Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Família e amigos

19.03.19

giphy.gif

 

Se há coisa que me irrita enquanto cidadão, são as pessoas que chegam a cargos relevantes (e bem remunerados) não por mérito, mas por influências políticas e familiares (embora uma coisa não invalide a outra).

 

Na semana passada, um ex secretário de estado do Turismo, deputado, comentador e vereador eleito na Câmara da Covilhã pelo CDS foi nomeado administrador da GALP. A pergunta é: o que ele percebe de energia? COmbustíveis? Quantos candidatos a emprego ficam pelo caminho sem qualquer resposta nos recrutamentos? Se o convite para a função causa estranheza, a sua aceitação idem. Se ainda fosse alguém com formação na área ...

 

Por falar em (maus) comportamentos políticos, agora foi a mulher de um ministro a ser convidada para integrar o governo. Falo da mulher de Pedro Nuno Santos. Foi "nomeada" para chefe do gabinete do sucessor do marido. Mérito? Idoneidade? 

Será sempre "a mulher de ..." 

 

Como querem que não haja abstenção?

Como querem ter uma política credível quando parece uma teia de interesses, lobbies e amizades?

 

Por falar em disparates, uma artista Leonor Antunes diz que vai representar Portugal na Bienal de Arte de Veneza, apenas porque o Governo não é de Direita. Esta declaração preconceituosa e mesquinha leva-me a perguntar: ela vai representar o país ou um governo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16

Perdi-me na dinastia

24.02.19

Ao olhar para esta foto, são tantos conflitos de interesse e a falta de idoneidade que nem sei o que pensar...

 

A política não é uma monarquia nem uma dinastia. É uma arte nobre de definir o destino de um povo e de gerir a melhor a alocação dos impostos, que idoneidade e meritocracia deveriam ser o mais importante. Mas com tantas linhas e relações é quase impossível.

familia.PNG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:46

O xico-espertismo

21.02.19

dessert-3765572_960_720.jpg

Esta situação aconteceu há alguns dias, mas esqueci-me de partilhar.

 

Passou-se no Eleclerc.

Raramente vou a esse supermercado. Só mesmo em SOS por ser perto de casa e "por estas e por outras" situações que vos vou contar.

 

Num destes SOS, tive que ir comprar iogurtes porque não tinha nenhum para o pequeno almoço do dia seguinte. Vi um pack de 6 unidades da marca Longa Vida e trouxe estes. Depois de pagar e quando ia para o carro, por acaso, reparei que a data de validade acabava no dia ... seguinte. Olhei à volta da embalagem para ver se não tinha reparado nalguma etiqueta especial com "a aproximação do fim da data de validade". Não tinha!!! Fui devolver.

 

A isto chama xico espertismo. Vender mais barato e não explicar ao consumidor o porquê é golpe baixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

O protesto de 21/Dezembro

17.12.18

Quando houve a manifestação anti-Troika se não estou em erro, num sábado em 15/Set/2012, imensa gente aderiu. Muitos deslocaram-se à Avenida dos Aliados e mostraram o seu desencanto. Tudo calmo, ordeiro e com uma razão para ali estar.

Se alguma coisa mudou, não. Mas também não houve anarquismo.

 

Em França, nas últimas semanas, houve manifestações violentas, num ambiente anárquico e selvagem e o poder político cedeu. Um precedente grave, mas havia uma medida concreta a justificar a revolta da população.

Em Portugal, começaram logo a surgir as montagens e comparações. Quem elaborou os gráficos, mostrou o que se convém. Comparam-se salários, preços de combustíveis (cuja escolha da foto não é clara: data da foto, o tipo de gasolineiras escolhidas - a BP/Galp tem preços muito superiores às marcas de supermercado...), mas não se compara o resto. As notícias, em busca do click bait, escolhem títulos incendiários e desenquadrados.

 

Para 6ª feira, dia 21, vai-se contestar alguma medida concreta? Vai-se pedir a demissão de alguém?

 

A resposta é não.

 

Vai-se protestar por protestar. 

Sem um fim, sem um objetivo e uma manifestação só faz sentido se houver razão de ser. Não é o caso.

Portugal tem muitos problemas, mas será que quem vai para a frente com o colete vestido quer de facto uma Justiça mais célere? Uma Saúde mais universal e com melhor capacidade de resposta? Ou quer apenas dar porrada e pregar rasteiras à polícia como alguns selvagem e anarquistas em França?

 

Não sei o que se pretende ao certo com este manifesto, as reais intenções de quem o organiza? Sei que na 6ª feira vou trabalhar e me vou ver lixado para fazer as viagens.

48368843_935074736689815_8082242519577919488_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:32

Como legitimar os Bolsonaros que por aí andam?

01.11.18

image.jpg

 

Fomos surpreendidos com a foto de Isabel Moreira a pintar as unhas no Parlamento.

Não posso concordar esta atitude, por ser no local que é e a desempenhar as funções que tem.

 

Um deputado tem nobre arte de representar o povo. De comandar os seus destinos, fazer as leis de um país.

 

É eleito porque está nas listas de um partido, sem que individualmente o possamos excluir porque não gostamos dele, sendo o seu salário é pago com os nossos impostos.

O que se pede é que seja reto nas suas atitudes. Neste caso, é inaceitável o que se sucedeu.

 

Tive o cuidado de ir ao Facebook da deputada ver se havia algum pedido de desculpas, mas não.

Atacar a oposição com proviocações baratas deve render mais likes.

 

E estamos a falar de uma deputada que, e bem, deu a cara na manifestação contra a decisão absurda do Tribunal do Porto que absolveu os violadores de uma jovem inconsciente na noite portuense (não sei quem ganha as viagens, no entanto ...).

 

Esta arrogância e desrespeito da filha de Adriano Moreira, põe me causa as instituições, a democracia e são atitudes destas que fazem legitimar os Bolsonaros que por aí andam. Dá aso a movimentos populistas e esta senhora está a dar os argumentos (e fora o que as fotos não captam).

 

P.S: Ontem um decisão exemplar contra os maus tratos a animais. Uma crueldade, com desculpas de que não tinha dinheiro para o veterinário. Acresce que o criminoso faltou à audiência estando foragido, mas defendeu-se ... num jornal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

Um ministro da economia advogado

17.10.18

200px-Pedro_Siza_Vieira.jpg

Fico um pouco surpreendido quando vejo que foi nomeado um novo ministro da Economia que tem formação e experiência profissional em ... Direito. Ver aqui. Se for conhecedor da realidade e tiver competências, menos mal.

 

O problema são os conflitos de interesses entre funções públicas e empresariais.

Entre trabalhar como advogado para grandes lobbies e depois desempenhar cargos públicos em gere o bem comum.

Entre ter um processo no Tribunal Constitucional por ser sócio gerente de uma empresa imobiliária constituídas um dia antes de tomar posse.

 

Sigo no LinkedIn a atual Secretária de Estado da Industria. Quase todos os dias publica notícias ou fotos das visitas que faz às empresas... à economia real. 

Assim, deve ser a postura de um político: deixar o gabinete em Lisboa e governar conhecendo a realidade, ouvindo a população e no caso da economia, vivenciando com os diferentes agentes para saber como governar e as necessidades.

 

P.S.: Algumas pessoas que se dizem muito liberais, já fizeram questão de associar Graça Fonseca à sua orientação sexual em vez de se falar da ... sua competência para o cargo. A prioridade da crítica surpreende.

 

É assim que querem combater a abstenção nas eleições? Que regressem emigrantes para Portugal?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

Fui ao hospital privado

27.06.18

Lembram-se que em Maio fui ao Centro de Saúde e a médica apontou para um ano de espera para a consulta no hospital?saude.jpg

 

Aproveitei o seguro de saúde da Empresa e fui ao Hospital Privado. Assunto resolvido. Já tirei o sinal de carne!

 

Hoje fui ao centro de saúde para tirar o ponto e apesar de ter o serviço de enfermagem marcado, a enfermeira faltou e não me conseguiam dar uma hora para ser atendido. Ainda esperei 45 minutos e tornei a ir ao Hospital Privado para o tirar. Paguei, mas estive 1 minuto à espera e ficou tratado.

 

Se é verdade que num mês ficou tudo resolvido (2 semanas para a consulta + 2 semanas para a microcirurgia), dou por mim a pensar:

Para que pago IRS?

Que raio de resposta do SNS, que propõe um ano de espera e não consegue cobrir faltas de funcionários? 

Estou desiludido com o estado da saúde em Portugal, porque eu tenho o seguro de saúde da Empresa e consegui pagar o serviço num Hospital Privado, e quem não tem? 

 

P.S.: Quando cheguei, hoje, vi lá o presidente da Câmara Municipal. Olha a ver se ele foi ao Hospital Público ... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Na mudança de operadora, ganha-se uma televisão

01.06.18

O período de fidelização do meu contrato de Internet+Telefone fixo+Cabo chegou ao fim. Recebi uma chamada da operadora para renovar contrato. Os meus colegas de trabalho sugeriram ir a uma loja "multimarca" ver as campanhas pois valiam a pena. E valem. Ora vejam:

 

Worten Mobile

Na mudança da operadora oferecem uma televisão (da marca branca deles) mas só se mudar para a nos ou meo.

 

Phone House

Na mudança da operadora oferecem uma televisão ou um voucher de 100 Euros e uma mensalidade grátis.

 

Pelo que vi para o serviço que tenho,o preço é praticamente o mesmo nas três operadoras (boa notícia! )

 

Para quem precisar de uma televisão nova, vale a pena aproveitar estas campanhas. Como não preciso, não vou mudar só por mudar porque o que pago até é o preço mais baixo. No entanto, ainda vou regatear a mensalidade grátis, que é oferecida pela Phone House e Nos (vi hoje a publicidade).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Parafarmácias e e-fatura

17.05.18

Ontem foi à para farmácia do Jumbo.

Comprei umas compressas, pedi fatura com nº de contribuinte e reparei que a entidade que fatura é a mesma dos hipermercados e a dos postos de combustível.

 

No E-fatura, deverei categorizar como saúde (se o sistema permitir), mas acho que é suscetível de fraude, pois quem quiser pode comprar bens à taxa de 6% e categorizar o CAE como saúde e obter o benefício fiscal.


Estando fisicamente separadas, entendo que deveriam ser entidades jurídicas diferentes a faturar para evitar situações fraudulentas.

Como é que as Finanças ainda não pegaram nisso?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:14

Corrupção na política

12.05.18

Nos últimos dias, tem vindo a píublico inúmeras investigações sobre falcatruas e possíveis crimes cometidos pelos diferentes ministros do Governo de José Sócrates.

 

Acho que o facto de haver investigações é por si um passo de gigante na impunidade e cumplicidade numa teia de interesses cada vez mais influente.

Onde há fumo há fogo, mas a quantidade de casos em investigação e a sua gravidade é mais uma facada para a democracia por pessoas que não souberam cuidar dela.

 

P.S.: A EDP, empresa monoplista em Portugal e que gere um bem público (a eletricidade) anda a ser objeto de cobiça pelos gigantes mundiais. Se Portugal é um dos países mais pobres da Europa, porque razão esta empresa privatizada tem lucros tão grandes? Não estaremos a pegar demais pela luz que consumimos? Quem ganha com isto tudo?

O consumidor não é certamente...

Já Pedro Passos Coelho que a privatizou, o que tem a dizer sobre isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal