Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Faltam 9 meses para as eleições europeias

05.09.18

... serei só eu que não faz ideia do trabalho dos deputados europeus?

 

Este distanciamento das grandes instituições europeias, representativas da população geram questões quanto à sua utilidade e faz sentido irmos depositar o papel nas urnas.

 

Assim e já com antecedência lembrei-me deste tema, que em todos os 4 anos se fala do mesmo.

 

Ah e Marinho pinto, que andava no Goucha a fazer crónicas criminais e até criou um partido... caçou-se em Bruxelas e nunca mias ninguém o ouviu...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 05.09.2018 às 03:23

Esse é um dos grandes problemas da União Europeia e das suas instituições - um distanciamento brutal em relação aos cidadãos.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 05.09.2018 às 09:31

Tens alguns exemplos: Ana Gomes e Marisa Matias que lá vão apresentando alguns dos projectos que levam ao plenário. Depois tens os que são capa de jornal todas as semanas: Paulo Rangel e Nuno Melo, que fazem parte do lote de comentadores semanais de várias televisões, jornais e revistas.
Nos 4 casos, falam da vida europeia e das formas como o parlamento europeu funciona (se bem que no caso dos homens, é mais ataques à política interna do que falam do que fazem no cargo para que foram eleitos...)
O Parlamento Europeu ainda tem aqueles tiques de nobreza, onde muita coisa é discutida mas, é só para as elites que o podem compreender.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 08.09.2018 às 15:58

São casos raros. Dos quatro, apenas costumo ouvir por vezes Ana Gomes que é uma exceção. Dos outros três não conheço bem para saber.
Vi o Nuno Melo em Coimbra ao lado da sua líder a reclamar com os fracos serviços da cp em portugal não referindo nada sobre a união europeia, mas posso andar distraido.

lembras-te da questão que te fiz das despesas de transportes públicos? as faturas que tirei com nif no metro de Lisboa já aparecem no e-fatura e foram automaticamente carregadas no boneco dos transportes públicos.
Se o e-fatura a coloca automaticamente não sou quem as vai corrigir :)
Imagem de perfil

De Gorduchita a 05.09.2018 às 09:48

Fica tudo muito lá longe, realmente. O que faz com que as pessoas se identifiquem cada vez menos com o projeto europeu (infelizmente).
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 08.09.2018 às 16:08

Acho que não é só a distância física.
Parece daqueles "tachos" onde as pessoas se caçam lá e ng sabe o que fazem.
Imagem de perfil

De Marta Elle a 05.09.2018 às 10:18

Não sabia, mas...mais um partido ?
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 08.09.2018 às 16:22

Já criou há alguns anos. foi atraves dele que concorreu ao parlamento.
Imagem de perfil

De A 3ª face a 05.09.2018 às 12:57

Essa eleições parecem ser de outra galáxia...de tão distantes que as sentimos.
Imagem de perfil

De Pedro D. a 05.09.2018 às 13:29

18 mil euros por mês mais ajudas de custo são a causa do desaparecimento....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2018 às 15:25

Eles trabalham?
Imagem de perfil

De cheia a 05.09.2018 às 20:56

A distancia dos nossos representantes, tanto em Estrasburgo, como em São Bento, tem de ser alterada. Há, sempre, chicos espertos, que criam partidos em ano de eleições europeias, para conseguirem um assento em Estrasburgo, muito bem pago, sem qualquer escrutínio por parte dos eleitores.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 05.09.2018 às 22:25

Qual trabalho? hahah :P
Ganham do belo, é só o que te digo.

Beijocas
Imagem de perfil

De Albertino Ferreira a 06.09.2018 às 18:56

Um problema muito pertinente, o distanciamento é enorme, o que coloca em causa a democracia, a não ser que esta se entenda como o simples exercício de voto em um dia de tantos em tantos anos.
Imagem de perfil

De Albertino Ferreira a 06.09.2018 às 19:03

Deve sublinhar-se, no entanto, que há deputados europeus portugueses com trabalho digno de nota... Aproveito para dizer também que a responsabilidade pela informação não é apenas dos eurodeputados ou do parlamento europeu; é também de cada cidadão, de cada um de nós. Não quero entrar em polémicas, mas ao ler um ou outro comentário fica-se com a impressão de que para opinar todos estão prontos, o que é bom, se se informassem aadequadamente antes seria melhor.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 08.09.2018 às 16:44

Tb é verdade!
Por um lado, o cidadão tem que ser proativo e ser crítico.
Por outro são exceções, em vez de regra, os deputados que mostram o seu trabalho, as suas causas.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal