Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Social dilemma

07.10.20

social-dilemma.jpg

No passado domingo vi o documentário que toda a gente fala. Demonstra por 1+1=2 o impacto que as redes sociais (Facebook/Instagram ...) têm nas nossas vidas e como é que elas ganham dinheiro com os nossos dados e utilização.

Não tem propriamente novidades, mas fica de forma clara e evidente o modelo de negócio, como os algoritmos funcionam e sobretudo como nos controlam e obrigam a ficar mais tempo nas aplicações.

 

Conseguimo-nos rever perfeitamente nas situações descritas e o que fazem para aumentar o nosso tempo de permanência nas redes, identificação de gostos e exposição a publicidade:

- Quando fazemos uma pesquisa no google (ou até quando falamos num tema junto ao telemóvel), aparecem logo imensos anúncios relacionados com o tema

- As notificações que nos lembram de determinada página

- As notificações que nos dizem que determinada pessoa postou algo novo e já não o fazia há algum tempo.

- o scroll que está sempre a refrescar coisas diferentes quando vamos para o início.

- as stories que são a melhor invenção para colocar publicidade no meio

- ...

 

Mostra também como estamos dependentes das redes sociais, da manipulação das nossas vidas e das dificuldades em desligar.

Um alerta que nos permite ter consciência do que como afeta as nossas vidas sem darmos por ela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21

O Claudio e o oportunismo

04.10.20

Vou falar do Cláudio França, ou melhor do que falaram dele.

Quem é o Cláudio França? Um pivot de noticiário, de cor negra com rastas, que foi "viral" nas redes sociais. 

Competente? Isento? Isso não interessa nada pelos vistos. Interessa sim o seu penteado.

 

A SIC Notícias, no seu boticário da manhã de fim de semana (muito visto, portanto!) resolveu apresentar o seu primeiro pivot de cor "negra". Houve coragem para colocar em horário nobre? Claro que não!

Não teria nada de anormal se não fosse a chuva de elogios não ao seu talento, mas sim à sua cor. A SIC foi a última estação a fazê-lo. A TVI por exemplo já há muito que tem a pivot Conceição Queiroz e em horários bem mais expressivos em termos de audiências. A RTP tem João Rosário.

 

Ora bem, nesta guerra de audiências que existe nos últimos meses, não sei até que ponto esta discriminação positiva (porque também é discriminação) é mais oportunismo para ser elogiado mais que mérito. 

Mais incrível, é ser a própria SIC a fazer notícia disso. Está aqui o print screen que não deixa mentir. Aqui o link 

 

Claudio França.PNG

 

E é isto que critico: olha-se para aparência, por o "parecer bem", para pôr as redes sociais a elogiar em vez do mérito e da competência. Mais os próprios elogios são difundidos pela própria estação.

Este post não tem nada a ver com racismo, mas sim com o facto de olharmos para acessório em vez do essencial que tantas vezes reclamamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08

Zoo de Santo Inácio

01.10.20

Este fim de semana fui até ao Zoo de Santo Inácio, em Avintes, Vila Nova de Gaia.

ZOO 1.jpg

Chegar lá, é relativamente fácil, pois encontra-se perto da EN 222 e está muito bem sinalizado. 

A entrada tem dois grandes parques de estacionamento, com muito arvoredo à volta. 

Quem qusier optar por comer lá dentro, tem vários bares e restaurantes de apoio.

IMG_20200926_140330.jpg

O parque encontra-se muito bem cuidado, bem sinalizado, com bastantes espécies e sobretudo muito espaço para eles terem boa qualidade de vida. Fiquei muito bem impressionado.

É um excelente programa.

O parque tem duas grandes partes: uma dedicada a animais mais selvagens com áreas mais espaçosas e outra com animais que convivem em espaços mais pequenos.

 

O grande atrativo do Zoo de Santo Inácio é o túnel dos leões.

No espaço do leões, o público pode passar pelo meio e vê-los leões bem de perto. Claro que estamos protegidos por vidros. Foi uma ideia muito bem conseguida e diferenciadora porque os leões vão para cima do túnel onde podem controlar do alto, tudo à volta, nomeadamente as suas leoas. Parecem já acostumados à presença de humanos por perto.

Havia um em particular que estava sem grandes complexos em saltar para cima da leoa 

Mais à frente, depois das hienas e linces, chegamos à savana africana. À beira Douro, um espaço fresco mas bastante amplo, apenas com alguns eucaliptos.

Lá vemos as girafas por exemplo. Têm muito espaço para caminhar e dá para ver na foto que elas têm um torre onde lhes é colocada a comida.

savana.jpg

Seguindo vemos as zebras e a enorme área onde os rinocerontes podem estar à vontade. Nestes blocos a segurança está plenamente assegurada com grandes valas.

Seguindo, vemos as chitas. Sendo um dos animais mais rápidos, o seu espaço é bem comprido, dando margem aos animais para correrem à vontade.

 

A grande diferença deste Zoo para o de Lisboa é que o espaço dos animais é muito mais amplo e a simulação do habitat natural dos animais é muito mais conseguida devido às dimensões do terreno e a própria localização mais rural.

 

Encontram-se também kangurus.

Os animais pareceram bem alimentados e muito bem cuidados.

Para quem quiser passar uma tarde diferente, na Natureza e perto do Porto, tem aqui uma boa opção.

 

Uma sugestão: à semelhança de outros sítios, existem parcerias com alguns cartões que dão descontos no bilhete. Pena não estarem não site. Sugiro a quem for, a perguntar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.