Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cismas com assaltos

27.04.20

crime.PNG

Aqui na rua, tocou à campainha um drogadito pedir uma esmola à hora do jantar.

O meu pai disse que não, que "os patrões não estavam" e foi o suficiente para nem ele nem a minha avó pregarem olho a noite toda. Acho que quando se fala de saúde mental associada a este isolamento, fala-se desta insegurança, desconfiança e cismas que as pessoas ganham por não terem mais em pensar.

 

Nestes dias, algumas pessoas andam preocupadas com a sua segurança e dos seus bens: há um medo generalizado dos assaltos.

 

Três razões:

- Alguma imprensa e discursos de deputados alarmistas (não vou escrever o seu nome).

- Libertação de alguns presos antes do cumprimento da sua pena.

É comum no Natal haver indultos. A questão aqui é o critério/seleção dos presos e o risco para as populações de reincidência dos crimes.

- Receio do futuro do povo português que antecipa miséria, desemprego, falta de dinheiro e este confinamento social torna as pessoas mais ansiosas.

 

Nos EUA os americanos correram às lojas de armas. Por isso, é tão importante os governos/União Europeia agirem reforçando ou dando apoio às empresas, às famílias e sobretudo aos empregos. Acaba até por ser uma questão de confiança. O receio do povo, o pessimismo e até a falta de dinheiro/emprego e de perspectivas podem dar azo à desordem social. E isso é meio caminho andado para populismos e "salvadores da pátria" e eles andam aí à espreita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40


33 comentários

Imagem de perfil

De Sofia a 27.04.2020 às 22:06

Já era de esperar...
Nenhum preso devia ter sido solto.
Não há nenhum caso que seja conhecido nas prisões.
Com a sua saída arranjaram dois problemas.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.04.2020 às 22:04

A intenção pode ter sido boa, mas a ponderação ficou incompleta. Deputados alarmistas que andam sempre a chorar por fama e canais de informação mais sensacionalistas tiveram o fósforo que queriam. As pessoas ficaram com medo. Muitas já estão psicologicamente fragilizadas, sem ocupar a cabeça, algumas em lay off... Por outro lado, a polícia nestes dias já prendeu novamente alguns desses libertados. Já que se fala em saúde mental por parte da DGS, esta libertação veio condicionar.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.