Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desporto

20.03.19

caminho.jpg

Um estudo da Fundação Manuel dos Santos disponível aqui conclui que Portugal é o país da UE onde se faz menos exercício.

 

Ao ver estas conclusões, dei por mim a pensar nos meus hábitos e na minha iniciação ao desporto.

Em miúdo, os meus pais inscreveram-me na natação nas Piscinas Municipais e pratiquei durante uns bons anos. Na escola sempre fui um aluno de "3" a Educação Física e de notas medianas no Secundário. Não tinha, nem tenho perfil para praticar desporto - falta-me jeito e resistência.

 

Comecei em 2013 num ginásio que foi quando engordei. Em 2015, quando mudei de cidade e de trabalho, apercebi-me que muita malta do novo ginásio participava em trails e corridas. Em 2016, inscrevi-me a participei na caminhada de um trail e em 2017 participei em várias provas sempre como amador - numas na caminhada não competitiva e noutras mesmo nos 10 km's.

 
Efetivamente hoje em dia começo a observar cada vez mais tendências que podem contrariar esta má estatística (e futura despesa em saúde):
 
 
- Grupo de corrida e provas
Por todo o lado há grupo de corrida e caminhada gratuitos.
Na minha zona é quase um por freguesia e em quase todos os dias da semana (sobretudo à 5ª f). Por outro lado não faltam circuitos (parques municipais) e aplicações que monitorizam percursos (uso o Strava).
 
Quanto a provas e trails é aos pontapés nesta zona.
Todas as semanas há 2 ou 3.
Neste domingo houve: Corrida do Dia do Pai (Porto), Trilho do Paleozoico (Valongo), GP Albergaria (Albergaria), Meia Maratona de Amarante, treino gratuito com o grupo do Europarque running (Feira) e Running Esmoriz (Esmoriz).  Já disse no blog que esta coisa dos trails e corridas é um verdadeiro negócio...
 
Por outro lado acho muito giro o conceito de trails pois permite às pessoas conhecerem percursos e locais não possíveis de serem visitados de carro, explorar a natureza e manter as serras relativamente valorizadas.
 
 
- Campanhas publicitárias de ginásios
Cada vez agressivas.
Com ou sem período de fidelização, há para todos os preços e gostos. Uns até já têm protocolo com cartões de supermercado. Por outro lado, nascem como cogumelos.
 
- Desporto no feminino
Com cada vez mais campanhas de sensibilização e abertura dos clubes, em particular no futebol, há cada vez mais raparigas federadas e praticar desporto.
 
- Cadeias low cost de roupa
Excetuando as sapatilhas, as cadeias low cost de roupa começam a ter a sua gama de roupa desportiva.
 
Por estes motivos, estou optimista quanto à melhoria deste índice.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal