Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Passar da solidariedade à ação

30.09.19

No sábado fui a mais uma edição do Biorace.

Em Salreu e no contexto natural do Bioria, mais uma edição com muita diversão e obstáculos naturais. 

 

No domingo, houve uma prova desportiva a que fui assitir.

A madrinha da prova era a Aurora Cunha. Admiro aquela mulher! Tem uma energia contagiante e é muito humilde.

Nessa prova, uma corrida na areia, houve uma partida exclusiva para pessoas com deficiência. Parece-me muito bem que as iniciativas promovam a inclusão. Diga-se que esta competição é organizada pelo clube local.

 

Uma das meninas ficou para trás. Muita coragem teve ela em se aventurar em correr na areia. A meio do percurso, a grande Aurora Cunha foi buscá-la e vieram de mãos dadas até à meta. Impossível não ficar emocionado. Ignorar era mais fácil e não dava tanta trabalho.

IMG_20190929_100739.jpg

P.S.: Hoje é o último dia da votação preliminar para os Sapos do Ano. Eu votei ontem. Já votaram?

IMG_20190928_141218.jpg

IMG_20190928_142839.jpg

IMG_20190928_143157.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:10

Experiências do Último: SPA termal

28.09.19

IMG_20190925_151812.jpg

Já andava para fazer isto há algum tempo. Até por relatos que vou lendo aqui nos blogs: uma ida ao SPA termal. 

Porquê termas? Por uma razão de preço-qualidade. Arrumei logo com hotéis e ginásios. Queria BBP - Bom, Barato e Perto.

As férias em Setembro, longe da confusão, eram a altura ideal.

 

Fui ao site das Termas de Portugal e procurei a rede de Termas do Norte e Centro. Queria um sítio perto que desse para ir e vir no mesmo dia.

Consultei várias opções e a maioria das termas "públicas" tem a opção de tratamentos (comparticipada pelo Estado) e depois tem a opção de bem estar. 

 

Após consultar o preçário e socorrer-me dos comentários do Trip Advisor, escolhi as Caldas das Taipas, em Guimarães.

IMG_20190925_151757.jpg

Fiz a marcação com antecedência e lá chegado, deparei-me com um edifício muito recente, pois foi remodelado em 2015. Quando paguei (este post não é patrocinado ), a senhora da receção diz: "seja bem vindo e relaxe. Está aqui para relaxar."

 

O roupão, chinelos e toalha já estavam incluídos no preço. Foi ao duche vichy com massagem, banho com hidromassagem e depois 90 minutos de circuito termal (banho turco, sauna e piscina).

IMG_20190925_152301.jpg

Só tenho a dizer bem! Não tenho qualquer crítica a fazer.

Instalações muito boas, uma massagem maravilhosa, pessoas muito simpáticas e disponíveis, só estava eu (logo sem barulho nem confusões) e foram quase 2 horas e meia muito bem passadas que valeram muito muito a pena!

 

P.S.: Quando disse que ia às termas, alguém disse que é para "velhos". 

É puro preconceito. Se fosse a um hotel (e pagasse o triplo ou mais), já era chique, mas este preconceito em relação às termas não faz sentido nenhum. É bem estar, a preços bastantes acessíveis, excelentes instalações e muito bem organizado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:37

Problemas com hotel que não existia

26.09.19

city-89197_960_720.jpg

Na semana passada, fui à Itália turistar. Fiz 6 cidades em 7 dias. O percurso que fiz foi Porto  -Roma - Nápoles-  Roma - Florença - Veneza - Verona - Milão - Porto. Um roteiro costumizado por mim e que ainda deu algum trabalho a planear, escolher, comparar preços e marcar.

 

Optei por dormir duas noites em Roma, duas em Florença e duas em Verona.

Como eram vários dias, complexo e com logística, recorri à agência de viagens habitual para marcar os hotéis. Em boa hora o fiz!

 

Quando cheguei a Florença, o hotel que tinha escolhido e pago (via agência de viagens) estava fechado!!!

 

Luzes apagadas e aspeto abadalhocado à entrada. Tocamos à campaínha e ninguém apareceu.

Perguntamos numa lojita ao lado e confirmaram "closed". Ligamos os dados móveis e confirmamos no booking que já não era possível fazer marcações... Ou seja, tínhamos mesmo um problema! Em pânico, ligamos de imediato à senhora da agência de viagens. Tivemos sorte porque apesar de já serem cerca de 20h30 cá, ela atendeu.

 

Em 2 horas, o problema ficou resolvido. Arranjou um outro hotel (ainda melhor, mas mais longe da estação) e não tivemos que pagar nada adicionalmente!

Que susto!

 

Ainda bem que fui com agência! A troco de mais qualquer coisa (diferença residual), inclui o seguro, o trabalho de marcações e sobretudo o descanso de haver alguém do outro lado que resolve o problema caso exista, como existiu neste caso.

 

Se não tivesse, teria as férias estragadas. Teria de arranjar eu outro hotel, pagar do meu bolso, submeter papelada à plataforma, esperar e desesperar.

 

Por isso, sempre que for para fora alguns dias, irei continuar a ir sempre por agência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30

Destes dias

23.09.19

veneza.jpg

Fui à Itália e vim. Sete dias, seis cidades. Deu para descansar ou não. Vá, pelo menos descansar a cabeça!

 

Ao longo das próximas semanas vou partilhando fotos, impressões e um problema que tive.

Embora não tenha sexto sentido, a minha perceção do risco nesta aventura dizia-me que era mais prudente ir por agência de viagens. A troco de mais qualquer coisa, tinha o seguro e menos trabalho do meu lado. Bendita a hora que o fiz. Depois conto.

 

Hoje aproveitei para ir à feira de Espinho. Gosto sempre de lá ir quando tenho a segunda feira de férias. Comprei uns sapatos. Bastante jeitosos "Made in Portugal" (S. João da Madeira) e mais baratos que na loja. Aproveitei também para comprar mais umas coisitas. Estavam lá umas bandeiras do PCP para a campanha.

 

Para esta semana que também é de férias, queria fazer uma coisa que nunca fiz. Vou fazer o "SPA termal" numas termas :)  Vou experimentar. Escolhi uma opção "mais em conta" para ver como corre. Já experimentaram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:55

Eleições legislativas - abstenção não resolve

17.09.19

eleiçoes.jpg

Vai começar a campanha eleitoral.

 

Vamos ouvir outra vez o discurso contra a abstenção. Assim, antecipadamente, acho que "não votar" não é solução. Vai agudizar os problemas e vai apenas perpetuar o que está mal. Até hoje sempre votei e pretendo fazê-lo.

 

Vamos ter mais partidos, com diferentes causas.  Uns mais personalizados, outros mais ideológicos. O nosso sistema de votação ainda protege os partidos mais votados, ao colocar votos por distritos e não pelo total nacional. Os últimos anos têm mostrado que os deputados regionais pouco têm feito para defender os seus territórios.

 

[Estes dias houve incêndios na Sertã? Os populares das aldeias acham estranho a sequência e acusam fogo posto. Na campanha ninguém fala... Sobre a Amazónia, os governantes falaram, mas dos incêndios da Beira Alta e de Alijó já se desvaloriza. Não rendem votos.... Ir a uma feira na Grande Lisboa ou no Grande Porto dá mais visibilidade]

 

Geralmente não costumo falar de partidos no blog, mas houve duas medidas que me chamaram a atenção nesta campanha.

 

Um partido pretende criar um Serviço Nacional de Saúde para animais. Quando ouvi o termo, fiquei logo de pé atrás. Não deveria ser bem assim. Depois de abrir a notícia, afinal uma rede subsidiada de clínicas veterinárias para famílias carenciadas e associações de recolha de animais. Já existe uma solidária em Lisboa. Será isso que vai fazer melhorar a forma como tratamos os animais? De quanto estamos a falar? Será o custo equiparado ao dinheiro gasto em consultores para tudo e mais alguma coisa, a maioria familiares ou amigos de quem os contrata?

 

Um outro partido pretende criar quotas étnico raciais. Honestamente não acho que esse seja um problema em Portugal. Não temos tido relatos públicos (nem sinto pelo menos aqui no Norte) de racismo, nem discriminação, nem acho que esse seja um dos problemas da sociedade portuguesa atual.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:28

Há dias que não esquecemos

14.09.19

memorial-863327_960_720.jpg

 

[Este post vai atrasado, mas só hoje o escrevo]

 

Há dias na nossa vida que nós não esquecemos. O 11 de Setembro de 2001 é um deles. Não é algo pessoal e talvez seja dos acontecimentos internacionais, que não envolvam o nosso dia-a-dia, a nossa família, amigos ou país que conseguimos facilmente recordar.

 

Eu tinha 13 anos. Estava em casa dos meus avós. A notícia tinha invadido a tarde televisiva. A surpresa, o choque, a novidade e o ataque à potência. Pela primeira vez, o termo "terrorismo" entrou no meu vocabulário.

 

Na 4ª feira, passaram dois documentários no canal História. Em ambos se notou como os EUA (e o mundo) não estavam preparados. A resposta foi descoordenada, confusa e onde ninguém sabia o que fazer e como reagir.

 

18 anos passaram. O mundo mudou. A luta de religiões, a guerra, a ameaça constante, a divulgação das atrocidades árabes contra os "infiéis" e contra as "mulheres" chegaram ao de cima. Estaremos mais seguros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08

Do fim de semana

09.09.19

Este fim de semana foi de praia, corrida do Dragão e descanso.

 

Esta semana foi durinha, pois vou ter outra mudança de chefia. Mais uma solução interna que vai sair da empresa para mais um dos centros de serviços partilhados que está a ser montado no Porto. é uma dinâmica curiosa esta das multinacionais estarem a recrutar quadros umas às outras.

 

No domingo, fui de manhã ao Porto à corrida do Dragão. No ano passado não gostei muito, mas como iam muitos colegas do grupo, também me inscrevi. Como esteve calor, foi desgastante. 

drag.jpg

dra.jpg

dragg.jpg

À tarde, fui à praia e lá levei o guarda sol vintage herdado do meu avô. De pano, é muito jeitoso. Na praia, estava um pouco de vento. Deixei-me passar pelas brasas, mas mesmo na sombra, pus protetor.

IMG_20190908_150528.jpg

 

Ao vir embora, passei pelo supermercado. Existe sempre aquele momento que enquanto esperamos na caixa para sermos atendidos, reparamos naquilo que as pessoas da frente e atrás compram. Reparei que ambos levavam coisas doces (sumos, gelados, molhos).

 

E as férias que nunca mais chegam?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03

Papelinhos no carro

05.09.19

Inked21546824_ZGI5P_LI.jpg

Esta semana, estava a fazer uma limpeza no carro e entre mala, porta luvas, compartimentos nas portas e abaixo do rádio, grande parte da papelada que lá estava era: faturas, publicidade e garrafas. Pus tudo num saco, fui ao ecoponto e na volta dei por mim a refletir.

 

Para quê ter tanto papel de faturas para as quais nós não vamos fazer nada com elas?

O valor validamos no ato de pagamento, o contribuinte também o damos nesse momento e então lembrei-me da sugestão da Maria Araújo quando referiu que tinha aderido à fatua eletrónica dos supermercados.

 

Mal cheguei, fui ao computador e aderi logo à fatura eletrónica do Pingo Doce e ativei a da app do Cartão Continente.

Aliás, acho que com o desenvolvimento tecnológico, com tantos cartões e app's, as lojas que já têm e com a legislação tributária, faz todo o sentido avançar com essa desmaterialização. Até facilita o arquivo das faturas para efeitos de garantia.

 

  Assim, fica garantida a obrigação legal de emissão de fatura e reduz o lixo, o desperdício e poupam-se uma árvores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

Roast e o humor negro

03.09.19

roast.png

Cometi o erro de parar em zapping de parar num programa chamado "Roast" na TVI. Já tinha ouvido falar e tive curiosidade. Podia ser anedotas, podia ser cómico, mas não!

 

Não aguentei mais que 15 minutos de um programa gravado (e editado), em que espetadores pagaram para assistir. A mim dever-me-iam ter pago para aquele suplício.

 

Tanto disparate, insulto gratuito, racismo, sem ponta por onde lhe pegue. Um verdadeiro retrocesso civilizacional. 

 

Já o disse várias vezes. Não percebo o humor negro. Acho que é confundir piada com estupidez. Não sei se este programa é de humor negro, mas é prejudicial à nossa sanidade mental.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57

O que vale um click?

02.09.19

caminho.jpg

 

A busca pela beleza não é inédito nos tempos atuais. Desde sempre que o Homem busca o corpo perfeito e os cuidados de beleza. 

 

Hoje em dia há a pressão das redes sociais, onde por um click se vende a alma ao diabo e o rabo a injeções de testoterona.

Já muito foi e vai ser dito.

 

Mas para a essa (muita) malta que vai pelo caminho mais fácil, sugiro um caminho com mais trabalho. No pain no gain. Nada de esteroides, suplementos nem nada dessas coisas.

 

Uma alimentação equilibrada, hidratação adequada e um exercício físico regrado resolve o problema!

 

Claro que calçar umas sapatilhas e ir correr/zumbar/ginásio, cansa e custa.

Pesa nas pernas, implica no Inverno sair de casa ao frio e se não alongar, dói no dia seguinte. Ir a eventos de zumba e corridas, além de ser muito mais saudável, é muito mais barato. Os resultados aparecem na mesma, mas são naturais. Riscos de lesões há sempre obviamente, mas necessidade de "cenas" é zero.

 

E quando se está cansado, para-se, descansa-se, bebe-se água. Se não der no dia seguinte, vai-se no próximo.

O que vale um click? O que vale vender o corpo ao "diabo" para ter um tanque no abdominal?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:12


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal