Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Horta - 6 de Junho de 2020

09.06.20

Sábado de manhã fui à feirinha cá da freguesia e comprei 5 pezinhos de: couve coração, couve branca, couve galega e brócolos.

À tarde fui à horta, cavei e limpei as terra, plantei as couves e há novidades:

 

- as couves antigas continuam viçosas. Por ser Verão, a praga dos caracóis já não as atacam. 

- a semente de couve que plantei diretamente das couves espigadas na sábado passado já nasceram. Que rápidas!

- as curgetes já têm flor

- os tomateiros já têm um tomatinho pequenino. Já estão floridos, mas ainda não os capei.

- a salsa e o feijão rasteiro nasceram

- o loureiro e alecrim que plantei de galho não pegaram - tem de ser no Inverno quando estiver menos calor.

- a alface roxa que transplantei está catita

IMG_20200606_170411.jpg

Não sei se foi da terra estar parada muito tempo, mas neste campo há muitas formigas e muitas pedras. 

Sábado também aproveitei para limpar as ervas daninhas.

Nesta foto, dá para ver o meu girassol :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:35

Racismo, COVID e populismo

06.06.20

distanciamento social.jpg

Nos últimos dias, vimos aquilo que já tínhamos presenciado na manifestação dos coletes amarelos em Paris.

 

Um crime altamente reprovável cometido pela polícia americana descambou em protestos anarquistas, de pilhagens de lojas e agressões sem sentido. 

E quando descamba, a causa perde-se. A população fica com medo, a situação descontrola-se e aquilo que condenamos inicialmente abre a porta à defesa de medidas duras para manter a ordem pública. 

Aí aparecem os populismos, ou aspirantes a ditadores, a aproveitaram-se da anarquia para implementar as suas medidas de abuso de poder e de carater militares.

O racismo é algo muito grave e que não está ultrapassado, nem na América nem em muitos outros sítios.

No caso dos EUA, a polícia agiu mal. É um facto. Agora será que foi racismo? O falecido tinha cometido um crime que originou a sua detenção... E se as cores fossem as inversas?

Já Trump está a colher aquilo que semeou.

 

Por cá, hoje umas manifestações anti racistas. Concordo 100% com a causa, mas deixo dois tópicos para reflexão:

i) COVID

Como políticos presentes, a fazer questão de postar nas redes sociais (o motivo: a causa? ou necessidade de mostrar a presença?), as distâncias de segurança não foram respeitadas. Mesmo com os alertas da DGS!

Não haverá irresponsabilidade dos participantes?

ii) Será que existe a mesma mobilidade para temas fraturantes da sociedade portuguesa? Ou somos desmaiado proativos a reagir aos acontecimentos de outros países?

Sobre as descargas poluentes sucessivas nas ribeiras do país e atentados ao meio ambiente, por exemplo, não vejo nem 1% do alarido nem deputados a tirar selfies...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:59

Turistando pelos Passadiços do Uíma - Fiães

04.06.20

Sábado fui aos Passadiços do rio Uíma em Fiães, Santa Maria da Feira.

IMG_20200530_104601.jpg

Os passadiços ficam muito perto da EN1 e do centro da freguesia de Fiães.

Percorrem as margens do rio Uíma. Não tem paisagens espetaculares, mas é essa simplicidade que lhe conferem a característica de uma agradável passeio e sem grandes confusões.

Não sendo muito extensos, permitem uma boa gestão de esforço, têm muitas árvores e sombra. 

IMG_20200530_104715.jpg

Um dos parques de estacionamento fica na estrada nacional 326 que vai dar a Arouca e fui o que escolhi. Segundo o GPS são cerca de 4,5 km ida e volta.

Comecei a caminhada para sul. Encontramos parte de passadiço e parte de trilho em terra.

IMG_20200530_105414.jpg

As quedas de água são sempre especiais.

IMG_20200530_105656.jpg

IMG_20200530_105755.jpg

IMG_20200530_110349.jpg

Encontramos estes bancos de madeira.

IMG_20200530_105650.jpg

Muita fauna e flora.

IMG_20200530_112257.jpg

IMG_20200530_113208.jpg

Ao longo de todo o percurso, o rio acompanha-nos.

Terminado o lado sul, fui ver como era o lado Norte dos passadiços.

Tem menos árvores e o percurso é mais curto.

Logo à entrada, depois de descer as escadas da estrada, vemos este ginásio ao ar livre.

Não obstante o bom estado de manutenção, não tem sombra. Nos metros seguintes, junto a esta pérgola tem uma relva que dá para fazer piqueniques.

Seguindo, passamos mais uns bancos em madeira e vemos esta ponte de passadiço. A engenharia deixa-nos sempre impressionados, sendo esta relativamente simples.

IMG_20200530_115428.jpg

Uns metros mais à frente, chegamos a Lobão e ao fim dos passadiços. Porém, vale a pena subir a ponte e atravessar a estrada.

Sabem que aquelas imagens pitorescas das vilas mais interiores, com os plátanos largos e por debaixo o parque de merendas com um coreto ao lado? Encontramos aqui.

IMG_20200530_120159.jpg

Junto à ponte encontramos mais uma queda de água.IMG_20200530_115727.jpg

Plantas no meio do rio :)

IMG_20200530_120032.jpg

Umas cabrinhas esfomeadas :)

IMG_20200530_115734.jpg

Em frente uma capela com o santo à janela - Capela Nossa Senhora da Livração - Lobão.

Capela.PNG

À vinda ainda encontrei estes patinhos no rio.

IMG_20200530_120330.jpg

Estes passadiços valem a pena. São curtos, simples, mas exploram um lado menos conhecido da zona de Fiães e de Lobão. Vale a pena conhecer!

Como pontos negativos sublinho um fácil de resolver: não existe passadeira a ligar a parte norte e sul numa Estrada Nacional movimentada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07

Regresso ao trabalho e a casa

03.06.20

Esta semana, primeira de Junho, foi o regresso ao trabalho e a casa, depois de dois meses e meio nos pais perante um desconfinamento "inédito".

 

A minha empresa está a fazer turnos quinzenais e já tinha saudades do escritório e da rotina. Boa ou má, é a nossa rotina. 

Estas primeiras horas, tem sido de adaptação às máscaras, aos desinfetatntes e aos acrílicos. 

 

Em casa, não foi fácil trazer a roupa. A que ficou foi a de Inverno e já não me lembrava do que havia e do que não havia.

Ao abrir a porta, a primeira coisa que reparei foram as horas. Os relógios ainda estavam pela hora de Inverno. 

Abri as torneiras, o gás e as janelas para arejar e fui ver a dispensa e verificar se havia alguma estragada e a data de validade. Felizmente pouco se estragou. Alguns medicamentos de reserva também expiraram.

 

Fui ao supermercado e voltei às marmitas. Tinha saudades das minhas experiências, dos meus cozinhados e por isso ontem fiz perú à Brás. Sem batatas, mas com ovo, curgete, alho francês e cogumelos. 

frango à brás.PNG

Nas compras, continuei com os hábitos ecológicos: levei saco de casa para as compras, para os legumes e para o pão. Até de fazer a minha reciclagem tinha saudades,

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.