Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Copo de vidro, não

19.03.22

gelado.PNG

Esta semana, fui a uma gelataria, pedi uma bola de gelado e à pergunta "copo ou bola", perguntei se poderia ser num copo de vidro pois iria consumir no estabelecimento.

Foi-me dito que teria de consumir mais, ao que respondi que era para lhes poupar o desperdício do copo de papel. Mas não.

 

Num altura em que se fala de aumento do preço das matérias primas, encarecimento do papel, poupança de recursos, sustentabilidade e economia circular, procuro pôr em prática os 3 "R"s mas nem todos estão para aí virados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11


9 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 19.03.2022 às 20:39

Não se percebe, parece que querem impor mais consumo, sem quererem saber do desperdício.
Imagem de perfil

De A-lupa-de-alguem a 19.03.2022 às 21:58

Então teríamos de consumir mais, para desperdiçar menos! Assim não vamos longe!
Imagem de perfil

De Di a 20.03.2022 às 10:09

E a trabalheira que era colocar o copo na máquina
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 20.03.2022 às 11:54

Quando há grandes problemas e até sabe que os há, fala nos pequenos. E quando mostramos que você está errado, você continua calmamente como se nada tivesse acontecido.

Aqui no seu blogue, você ficou de falar em certos assuntos, e depois marimbou-se. E quando eu o questionei, você ignorou.

Também aqui no seu blogue você concordou que o importante é a qualidade, mas depois contribui para a quantidade e ignorou vários posts meus de qualidade.

No meu post, "Uma geração que corre risco de ficar imbecilizada.", você comentou e bem.
Já o disse que somos a sociedade com mais informação disponível mas a menos crítica.

E depois eu respondi:
Você disse e bem, "Já o disse que somos a sociedade com mais informação disponível mas a menos crítica".
Mas em parte isto também se aplica a si.

Para criticar-mos primeiro precisamos de ler artigos pertinentes. E isso você várias vezes não faz. Eu por exemplo indiquei-lhe alguns posts do meu blogue e você marimbou-se para alguns.

E depois tem a lata de dizer:
"Já o disse que somos a sociedade com mais informação disponível mas a menos crítica".
Quando você faz o mesmo.

E o mesmo se aplica a muitos outros bloggers.

Também já disse vários vezes que você se marimba para alguns comentários.

Fico comovido! Com vários problemas graves actuais como falta de confiança nas instituições, censura e manipulação nos media, opacidade, falta de proteção aos mais fracos, etc., você diz:
(...) poupança de recursos, sustentabilidade e economia circular, procuro pôr em prática os 3 "R"s.

Em que mundo é que você vive, no real ou no da fantasia? Ou será no da manipulação?

É o descrédito na humanidade como também estou a mostrar no meu blogue.
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 20.03.2022 às 12:13

E no seu post, "Conclusões da COP 26", você disse:
"No fim de semana vou ler alguns dos seus post, pois como disse acho-o bastante crítico e acutilante".

Tem razão, sou mesmo critico e ainda bem.


Também no seu post, "Regras da separação do lixo para reciclagem", você disse:
"Claro que dou a minha contribuição para os temas. É isso que nos faz crescer enquanto seres pensantes e críticos. Por falar nisso, já vi que não publica nada há um mês. Aguardo pelos seus posts e artigos".

Pois eu tenho novos posts e num até aproveitei um artigo de outra pessoa nos media para ver se assim passam a dar mais valor ao que eu digo, às minhas criticas.
Imagem de perfil

De José da Xã a 20.03.2022 às 17:30

O problema é para a empresa fica mais caro o vidro, a máquina de lavar e o pessoal.
Assim copo de plástico e toca a andar.

"- Cliente seguinte, faxavor!"
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 21.03.2022 às 03:49

Onde é que eu assino o comentário anterior?
Boa semana
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 21.03.2022 às 10:26

É uma questão de economia.
10000 copos de papel custam 56 euros (já com IVA), para aí 30 acabam por não ser vendidos por se estragarem. A despesa da empresa acabou aí.
Se for vidro, há que comprar uma máquina de lavar louça, 400 euros. Comprar detergente e desinfectante, 9 euros, por kg. Além de que cada copo de vidro ficaria pelos 2 a 4 euros. Com 2 lavagens diárias (5 no verão), lá se iriam mais 200 euros para água e electricidade. E, a parte pior, dar formação aos funcionários novos, em como usarem a máquina, que iriam perder 12 horas de trabalho, para aprenderem a usar, sendo que 3 a 6 meses depois, seria preciso fazer o mesmo com o seguinte.
Foi por estas despesas que uma certa Starbucks, sempre se recusou a vender produtos em produtos duradouros... há uns anos fizeram um estudo que só naquela cadeia de cafés, fizeram 1000 vezes o PIB português, ao só usarem produtos descartáveis, em toda a operação de 20 anos e que continua a ser a razão para não quererem ir pela reutilização, por responsabilidade da loja. É a mesma razão para terem acabado com a tara retornável, da maioria das garrafas de vidro... que era obrigatória até 1992. Só aí pouparam fortunas aumentando os preços e deixando de ter custos com a reciclagem das garrafas e grades plásticas. Mesmo agora há grande repulsa por o governo andar a subsidiar uma operação teste de reciclagem de garrafas de vidro, plástico e latas, pois as lojas querem receber comissão de terem as máquinas a ocupar espaço e gastar electricidade, além de cada garrafa irá ter uma segunda valorização (a tara, recuperada quando se devolver à loja), na venda. Do outro lado estão as empresas de reciclagem que recebem a dobrar... recebem das autarquias e do ministério do ambiente e vendem o material reciclado para ser transformado. Se passam a ter de pagar para receber aqueles produtos, deixa de ser rentável...
Sem imagem de perfil

De Claudia a 21.03.2022 às 11:15

Não sei se a eles, apesar de tudo, não acaba até por ser melhor os copos de papel, pois não têm que os lavar.
A melhor opção, sem dúvida, é o cone. Comes e pronto :)

Beijocas

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.