Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Afinal o imposto sobre a junk food não vai para a frente

29.11.17

Pela primeira vez elogiei um imposto aqui.

sugar.jpg

 

Continuo a achar este um imposto importante na prevenção e na poupança futura do Serviço Nacional de Saúde em doenças causadas por distúrbios alimentares.

Não é justo eu ter de pagar impostos porque o vizinho do lado usa e abusa do açucar, dos fritos e do sal.

 

Pelo que li entretanto, as taxas estavam um pouco elevadas para o nosso poder de compra, mas foram chumbadas na discussão do Orçamento de Estado.

 

Não percebi o motivo (quer dizer, percebi, mas não havendo "provas" não posso escrever, pois existem muitas, para não dizer, demasiadas industrias interessadas em que imposto não avancasse.

Quando foi o "brutal" aumento de imposto do anterior Ministro das Finanças a "maioria" de então aprovou-o.

 

Coisas que nos fazem pensar ...

 

P.S. Depois do:

- ruído em torno do jantar do websummit;

- silêncio em torno da seca e das dificuldades do distrito de Viseu no abastecimento de água;

- da homília de domingo à noite, em que um pseudo comentador usa truques pouco éticos (na minha opinão) para captar audiências;

o que dizer dos cidadãos pagos para fazer perguntas aos ministros?

Bem, eles tinham de ser seleccionados de alguma forma, mas estando dinheiros públicos em causa, o caso muda de figura. Não me parece legitimo serem pagos para exerceram a sua cidadania e questionar um Governo que os representa e que foi democraticamente eleito. Esteve mal quem contratou o serviço e quem aceitou os "vales de compras".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03


10 comentários

Imagem de perfil

De C.S. a 29.11.2017 às 17:33

Creio que haverá muitos interesses para que tal medida não avance.
Imagem de perfil

De Carlos a 29.11.2017 às 17:41

Existem muitos interesses por detrás do não avançar da medida que visava olhar pela saúde dos Portugueses!
Infelizmente já tivemos provas de vivermos num país de corruptos!
Sim não tenho medo de o dizer....corruptos!
Por isso estamos como estamos e estaremos.
Abraço.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.11.2017 às 21:27

Faz-nos refletir o peso de lobbies existentes.
Imagem de perfil

De cheia a 29.11.2017 às 18:34

O imposto sobre os refrigerantes teve muito êxito, esperava que o sal, açúcar, fritos também merecessem o mesmo destino! Mas, outros poderes decidiram que temos de continuar, cada vez, mais obesos, pondo os seus interesses acima da saúde dos portugueses, fazendo com que todos paguem os exageros de quem não sabe ou não quer fazer uma alimentação saudável.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 29.11.2017 às 20:54

Não fazia ideia que tinha chumbado. Só vi ainda a parte dos impostos mas IRS e afins...

Olha, tivessem-me escolhido a mim que eu também ia lá fazer perguntas. Realmente é com cada uma... e 200€ ou que era...

Beijocas
Sem imagem de perfil

De Diana a 30.11.2017 às 01:16

Não vai? A sério?
De qualquer forma, ainda assim, acho que as pessoas compravam na mesma.
Esses produtos estão tão enraizados...

Beijinhos, A Vida De Diana. (http://avidadediana.blogspot.pt)
Sem imagem de perfil

De Phocaontas a 30.11.2017 às 07:32

Ainda bem que foi chumbado..
Porque por o pecador estava a pagar também o justo.
Apesar de concordar que há sempre interesses por traz
Imagem de perfil

De HD a 30.11.2017 às 20:38

Também estranhei, mas ainda voltará a ser discutida...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal