Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dos Morangos com Açucar ao da kizomba e do funk brasileiro

por O ultimo fecha a porta, em 01.04.18

Domingo de Páscoa, dia das mentiras. Fui correr com o grupo de manhãzinha, não comi iogurte, não fosse o "Diabo tecê-las", cheguei a casa, tomei banho, detei-me no sofá, liguei a TV e o que estava a dar: os Morangos com Açúcar!!!

A terceira edição e senti-me a fazer uma retrospetiva temporal.

 

Hoje, ir a um bar ou a uma discoteca, é notório que o que está a dar é kizomba e funk brasileiro. Ainda esta semana, foi uma loucura para assisitir a um concerto desses cantores da moda em Aveiro (com o preço 4 xs  superior à venda no mercado negro). A industria do Facebook, youtube e até a insuspeita rádio RFM promovem essas músicas.

 

Há 10 anos atrás, na minha adolescência era o tempo da New Wave (passava na SIC) e dos Morangos com Açúcar (na TVI), de ouvir os Coldplay, vibrar com os U2 (recordo-me do êxito do lançamento do Vertigo), saber quem são os UHF, os Expensive Soul... Recordo-me de em 2010, ter ido à Queima no dia do Franz Ferdinand e dos Buraka. 

Quando encontrei o meu MP4 há uns tempos, recordo-me da "pirataria" bem menos sofisticada que a atual. Comprei-o em 2009, ainda funciona. Hoje os phones estão conectados ao telemovel, às apps e ao Spotify.

 

Hoje os miúdos estão dependentes do telemovel, cuscando-se tudo e mais alguma coisa nos Instastories e até se fala em Youtubbers. Há 10 anos atrás, falava-se no Hi5, mas não havia dependência (nem o negócio) das redes sociais.Cuscava-se q.b. até porque ficava o registo das visitas.  Quem tinha telemovel, usava-o com cartões pré pagos para avisar os pais dos horários e mais tarde surgiram os pacotes com sms's e chamadas grátis dentro da rede. Ao nível musical, parece que só há espaço para kizomba, Ansemo Ralph, Matias Damásio, Kevinho, Anitta, etc,etc,etc.

Não estou a dizer que é bom ou mau, mas sinto um certo afunilamento nas preferências. Será só impressão minha?

 

Não sei se a geração da Kizomba e das músicas brasileiras está melhor preparada para o futuro, mas a dos Morangos com Açúcar consegue ver essa passagem.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25


26 comentários

Imagem de perfil

De HD a 01.04.2018 às 20:47

Definitivamente, o caminho desta nova geração tem uma banda sonora de mau gosto... ,-p
Imagem de perfil

De Marie a 01.04.2018 às 20:53

Ai essas referencias nostálgicas, como é que eu ainda me lembro da new wave?

E aqueles a que tu chamas de " geração kizomba e das musicas brasileiras" vão também perceber as mudanças com o passar dos anos. Daqui a um ano ou dois o
Facebook vai pelo mesmo caminho que Hi5.

E normalmente, as pessoas papam o que lhes dão. E não reclamam muito. Se uma radio passa a mesma musica de meia em meia hora, ouve-se essa musica de meia em meia hora.

Eu se quero ir a uma discoteca/bar, e me apetece ouvir techno não vou para um sitio que saiba de antemão que vai ser "brasileirada". As pessoas também não vão a procura de mais ou algo diferente. é o conformismo , de não explorar ligares novos ou ate de musicas diferentes no spotify.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 01.04.2018 às 21:05

Concordo com a tua perspetiva.
Hoje em dia, pela minha curta amostra, um bar que não passe essas musicas da moda não sobrevive. Noto uma massificação dessas musicas.

Será que uma geração mais informada e com mais tecnologia que a anterior, acaba por ter mais espírito critico no momento da tomada de decisão? Ou mesmo assim, deixa-se influenciar pelas "trends", muitas delas comercializadas, por essas mesmas redes sociais?
Imagem de perfil

De Marie a 01.04.2018 às 21:26

As redes sociais e as apps influenciam sem sombra de duvida, quando são as mesmas que te convidam a fazer playlists com " a tua" musica, onde ouves o que gostas, seja lá o que for, e mais do mesmo, que é aquilo que te é recomendado. Por isso acho que se forma uma espécie de ciclo vicioso.

Imagem de perfil

De A Desconhecida a 01.04.2018 às 22:26

Morangos com açúcar... Adorava!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.04.2018 às 23:51

Dá na TVI ficção e no Panda Biggs acho eu. AO domingo de manhã, dá na TVI ficação, foi lá que vi ontem ;)
Imagem de perfil

De Gorduchita a 02.04.2018 às 11:34

Kizomba e funk brasileiro?? Please, NO!
Sem imagem de perfil

De Zomata a 02.04.2018 às 12:30

Graças a Deus q sou da geração do "Verão azul", agora temos a 1986 do Markl para matar saudades dos anos 80...
Imagem de perfil

De Carlos a 02.04.2018 às 14:55

Vamos consumindo o que nos dão...e o que hoje é moda, amanhã estará ultrapassado!
Grande abraço.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.04.2018 às 23:43

Hoje em dias, efetivamente as modas são cada vez mais efémeras.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 02.04.2018 às 19:19

Não via Morangos com Açúcar, sou mais velha, embora um ou outro episódio via com a minha sobrinha, na altura com 6/7 anos, que adorava.
Quanto a músicas, fico danada quando ouça a rádio e passam 20 vezes as mesmas músicas, canso-me, praticamente ouço rádio no carro, enquanto conduzo.
Adoro U2.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.04.2018 às 23:42

Há musicas que passam até à exaustão e ficamos sem paciência para elas.
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 02.04.2018 às 21:40

A nossa fase da adolescência foi a mesma e não tenho dúvidas que foi bem melhor do que se vê agora ;)
Viva os anos 80
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.04.2018 às 23:36

A minha foi anos 2000 mas as referências são as mesmas: intemporais e de qualidade .
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 02.04.2018 às 21:46

Olha eu é o tipo de música que oiço, mais a funk, pois é a única coisa parva que me vai animando e me leva para outro lado.
Kizombas já liguei mais...

Das outras que falas, por acaso não gosto muito.

Beijocas
Imagem de perfil

De cheia a 02.04.2018 às 22:00

Cada vez há mais meios para nos influenciarem. Fugir às modas é difícil.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 02.04.2018 às 23:31

Cada geração tem a sua "moda". A desta malta mais jovens, dependente das novas tecnologias e smart tv's parece ser a musica latina

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal