Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sítios por onde corro (parte 1)

15.06.17

Seguindo a sugestão da Desconhecida, esta semana tirei algumas fotos num dos parques onde corro (ou passeio) habitualmente.

20170613_191238.jpg

20170613_190923.jpg

 20170613_191018.jpg

 20170613_191054.jpg

 20170613_191119.jpg

 20170613_191219.jpg

20170613_191234.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Santo António versus S. João

13.06.17

Este foi a primeira noitada de Santo António na minha cidade onde vivo, onde é palco uma grande festa, visto que no passado calhou ao fim de semana.

 

Na cidade dos meus pais e no Porto a noitada sempre foi a de S. João, mas este ano acho que tive as duas. Bem, ontem não foi bem noitada, pois hoje foi dia de trabalho, mas deu para comer a bela da sardinha, os churros e ver as marchas. Pelo menos ontem, fiquei a saber o nome de algumas freguesias deste concelho.

20170612_200848.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:11

Cenas de viagem - anormalidades

13.06.17

Esta manhã vinha na estrada para o trabalho e há uma zona em que o limite máximo de velocidade é 50 km/h.

 

Prudente e bom condutor, claro que cumpri o limite.

 

Nisto, ultrapassa-me um carro, por sinal a roncar muito, pisando a linha contínua e começa a mandar vir comigo através do espelho retrovisor ...

 

É com cada cromo ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:49

Podia ser só um minuto de silêncio

09.06.17

Vi este vídeo e não consigo ficar indiferente.

 

Popularizou-se nos jogos de futebol, um minuto de silêncio quando algo negativo acontece, como motivo de reflexão, pesar, respeito e lembrança do acontecimento.

Num jogo entre a Arábia Saudita e a Austrália, houve um minuto de silêncio pelas vidas que se perderam no ataque terrorista de Londres. Porém, os jogadores sauditas ignoraram.

 

Acredito que não seja esse o sentimento da maioria dos jogadores, mas as instruções vindas de quem manda no país assim o obrigam. No entanto é um péssimo exemplo e de hipocrisia ninguém os pode acusar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Ontem houve desculpa

08.06.17

Para me deliciar com o belo e saboroso gelado de chocolate! Foi o dentista quem mandou!

 

Bem a parte do gelado sim, do chocalate não ... mas não interessa! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:28

A importância de com quem nós trabalhamos

07.06.17

Há quem diga que o nosso percurso profissional de uma pessoa depende mais das pesoas com quem trabalha do que o talento.

 

Uma pessoa pode ser muito boa tecnicamente, versátil, briosa e cumpridora das suas obrigações profissionais, mas se "acima" calha uma pessoa ressabiada ou que não nos valoriza, não serve de muito. Ou se estamos numa chefia intermédia e a "equipa" não revê em nós autoridade, faz-nos a vida num inferno. O mesmo se aplica aos "peers".

 

ALém dos ressabiados, existem aqueles que nos vêm como uma ameaça e não facilitam nem o ambiente nem a aprendizagem.

 

Acho cada vez mais que o nosso sucesso profissional numa organização depende em grande medida das pessoas com quem nos cruzamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:50

Sobre os atentados de Londres

06.06.17

Este vídeo de Paulo Dentinho explica muita coisa do presente e do futuro. Uma verdade inconveniente, onde se expõe quem ganha com os atentados.

 

Por falar em incoveninência, o que me dizem da Unitel, detida por Isabel dos Santos, ter censurado cancelado a transmissão da SIC em Angola, que vinha fazendo reportagens críticas ao poder?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

Dia do ambiente que Trump não sabe o que é

05.06.17

Hoje é um dia importante para o Planeta: o dia do Ambiente.

 

Um dia que deveria servir para lembrar a importância de um ambiente limpo e saudável essencial para evolução humana. Porém, na semana passada, houve um retrocesso chocante. Trump, presidente de um dos países mais industrialziados e poluidores do mundo, rasgou o Acordo de Paris, que previa uma redução dos gases poluentes.

 

Dele, veio o pior exemplo, a miopia egocentrica!

 

Porém, na minha vida pessoal, continuo o meu trabalho de formiga. A evitar o carro previligiando o andar a pé, a separar o lixo por naturezas, com o meu mini e low cost ecoponto caseiro.

 

 P.S.: O papagaio mais conhecido da blogosfera anda muito atrevido. Aqui fica o post dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:48

Viver sozinho #2 - cozinhar arroz

01.06.17

Até Agosto/15 nunca tinha cozinhado nem ligado o fogão.  Foi sempre a minha mãe a cozinhar ou a deixar a comida preparada. Quando tive que viver sozinho, surgiu a questão: como jantar? 

 

No primeiro ano, quem já passou por isto, sabe que há prioridades no investimento da nova casa. Como a cantina da nova empresa tem serviço de take away, os primeiros meses desenrrasquei-me assim.

Comprar tachos, base para quentes, panelas, grelhador, isto e mais aquilo ainda fica caro (já para não falar na Bimby), além dos ingredientes.

 

Farto de comer sempre comida de fora, num dia com paciência, comprei um tacho, arroz, azeite e sal. Mas cometi um erro: não vi a minha mãe a fazê-lo e acho que não vi os vídeos certos do YouTube. 

 

Receita da mãe:"Ferves a água, colocas o arroz (metade da proporção), água e sal e deixas cozer". Pensamento: parece simples, não é?

 

Não, não é!!!! A primeira vez que fiz arroz foi o maior pesadelo que possam imaginar !!! As dúvidas acumulam-se:

   - Qual tacho? Comprei o correto?

   - A água ferve com o lume em que tamanho?

   - O testo põe-se ou tira-se?

 

Quando ferve, começam mais dúvidas:

   - Qual a quantidade de azeite?

   - E o sal? O que é "q.b."????

   - É suposto mexer? Vai-se mexendo?

   - Mexe-se com um colher normal ou de pau?

 

Esclarecido com a mãe, ao fim de 5 minutos, com o tacho fechado, este começou a deitar fora e a minha testa a transpirar"  !!! Ligo à minha mãe e ela escandalizada pergunta-me:

 

     - Mãe: Então não reduziste o lume??????? 

     - Eu: Eu não ... é preciso reduzir? 

     - Mãe: Sinceramente, não acredito que estás a deixar no máximo!!!

 

Ultrapassado o drama, surgiu outro problema:

- Como saber que está pronto?

 

Ainda hoje, não atino com a quantidade de sal e quase desisti de fazer arroz. Já só faço massa. Pior, ainda me armo em fit e tento o arroz integral. Claro que ia deu m****. Juro que admiro quem saiba fazer arroz. Parece a coisa mais básica, mas não acho nada fácil.

 

P.S. O post das tarefas domésticas foi o mais comentado de 2017 e pelo feedback que recebi muitas pessoas reviram-se na minha "experiência". Assim, às 5ªs feiras, criei esta rubrica "Viver sozinho #" onde vou contar peripécias desta aventura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal