Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A pandemia na restauração

01.12.20

90458178_2580920848846302_3114957694650286080_n.jp

Não tenho familiares na restauração, mas não é dificil de perceber o enorme impacto que as medidas restritivas estão a ter num sector tão gerador de emprego e fragmentado como este.

No início da pandemia, recordo-me de ter escrito que as restrições fariam alguns restaurantes e hotéis descerem à terra, dado os preços elevadíssimos que punham nas suas ementas, pagando baixos salários e desajustados à quantidade e qualidade dos pratos.

 

O problema, agora, é que já é demasiado tempo com limitações e não há barco que aguente (nem turistas para pagar os abusos nas ementas, sobretudo nas grandes cidades). A criatividade tão portuguesa tem surgido. Além da lotação cortada nos espaços, não há serviço aod fins de semana nem jantares de Natal.

Atrás vão por arrasto as sobremesas, as entradas (que sustentam muitas famílias dado que na sua maioria são hobbies de vizinhos), as bebidas, etc.

Perder um fim de semana, pode significar muito para um restaurante.

A revolta cresce quando vemos os milhões esbanjados em TAP, Novo Banco (por erros de ... "gestão") e em consultorias e afins que vão para os bolsos sempre dos mesmos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


1 comentário

Imagem de perfil

De Nala a 01.12.2020 às 17:49

Agora que a tão esperada vacina parece que vai mesmo chegar é altura de começar a ponderar seriamente em como salvar muita gente da ruina: turismo, hotelaria e restauração e mesmo o próprio comércio tradicional de retalho (livrarias, lojas de roupa, decoração...) que anda a ser completamente "desbaratado" pelos oportunistas "evite a propagação do vírus, compre online" que tanto se têm e que está maioritariamente apenas ao alcance das grandes empresas que têm mais poder de encaixe e já, de base, mais clientes.
Esperemos que haja também um grande remédio para estas pessoas que, na maioria, apenas precisam de trabalhar.
Beijinhos Último

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.