Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Como as coisas mudam

17.01.20

educação.PNG

Há uns anos atrás havia excesso de professores. 

Lembro-me da longa lista de docentes à espera de colocação. Havia demasiada oferta para pouca procura.

 

Uns anos depois, em 2019, há falta de docentes nalgumas disciplinas.

Não há procura para tanta oferta. Quantos e quantos professores foram forçados a mudar de profissão?

 

Dizem os entendidos que é preciso atrair jovens para a carreira docente.  

 

Claro, que existem jovens que gostam de ensinar e se revêm nessa profissão e ainda bem que os há.

Já o disse várias vezes no blog sobre as razões pelas quais não me atrai a carreira docente, tais como a falta de autoridade dos professores, a instabilidade das colocações (existe? Não existe? Onde?), um sindicato com causas discutíveis, etc. Enquanto isso não mudar, não haverá grandes adesões.

 

P.S.: O ministério aborda a possibilidade dos docentes ensinarem disciplinas fora da sua área de formação, fornecendo-lhe formação gratuita. O ensino quer-se de qualidade, é um facto. Mas para grandes males, grandes remédios. Concordo com a medida, desde que seja a dada a devida formação às pessoas que vão leccionar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30


16 comentários

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.01.2020 às 20:16

" um sindicato com causas discutíveis"
os sindicatos trataram da sua vidinha, foi um escape à escola, pouco se interessaram pelos reais interesses do seus colegas.
Sem imagem de perfil

De Andreia Morais a 17.01.2020 às 20:46

Juro que não consigo compreender como é que isso é possível. Somos tantos à procura de um lugar :/
Imagem de perfil

De Maria a 17.01.2020 às 20:52

Olá, boa noite.

Da minha longa experiência no ensino, tenho sérias dúvidas acerca da formação. Terá de ser de longa duração, pois não é num ano lectivo que se adquirem competências de qualidade.
Fiz mta formação, e,honestamente, nao achei que tivesse saído a saber mais.
Pode ser que, atual/, o tipo de formação e formadores sejam adequados às reais necessidades dos alunos.
Bom fim de semana. Beijo
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.01.2020 às 13:50

Espero que sim, mas tbm acho que é preciso arranjar soluções. Não podem é ser Às três pancadas...
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 18.01.2020 às 14:33

Aqui na minha zona já fecharam algumas escolas
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 18.01.2020 às 15:19

A formação é só para as áreas paralelas aos cursos superiores, via ensino. Por exemplo: alguém que tirou uma licenciatura de línguas, não pode dar nada, além de Português até ao 9 ano (no público, no privado o nível 4-5 permitem dar Francês, Inglês e as outras línguas, que tenham feito na licenciatura, até ao 12). Com a alteração, voltamos ao pré-2004. Em que basta fazer o nível 5, mesmo que seja numa instituição externa/privada, para poderem dar aulas (até ao 9). O Inglês é uma confusão, pois o nível exigido não é possível de tirar cá em Portugal, exige que passem 6 a 12 meses na Inglaterra ou EUA (naqueles institutos privados, qualquer licenciado numa das áreas de línguas, faz o curso cá e vai passar 6 meses a Inglaterra, obtendo o nível necessário para dar aulas... há é o lado que também tem muito mercado, noutras áreas).
Em Geografia, há mais de 20 anos que há problemas. Os cursos de ciências não tem via de ensino. O curso de História Natural permitia dar Geografia, entretanto quiseram que existisse uma área de ensino de ciências naturais, no mestrado, a maioria dos cursos nunca chegam a abrir por falta de alunos.
O pior é mesmo a Informática. Exigem o Mestrado de uma das áreas de Engenharia Informática... ora já são poucos os que terminam essa área, onde existe um mercado gigantesco e muito (MUITO!!!!) bem pago. Quem é que se interessa em ir aturar miúdos birrentos para ganhar 1/10 do que pode ganhar em freelancer ou numa equipa de manutenção informática e/ou a desenvolver sistemas?
O mesmo se passa com as disciplinas de Saúde, que eram habituais no 9 e 12 ano, como opção, onde eram jovens médicos que davam aulas, antes de obterem a colocação definitiva.
Até na Educação Física, o mercado dos ginásios e PT, captura muita gente, deixando poucos para o ensino público.
A área de ensino que está "apinhada" é a do ensino primário. Nessa é que são formados, anualmente, 2 a 5 vezes mais pessoas do que existem lugares nas escolas (públicas e privadas). Nesse sim a colocação é complicada e mais de 60% dos candidatos não é colocado (ou não aceita as colocações).
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.01.2020 às 14:55

Não diria melhor. No caso da informática, acredito até que haja alunos que saibam mais que os professores. Basta ir ao youtube :))
Na área da ed. física, acho que não há muito esse risco na medida em que a partir de certa idade, já não é fácil captar alunos para PT e dar aulas em ginásios já exige muito esforço.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 19.01.2020 às 16:23

Nem próximo... a maioria demora 3 horas a fazer uma coisa que demorava 10 minutos, se a tivessem aprendido ao computador. Ou queixam-se que estão a aprender com computadores, quando os telemóveis são muito melhores.
Há um mercado grande para a "ginástica na idade". Acima dos 50 há muitos PT que só trabalham com grupos de pessoas mais velhas. É verdade que a grande maioria desses não podem dar aulas (no ensino público), por não terem a licenciatura de motricidade humana.
Imagem de perfil

De HD a 18.01.2020 às 15:29

Como os tempos mudam... para pior :-s
Imagem de perfil

De Inês Bonfim Madeira a 18.01.2020 às 15:32

Também me surpreendeu saber que agora faltavam professores quando há pouco tempo havia o problema contrário.
Bom fim de semana!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.01.2020 às 14:56

O mundo do trabalho dá muitas voltas!
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 18.01.2020 às 15:53

Lembro-me de quando era mais nova, os professores eram uma autoridade.
Eram respeitados por alunos, pais e encarregados de educação!!!
Agora não acontece nada disso. Quem quer ser professor?
Ainda por cima pela forma como são feitas as colocações ....

Feliz Sábado
Beijinhos
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.01.2020 às 14:57

Muito difícil atrair pessoas para ensinar...
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 18.01.2020 às 21:23

O meu avô, quando eu disse que ia para a faculdade, disse-me para seguir educação, porque a minha mãe era professora...
A minha mãe disse logo que não.. aliás, eu também não queria, pois vi bem o que ela passou.

Beijocas
Imagem de perfil

De C.C. a 19.01.2020 às 10:06

Não fui muito além nos meus estudos contudo o meu sonho era a carreira de docente, mas sinceramente vendo o que eles passam com as colocações e depois a falta de autoridade e ainda o risco que correm, acho que fiz bem em não seguir o sonho!
Bem, poderia ter seguido outras áreas, mas isso é outra história...
Grande abraço para ti e um excelente domingo!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.01.2020 às 15:07

havendo outras alternativas, são melhores neste momento.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal