Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gorjetas

26.07.23

269843023_315918967205994_185376955891838539_n.jpg

 

Na semana passada, no trabalho, tive uns colegas estrangeiros e chefias que vieram a Portugal. Tivemos que fazer as refeições com eles.

Fomos desde um hipermercado até restaurantes de topo no Porto, passando pelo "menu do dia" e pelo shopping. No fim, há sempre aquela curiosidade em saber se gostaram do país e como o vêm. Naturalmente que não esperamos que digam críticas aos nativos, mas ... também gostamos de saber o que valorizam.

 -clima

-segurança

-boa comida

-bons preços

Adoram vir ao país. É claro que os preços "bons" estão adequados aos salários "baixos".

Uma coisa é visitar, outra são as condições de vida com os salários praticados.

 

PS: Pediram à minha equipa para escolher um bom restaurante no Porto para irmos todos juntos. São aqueles restaurante "trend" onde por minha iniciativa, nunca iria por ser desajustado em termos de preço e só vou em contexto de trabalho (valorizo outras coisas, como sabem).

Na marcação, pediram os dados do cartão de crédito com um valor mínimo de 35 €/pessoa. Honestamente acho bem criar este compromisso no cliente.

Depois do jantar, no talão conta uma sugestão de gorjeta e logo 6% (nem sequer era arredondamento). Já não basta ser um restaurante com preços elevados ainda querem ir buscar mais aos turistas seguindo a cultura de outros países. Espero que a moda não pegue, porque quando dou gorjeta é porque quero e não porque sou "obrigado" e muito menos com um valor pré estabelecido. E atenção que estou a falar de um restaurante onde os preços são muito elevados e dá margem e mais que margem para pagar bons salários. Não fui eu quem pagou, mas ... era menino para pedir para tirar essa linha. Não gosto desses abusos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:59

A juventude de 2023

23.07.23

IMG_20210416_152426.jpg

 

Há um ano - Agosto de 2022 - escrevi a minha opinião sobre o que achava do evento.

Um ano depois, mantenho a minha opinião. Será bom para o país, deixará uma boa herança em termos de infraestruturas e reabilitação da Zona Norte de Lisboa, mas a opacidade dos contratos públicos característica do nosso país constitui uma neblina.

 

Hoje, o JN na edição impressa, traz um estudo sobre os jovens. Curiosamente ou não, incluo-me na maioria das respostas.

Sobre o evento em si, não vou participar, nem me interessa particularmente, embora reconheça a sua importância para o país.

 

Em termos de problemas que enfrentamos, é unânime a instabilidade financeira e a habitação, embora achemos que Portugal é um bom país viver (só 17% acha que não). Como alguém diz, pobres mas felizes. Um país calmo, seguro, bom clima onde se vai vivendo.  Metade dos inquiridos considera a possibilidade de emigrar e a importância das contribuições para a Segurança Social.

Em termos de participação cívica, também me incluo na maioria - não estou partidarizado e muito menos sindicalizado.

 

Sobre temas fraturantes, mostramo-nos liberais e progressistas: concordância com o aborto e casamento do mesmo sexo (pelo menos nesta sondagem).

Sobre hábitos, o Instagram detonou o Facebook do top das redes sociais (também tenho feito esta mudança progressiva) e o twitter é residual (confesso que é uma rede social que me assusta sempre que lá entro pela agressividade e insultos gratuitos que por lá se escrevem). As redes sociais ocupam 75% do tempos nos ecrãs e ... 65% diz que recicla. Não sei se é bem assim esta parte, mas vamos acreditar que sim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.