Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A moda das ciclovias

27.09.20

Hoje vou falar de 3 casos de ciclovias e como elas podem ser vistas.

ciclovia.jpg

Será sobre 3 cidades diferentes, de 3 cores políticas diferentes e não sou eleitor em nenhuma delas.

Ponto prévio: não sou urbanistas, nem arquiteto, mas procuro ver as coisas com bom senso.

 

Sou um defensor de ciclovias e equipamentos públicos que propiciem uma vida mais saudável, ativa e ecológica. Já o manifestei várias vezes e procuro fazer por isso.

 

Lisboa

Presidida pelo PS.

O caso que menos conheço, mas foi onde morreu uma jovem de 16 anos ao circular na ciclovia cumprindo todos os requisitos de segurança (avançou no sinal verde do semáforo). Deu-se pouca importância ao caso porque é o que convém.

Dá para refletir sobre até que ponto há a prevenção e informação necessária, bem como a localização das ciclovias. Será que colocá-las nas ruas mais movimentadas das cidades é a mais segura?

 

Porto

Presidida por um independente

Na 6ªf precisei de passar pela Rotunda da Boavista. Ao sair para o Bom Sucesso, surge do nada linhas contínuas e logo a seguir ao desvio e "camuflados" pelo trânsito uns pinos a marcar o começo de uma ciclovia. Andam-se uns 300 metros e acaba a ciclovia.

Como condutor, além da confusão ao sair da rotunda de várias faixas, esse bloqueio dá origem a acidentes, buzinadelas e insegurança.  

Fiquei sem perceber a necessidade de colocar ali aquela faixa amarela sem ligação a lado nenhum. Parece uma ciclovia plantada do nada numa rua movimentada em que a segurança antes e depois não é assegurada apenas para constar nos boletins municipais.

Quem conhece a zona, sabe que na rua por trás da rotunda junto ao cemitério de Agramonte é muito mais tranquila e "ciclável".

 

Espinho 

Presidida pelo PSD

Para fazer a obra de "regime" e inaugurá-la a tempo das eleições autárquicas, a Câmara decidiu abater todas as árvores da Rua 19, o já chamado "arbocídio" em nome de uma ciclovia. A notícia do Público é desgastante:  "árvores colidem com ciclovia e Câmada manda arrancá-las".

Em 2020, isto aconteceu - ver aqui.  Levou-me refletir: se queremos cidades mais verdes, qual o custo em termos de segurança, localização e sacrifícios que é preciso fazer para ter as ciclovias?

Até que ponto a sua localização é exequível para as pessoas circularem em segurança? Até que ponto faz sentido "plantar" no meio da cidade e do caos do trânsito ciclovias de poucos metros? Já morreu pelo menos uma pessoa? Em Espinho, custou a vida a dezenas de árvores saudáveis.

Até que ponto uma fita para cortar em véspera de eleições prevalece sobre o bom senso.

 

No Facebook, vi esta foto tirada esta manhã:

espinho.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29


28 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 27.09.2020 às 21:41

O problema é esse! Fazer obras à pressa, para cortar fitas.

Boa semana
Imagem de perfil

De Isa Nascimento a 27.09.2020 às 22:59

Política e bom senso não costumam andar de mãos dadas, infelizmente...
Este tema é muito pertinente. Vivo em Lisboa e há vários locais em que foram "plantadas" ciclovias que não só não são seguras para os ciclistas (um familiar meu já foi abalroado por um veículo de carga que invadiu a ciclovia para estacionar...), como ainda tornam o trânsito ainda mais difícil...
Mas essa de abater árvores para construir uma ciclovia muito mau
Uma publicação que faz um alerta muito importante!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.10.2020 às 22:01

A segurança não está assegurada e quando assim é, parece que é só para a imagem e para o concurso de cidade verde e sustentável...
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 28.09.2020 às 04:48

Abater árvores para construir ciclovias?
Cortar o dedo por causa de uma unha encravada???
Aquele abraço, boa semana
Imagem de perfil

De Cecília a 28.09.2020 às 11:13

Espinho perdeu o senso!

obras por todo o lado a um tempo só e agora esta de cortar as árvores - vi uma a cair mesmo em frente aos meus olhos, no dia em que o arbocídio começou, e nem queria acreditar!
ainda para mais uma rua como a 19! sem árvores, fica uma desolação terrível. só cimento e ciclovia.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.09.2020 às 13:46

O importante para se ser eco é andar de bicla! As arvóres são acessórios da paisagem, não percebe mesmo nada.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.09.2020 às 13:47

"arvóres" é lindo... leia-sa "árvores".
Imagem de perfil

De Cecília a 28.09.2020 às 15:30

às tantas eram arvóres e por isso cortaram-nas...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.09.2020 às 15:54

ahahahahahahah
Eco e zeladores da língua portuguesa! Abaixo todas as "arvóres", deve ter sido por isso que o Pinhal de Leiria foi de "vela" :-)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 28.09.2020 às 23:31

Acrescentaria a ciclovia da rua 23 que não é mais que uma banda amarela no chão e que serve de estacionamento para carros. Não são multados e quem quiser andar de bicicleta não pode.
Imagem de perfil

De Cecília a 28.09.2020 às 14:20

e cada vez perceberei menos... já ando a pensar comprar um burro - além de eco (suponho) tb é trend...
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.09.2020 às 15:22

Em termos de piadas com burros, muito haveria a dizer, mas hoje já meti a cabeça a prémio o quanto baste ahahahaahahah
Imagem de perfil

De Cecília a 28.09.2020 às 15:29

já li por alto que sim... :) voltarei à leitura com mais tempo.
Imagem de perfil

De BC a 28.09.2020 às 11:20

O que importa é o voto… Triste sociedade.. Se parassem para pensar é que era…
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.10.2020 às 22:08

mesmo com a população e a cidade contra, acham-se cheios razão. Arrogãncia.
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 28.09.2020 às 14:14

Para o ano vamos ter eleições autárquicas, há que reflectir e apostar na mudança.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.09.2020 às 23:30

e ter umas fitas para cortar ...
Imagem de perfil

De João Silva a 28.09.2020 às 15:43

Absolutamente deplorável. Pois, de facto, o princípio devia ser a lógica, mas nós optos pelo "para inglês ver". Não é onde é útil, é onde pode ser visto. Enfim. Tretas, como dizia o outro.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.09.2020 às 23:21

inglês ver e fitas para cortar daqui a uns meses em vésperas de eleições. Com azar ainda é batizada com o nome do presidente da câmara mesmo se daqui a uns anos sirva para carros ou para estacionamento.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2020 às 20:56

Tens toda e total razão!

Bjxxx
Ontem é só Memória (http://ontemesomemoria.blogspot.pt/) | Facebook (https://www.facebook.com/ontemesomemoria/) | Instagram (https://www.instagram.com/pequenabonecadetrapos/) | Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCx4I4_8Vf4MX_ZAiy6kzuhw?fbclid=IwAR3j1YvgKuWt9oJh_fl5PJBFCg6edn5CygXRHqVUavICGFzPGbXEn1vi8Aw)
Imagem de perfil

De Sofia a 29.09.2020 às 12:45

As ciclovias são importantes, mas o bom senso também.
Se não há segurança na própria iluminação dos semáforos quanto mais no resto…
Há uns anos chamei á atenção a Junta de Freguesia relativamente a dois semáforos de peões que ficavam verdes, quando os dos veículos ficavam igualmente verdes.
Ia sendo atropelada e não fui a única.
Enviaram o email para os responsáveis pela sinalização e eles nada fizeram em nome causa da fluidez do tráfico automóvel.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.09.2020 às 23:20

Vai-se atrás das modas, para constar nos boletins municipais e para daqui a uns tempos (vésperas das eleições) haver umas fitas para cortar. Mesmo que seja em sítios que não faça sentido e desconexos com tudo.
A tua Junta agiu mal. Se um cidadão alerta há que corrigir para evitar desgraças.
Sem imagem de perfil

De Sandra Monteiro a 29.09.2020 às 20:42

Ciclovias, aqui em Lisboa não conheço muitas. Só a de Fafe e adoro lá ir para caminhar ou andar de bicicleta.

Beijos e abraços.
Sandra C.
Bluestrass (http://https://bluestrass.blogspot.com/)

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.