, Snapchat e Instagram, lamento desiludir algumas marcas e deixar de ser mais um número nas suas estatísticas.

 

Um não vale nada, por isso, sugiro-vos: façam a experiência, cuidando da vossa privacidade: verifiquem onde têm o like e quem vos segue ;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Quando a montanha pare um rato

06.02.19

Elogiei o processo discilplinar imposto ao juíz Neto de Moura (ou Joaquim Moura), um juíz com decisões machistas, retrógradas e pouco dignas para o ser humano (em particular uma mulher).

 

Ontem soubemos que afinal a consequência é apenas uma ...  advertência.

 

Isto vem demonstrar que mesmo perante a evidência de um erro, os poderosos são intocáveis. Fazem o que querem que nada de significativo acontece. E isso é incomodativo... não reflete aquilo que a população pensa...


Depois ficamos todos muito chocados com o aumento de vítimas mortais, mulheres, de violência doméstica. Estas "advertências" contribuem para isso, infelizmente.

club-2492011_960_720.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal