Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Duas metades

04.12.21

P6211108.JPG

 

Vamos voltar novamente ao confinamento e a incerteza volta a pairar no ar... já não há a esperança da vacina e começa a haver um padrão: um aumento de casos de covid no Inverno.

 

Ao fim de dois anos concluímos que há duas metades no ano:

- de Maio a Dezembro onde podemos fazer planos, cuidar da nossa saúde física e mental, viajar, socializar e ter alguma normalidade.

- de Janeiro a Abril confinados, com restrições, sob ameaça de limitações e a viver na ansiedade dos números que as televisões mostram (e a aturar o Ricardo Mexia e a Susana Peralta a comentar em tudo o que é canal ).

 

Posto isto, o que podemos fazer para inverter a situação: vacinamo-nos, cumprimos a tirania implícita nas limitações, resignamo-nos e adaptamo-nos a este padrão. A esperança de evitar estas restrições agora virou zero.

 

PS.: Mais uma vez o teletrabalho vai ser obrigatório em Janeiro (não acredito que seja "só" uma semana - devem ser 4 meses como em 202 e 2021), na altura de mais frio e lá vem o aumento na conta de eletricidade uma vez que se estivesse na empresa não gastaria tanto aquecimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:01


13 comentários

Imagem de perfil

De Ana D. a 04.12.2021 às 17:44

É verdade. Parece mesmo que o ano tem duas metades. Numa delas temos a ilusão de que as coisas estão a começar a encaminhar-se e de repente... nada disso!
Obrigada pela partilha!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.12.2021 às 18:19

Agora já não temos a esperança da vacina. Vemos as TV's e dirigentes do país a colocar medo na população.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 04.12.2021 às 18:15

Ainda será preciso mais uns dias para saber se é assim...
É que estamos a testar quase 20 vezes mais do que aconteceu há 12 meses atrás. É natural uma subida (até está muito curta quando comparada com outros países) dos casos positivos. Com muito menos internamentos, é a parte que a vacina resolveu. Na parte dos falecimentos também existe um ponto que tem sido ignorado: o maior número de mortes está a acontecer na altura de maiores variações de temperaturas e humidade. Também altura de mais mortalidade na população mais idosa.
As mutações... no ano passado tivemos a "temível brasileira", que desapareceu de circulação em 6 semanas, sem deixar cartões de visita. Esta também deve ser a mesma coisa que a colega sul-africana, aparecida em Outubro de 2020, que apareceu e desapareceu sem terem percebido de onde veio e para onde foi. Desde que vacinados, algumas precauções e a pandemia será controlada.
(Nas tvs é de rir quererem mais gente vacinada quando 48% da população foi vacinada entre Junho e Agosto de 2021... 180 dias, não permitem vacinar este mês mas, os "especialistas televisivos", querem 87% da população vacinada, antes do Natal e cumprindo os 6 meses de intervalo. )
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.12.2021 às 18:18

Com as eleições à porta acho que não vão facilitar. As perspetivas não são muito otimistas, com os media a serem os profetas da desgraça ao darem amplo destaque ao "agravamento dos números". Já Trump dizia, com mais testes, mais casos positivos se detetam, naturalmente. Tbm olho para o número de internamentos.
Imagem de perfil

De cheia a 04.12.2021 às 21:28

Vamos ver o que o Natal e o Novo Ano nos vão trazer!
Bom fim-de-semana!
Um abraço
Imagem de perfil

De Di a 05.12.2021 às 19:25

Cansada...
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 06.12.2021 às 04:40

As minhas filhas querem ir aí no final do mês.
Vamos ver se não dá bernarda…
Boa semana
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 11.12.2021 às 16:31

Uauu!
Venham as filhas.
E o Pedro, não vem?
Sem imagem de perfil

De Claudia a 06.12.2021 às 10:26

Se "bem" conheço a minha empresa, só vou estar mesmo essa semana em casa e e!
Nem sei se essa semana fico em casa, porque eles aqui já nem máscara usam.
Já eu, nunca a tirei.

Beijocas
Imagem de perfil

De MJP a 06.12.2021 às 18:56

Uma realidade com a qual teremos de aprender a conviver e criar estratégias para manter a "Saúde Mental"...
Cuida-te!
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 06.12.2021 às 20:11

Disse "não gastaria tanto aquecimento". Mas não gastaria nada em aquecimento, se não estivesse frio. Já viu que o dito aquecimento global pode ser bom.
E também ajudaria na COVID-19.

Para mim podia ser sempre Verão.

Em relação ao resto, temos de nos adaptar. Os que têm problemas com a saúde mental é porque são muito sensíveis.
Imagem de perfil

De João Silva a 09.12.2021 às 07:16

Percebo o desânimo. Em dados momentos, tenho-o sentido, mas também tenho procurado acreditar que não voltamos atrás. Há um padrão nesta porcaria, concordo contigo. Como diz um conhecido meu político: protejam-se mas não deixem de viver. A luta é essa. Ânimo, Último. Vais ver que as coisas vão ser diferentes. Não te esqueças que há eleições
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 11.12.2021 às 16:30

A minha sobrinha já entrou em teletrabalho, esta semana que passou.
Se bem que ela ia duas vezes por semana à empresa, o outros dias eram em casa.
Oxalá não piore, porque com as crianças em casa, é o desespero.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.