Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Breves do Último: cinema, futebol e violência doméstica

22.06.19

- Dança Comigo (Dirty Dancing)

Um clássico do cinema que vi pela primeira vez na véspera do feriado.

Sou um desastre no que ao cinema diz respeito. Sozinho dificilmente mexo na box e muito menos pago para ver filmes. EM casa de uns amigos vi este clássico, mas foi engraçada porque as meninas do grupo já tinham visto todas o filme, mas o meninos não.

Um filme de 1987, mais velho que eu, que é muito ligeiro e ideal para estar descansado no sofá.

Uma história passada em férias, com par romantico, em que a dança é introduzida e um ponto central da história. 

- Penalizações da violência doméstica

Muito se condena a violência doméstica [mais quando há mortes para aparecer nas TV's] e só quem vive esse flagelo sabe o que significa.

Mas nos último meses têm vindo a público decisões judiciais muito benevolenetes com os agressores homens. Não dá para perceber muito bem a dificuldade em punir os agressores. Pior, há notícias de que há agressores que ameaçam ainda mais as suas vítimas, desencorajando-as e mostrando a impunidade que há. 

Podia ser na Rússia, mas não é em Portugal e não dá para perceber.

 

- 120 M€ por um jogador de 19 anos

O mundo do futebol anda cada vez mais louco usando a expressão do Andy. Um clube vai pagar 120 milhões de euros só pela contratação de um jogador (fora prémios de assinatura e comissões). Um dos problemas é estarmos a falar de um jovem de 19 anos. Naturalmente ainda imaturo, poderá ficar refém da pressão? Do mediatismo? Não será demasiado cedo para colocar tanta responsabilidade numa pessoa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:31

Conversas de ginásio

19.06.19

No ginásio, um senhor queixava-se que estava difícil arranjar subempreiteiros nas obras.

Dizia ele que há pouca oferta no mercado de trabalho. É difícil arranjar pessoas para trabalhar na construção. Os poucos que há, aparecem um ou dois dias, abandonando para outra onde o cliente paga mais.

 

Pensei para mim: se pagassem mais que o salário mínimo (quando pagam e declaram às Finanças e Segurança Social), talvez houvesse mais interessados...

É fácil queixar da falta de mão de obra para um trabalho tão físico, mas quando se fala em salários, ninguém houve os construtores. Isto quando sabemos que muitas das grandes construtoras faliram na crise depois de anos de muito esbanjamento em Ferraris, Porsches e lagostas nas melhores marisqueiras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:12

Do fim de semana - Trilhos de Espinho

18.06.19

IMG_20190615_162456.jpg

Este fim de semana, foi de Trilhos de Espinho.

O domingo foi para descansar, embora tenha ficado com dores de garganta e tive de ir comprar Halls e rebuçados.

 

Foi a segunda vez que participei nos Trilhos. No ano passado, apesar de não ter achado nada de especial, como é de cá da terra e conhecia várias pessoas que iam, lá me inscrevi. 

O percurso foi o mesmo do ano passado e o rio continuava poluído (já que o vice presidente da Câmara também participou espero que se tenha sentido incomodado).

 

Porém este ano houve três diferenças relevantes:

i) houve sandes de porco para todos.

Este ano felizmente houve controlo da organização e correu tudo bem. Houve também prémios a serem distribuídos aleatoriamente pelos finalistas dos patrocinadores.

 

ii) Fui com companhia.

Uma das pessoas que costuma fazer o mesmo ritmo que eu, este ano foi e fizemos o percurso todo junto. Eu puxei por ela, ela por mim. Cruzamos a meta juntos. Assim foi muito mais fácil. Apesar do objetivo não ser o tempo demorei menos 15 minutos.

 

iii) houve uma descida para o rio perigosa, acentuada e sem cordas.

Acho que às vezes se confunde adrenalina com segurança e aí falharam.

 

Enfim,  com coisas boas, menos boas, cumpriu as expetativas que tinha, embora o rio poluído fez-me muita impressão (minuto 2:20).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:37

Desrespeito pelas comissões parlamentares

16.06.19

Ganhamos sensibilidade para as comissões parlamentares aquando da queda do BES.

 

Pese embora a sua (in)utilidade, tem ficado claro que os intervenientes que lá vão, preferem fazer figuras de parvos do que prestar esclarecimentos.

De cabeça, lembro-me de Zeinal Bava, da ex-diretora da cadeia de Paços de Ferreira e agora Vítor Constâncio e Joe Berardo.

Cinismos, esquecimentos irritantes, lambe botismos, mediante a posição de cada um, são exemplos da inutilidade que estas comissões se têm vindo a revelar.

 

Não se conclui nada, revelam desrespeito pela casa do povo e vêm demonstrar a fraqueza da classe política. Exemplos não faltam de se que não se dando ao respeito, como se irá ser respeitado? Como querem que não haja abstenção se os mais poderosos passeiam e gozam com as perguntas?

 

Na noite das eleições europeias andava todos muito preocupados com a abstenção, mas estas atitudes revelam que nada está a ser feito para mudar, pese a boa vontade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26

A verdade é como o azeite

12.06.19

IMG_20190612_213211.jpg

 

... Vem sempre ao de cima.

 

Hoje fiquei fo****. Soube que uma ex-colega do departamento andou a minar o meu ex-chefe sobre mim. 

Ela pode dizer o que quiser, mas um bom manager tem de ser idóneo e pensar pela própria cabeça.

 

A parte boa: já saíram os dois da empresa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:58

Do feriado

10.06.19

IMG_20190610_142024.jpg

 

Neste feriado, houve feira em Espinho.

Queria aproveitar para comprar uns chinelos de quarto, pois os meus estão em modo de ir para o lixo e os "made in Portugal" duram muito mais que os outros "chinocas" .

 

A minha mãe já tinha ido de manhã e o meu pai diz-me: "Posso ir contigo só para te fazer companhia".

 

Estão a ver quem é que esteve sempre a parar banca sim, banca não, não estão?

Não comprou nada, mas viu e tornou a ver.

 

Apesar de ser 10 de Junho, já andavam muitos emigrantes às compras. Ainda consegui o último pão de Deus numa banca onde são muito bons e fresquinhos. Comentei com a padeira que eram 15 horas e ela já tinha a banca vazia. Ela disse que hoje cozeu o dobro mas que estava a vender muito bem e que até se sentia mal pelos clientes lá irem e já não ter nada para vender.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21

#Kudos no LinkedIn

07.06.19

O LinkedIn continua a inventar.

Depois de ativar as notificações de aniversário que já critiquei aqui, agora é possível dar kudos a outros usuários.

kudos.PNG

Já vi pessoas a darem esses elogios a amigos pessoais dentro da mesma empresa, mas que não trabalham entre si.

Também já vi usuários a darem "kudos" à chefia indireta.

 

Já estava a ver que isso ia acontecer: Misturar relações pessoais com profissionais e engraxar colegas que estão acima desvirtua o conceito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

Cenas de supermercado

06.06.19

Esta cena passou-se domingo no Lidl.

 

Do nada, oiço bem alto:

- Oh filha da puta, ou paras de andar atrás de mim, ou chamo o meu marido para te foder os cornos.

 

Olho e vejo o segurança, três mulheres de etnia cigana de saias e já dois colabodores de reposição no mesmo corredor.

O segurança tranquilo e sorridente, responde 

- Estou a fazer a ronda normal.

- Estás o caralho.

 

Fez-se o silêncio tenso e as mulheres saíram sem compras e o alarme não tocou.

 

Como não quero ser acusado de nada, deixo para vocês os comentários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Experiências do Último: Review de uma grande cadeia de ginásios

05.06.19

IMG_20190524_172448.jpg

Num passatempo, ganhei há umas semanas  um mês grátis numa grande cadeia nacional de ginásios, o Fitness Hut.

 

Quando estava a ir para o ginásio e com base em experiências anteriores as minhas expetativas eram as de que os ginásios das grandes cadeias têm muita oferta de máquinas, salas e equipamentos, mas pecam na personalização do atendimento tratando as pessoas como número.

Vamos lá sucintamente relatar a minha experiência.

 

Pontos positivos:

- Diversidade de equipamentos

A grande mais valia das grandes cadeias é o nº de passadeiras, máquinas, pesos, cross fit corners e espaço para treino. Uma grande área à escolha.

- Abdominais hora-a-hora

Ora aí está uma boa política da cadeia. A todas as horas certas, 10 minutinhos de exercício dados pelo monitor de serviço.

- Balneários espaçosos com todas as valências.

- Marcação de aulas por app

É bom porque assim quem chega atrasado pode ir e tem lugar se marcar antecipadamente, mas quem marca e depois não vai está a tirar o lugar a outros.

- Virtual Class

Nunca tinha experimentado. Põem um vídeo numa versão americana e o pessoal segue os exercícios. Pessoalmente prefiro aulas presenciais. 

 

Pontos negativos:

- Não há receção.

Quando lá cheguei no primeiro dia, não havia ninguém à porta. Havia uns torniquetes para inserir o código que recebi no email até que apareceu um segurança para me tirar uma foto e dar detalhes mínimos. 

- Não há nr. de telefone

A data que indiquei de início na resposta ao passatempo foi anterior ao envio do código pelo que precisava de saber qual o ultimo dia de acesso. Quis ligar a perguntar, não há número (claro ... se não tem rececionista). Mandei um email ninguém respondeu. Por fim, lá consegui falar com uma pessoa.

- Não há qualquer personalização de tratamento

Com base em duas ou três métricas de entrada que o monitor de serviço me perguntou no 1º dia, enviaram-me o plano de treinos definido pelo programa deles  por email. Não é possível imprimir lá. Como não quero estar com o telemóvel, tive que o imprimir em casa. Lá ninguém deu por mim nas horas que lá estive nem nas aulas a que fui era uma migalha.

Com tanta despersoanlização, ninguém vendeu PT nem houve avaliação física.

 

Moral da história: fui experimentar, mas prefiro o meu que é mais familiar, mais pequenino a um preço razoável. Pode não ter tanta máquina, mas ao menos sinto-me mais acolhido. A parte de não haver receção nem contacto não faz qualquer sentido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44

O desespero de comprar calças

03.06.19

calças.PNG

Se há coisa que desteto é o processo de compra de calças.

Este ano estava mesmo a precisar de umas calças mais fresquitas de Verão. Aproveitei o quente dia de sábado para ir um centro comercial. Mas serei só eu que detesto comprar calças?

 

1º Escolher a calça e o tamanho. Dúvida existencial: levo já dois tamanhos? Dois modelos?

2º Ver se há provador livre

3º descalça sapatilhas

4º despir calças e ficar com a roupa interior ao léu

5º vestir calças

6º calçar sapatilhas

6º caminhar e pedir opinião

7º limpar o suor do calor que se faz sentir nos provadores

8º tirar sapatilhas 

9º tirar calças e ficar com a roupa interior ao léu

10º vestir calças

...

nº Depois de n processos e depois de acertar no tamanho, apercebemo-nos que nos esquecemos se a baínha está ok. :////

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:34


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal