Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Continuam as atitudes vergonhosas contra motoristas da Uber

18.07.18

Podemos discordar do modelo de negócio e da concorrência da Uber, mas isso não dá o direito de serem selvagens e começar a agredir os seus motoristas.

 

São pessoas que têm a sua profissão, remuneradas por isso, e não faz sentido serem perseguidos, quais criminosos, por taxistas. Estas atitudes anarquistas, violentas e descabidas têm de ser punidas, a bem da segurança de todos.

 

Não tenho nada contra os taxis e também podia falar das aldrabices que fazem a turistas e estrangeiros menos atentos nos aeroportos ...

 

Será que se fossem jogadores de futebol, já se chamaria de terrorismo?

Estes dois pesos e duas medidas da sociedade e imprensa portuguesa não estão corretos.

 

P.S.: Já em Set/16Out/16 já tinha falado sobre este assunto, mas a decência humana não melhora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21


26 comentários

Imagem de perfil

De Sofia a 19.07.2018 às 09:27

Eu, no início, até estava do lado dos taxistas, mas as suas atitudes fizeram-me perder simpatia por eles. Não é assim que ganham razão.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 21.07.2018 às 17:39

Bem pelo contrário. Perdem!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.07.2018 às 09:54

esta classe sem educação alguma faziam o queriam para enganar os clientes,antes de agredirem seja quem for deviam todos ter uma formacao de civismo
Imagem de perfil

De green.eyes a 19.07.2018 às 10:26

Acho que as suas atitudes/atos só contribuem para denegrir a sua imagem …
É lamentável ...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.07.2018 às 12:31

Mas...que esperam dos taxistas?!!! Fora meia dúzia, são a ralé da sociedade que nao conseguiam fazer mais nada foram para taxistas. Feios,porcos e maus a maior parte e todos sabemos, deixem de hipocrisias,que são odiados pelas populações.
Sem imagem de perfil

De Ana B. a 19.07.2018 às 14:01

Simplesmente não tem lógica - nada justifica o que está a acontecer há imenso tempo (porque sim, eu já sinto que é demasiado tempo e que nada está a mudar)!

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.07.2018 às 14:46

Existe uma só forma de isto parar. Esses taxistas arruaceiros têm que ir parar à cadeia. E não poderá ser por meses , terá que ser por um bom par de anos. Assim eles aprendem. Só assim!
Sem imagem de perfil

De Jorge a 19.07.2018 às 16:05

Taxi: empregado da presa de taxis, leva passageiros do ponto A ao ponto B. Paga impostos, e cumpre regras. Podem ser chamados por uma das várias apps existentes.

Uber: falso recibo verde não reconhecido como trabalhador pela empresa, precário e sem direitos, leva passageiros do ponto A ao ponto B. Foge aos impostos, não tem regras para cumprir. Têm de ser chamados pela app da Uber.

Quando o Estado de Direito falha e permite esta dualidade, as pessoas ficam desesperadas e tentam fazer juatiça pelas próprias mãos.

Solução: obrigar Uber a reconhecer motoristas como seus empregados, e a dar todos os direitos. Mudança da lei para que todos os que "levam passageiros do ponto A ao ponto B", sejam concorrentes sob a mesma fiscalidade e mesma lei.

Se eu agora criar uma empresa nova, em off-shore, que não cumpre as regras existentes nem paga impostos como os outros, e isso roubar postos de trabalho a quem paga e cumpre, o que sou eu? Um empreendedor, ou um criminoso?

Qualquer dia faço uma " Uber-weed", para entregar erva na casa de cada um. Depois quero ver as reações dos pais, que agora defendem a Uber.

Nota: pelo mesmo motivo não faço compras no Pingo Doce, cujo ladrão Manuel dos Santos foge aos impostos, desde qie deslocalizou a sede para o off-shore fiscal da Holanda. Faço compras nas mercearias locais. Se calhar ir ao Pingo Doce era melhor, mas a questão NÃO é essa!!!

E sim, tal como os taxistas, sinto-me abandonado pelo Estado de Direito, e como tal tenho vontade, e sinto legitimidade, para dar uns murros valentes nas fuças do Manuel dos Santoa se um dia nos cruzarmos. Estarei a fazer a justiça que a Justiça recusa fazer.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.07.2018 às 18:49

Face as regras de transportes,quem executa na prática , não tem as licenças adequadas a este serviços...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.07.2018 às 21:39

Os taxistas sentem-se revoltados, e bem, porque é concorrência desleal. Aos taxistas tudo é exigido, aos ubers, nada é exigido, nem licença, nem formação, nada. É como um medico andar a estudar meia vida e depois aparecer um "novas oportunidades" e começar a dar consultas.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.07.2018 às 23:29

Isso não justifica que se parta para a agressão e para atitudes anarquistas.
Imagem de perfil

De José da Xã a 23.07.2018 às 12:03

A turbe dos taxistas é demasiado cooperativista. Mesmo entre eles são de uma animosidade atroz.
Conheço um que nunca pára o táxi numa praça, prefer andar a rolar.
Os táxistas sentem que só têm direitos e poucos ou nenhuns deveres. basta vê-los na estrada e no trãnsito.
A violência deles devia ser bem punida. E não era com prisão mas com a inibição de conduzir durante anos. Talvez assim aprendessem.
Abraço.

Comentar post


Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.