Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Futebol, perdões e falta de racionalidade

16.10.19

football-3471402_960_720.jpg

Um clube de futebol (ou SAD para ser mais rigoroso) obteve um perdão de 95 milhões de euros da sua dívida por parte de dois bancos. Um é Millennium BCP que é livre de fazer o que quiser. O outro é o Novo Banco e aqui está o problema.

 

Os contribuintes portugueses já tiveram que pagar muitas das manhosices do antigo BES e agora, em 2019, vão ter de "pagar" mais uns milhões para o futebol neste banco. Não faz sentido! Está errado!

 

Por várias razões:

(i) o clube não está acabado. Labora, vai fazendo o seus jogos e se não tem dinheiro agora, então que se aguarde ou que se canalize as verbas astronómicas da venda de jogadores para pagar a dívida (ou VMOC's);

Em vez de se investir tanto, que se invista menos e se pague o que se deve!

(ii) é futebol, uma industria que movimenta muito dinheiro, com salários astronómicos e que assegura poucos postos de trabalho. Sustenta 20/30 jogadores e meia dúzia de agentes;

(iii) é o meu dinheiro que está a pagar quem vive e continua a viver acima das suas possibilidades. Se não tem dinheiro, não contrata jogadores a peso de ouro;

(iv) que garantias foram exigidas ao clube nos empréstimos concedidos? O comum cidadão tem que prestar mil e uma garantias/avais e penhores para uns milhares de euros. Neste clube são milhões que se "perdoa".

 

Quando a emoção supera a razão está tudo perdido. E o Sporting não devia estar acima de nenhum contribuinte para ter o perdão?

 

Ah, os que fizeram os vídeos a falar dos vestidos da Cristina Ferreira não falam? E os que gozaram com a Joacine também não falam? E os supervisores da ajuda aos bancos não intervêm? A quem convém este perdão? Quem ganha com isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35


17 comentários

Imagem de perfil

De Marta Elle a 16.10.2019 às 19:04

Estas situações custam a engolir, principalmente na minha situação.
Estou a morrer, e tenho a impressão que se deve à falta de médicos porque para isso não há dinheiro.
Não estou a dizer isto do nada, estou a dizer porque os oncologistas do HSM têm, cada um, mais de 500 doentes. Como é possível fazer um bom trabalho com tantos doentes !?
Não culpo os médicos, mas culpo o nosso Governo que se recusa a abrir vaga para 120 médicos.
O dinheiro neste país vai sempre para as coisas erradas, mas desde que haja futebol o povinho, na sua maioria, fecha os olhos.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.10.2019 às 19:30

os serviços de saúde estão a degradar-se de dia para dia e não se percebem estas decisões. trata-se de futebol e trata-se de dinheiros públicos.
Imagem de perfil

De MJP a 16.10.2019 às 19:18

Revoltante!!!... Uma vergonha (que serve os interesses de alguns...)! :(
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 16.10.2019 às 20:50

Sem dúvida. Dois pesos e duas medidas!
Sem imagem de perfil

De Andreia Morais a 16.10.2019 às 19:54

Quando começamos a ter dualidade de critérios, está tudo errado!
Imagem de perfil

De HD a 16.10.2019 às 20:00

A futebolice deste país é algo transcendente... -.-
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 16.10.2019 às 21:27

Só num país como este o futebol está acima de tudo!!!
Revoltante!
Sem imagem de perfil

De Bia ❤️ a 16.10.2019 às 22:06

Revoltantes estas situações....
Imagem de perfil

De cheia a 16.10.2019 às 22:11

Os fanáticos do futebol, quando se trata de beneficiar o seu clube, perdem a racionalidade. Quando estão em cargos públicos, se poderem beneficiar o seu clube, não olham a meios para atingir os fins.
O futebol, em Portugal, acima de tudo!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.10.2019 às 19:17

O futebol também tem servido para catapultar personalidades para cargos políticos. Lembro-me de rui moreira, andré ventura, por exemplo.
dá mais audiência e popularidade defender o futebol do que o bom senso. pergunto: onde andam os supervisores?
Imagem de perfil

De cheia a 20.10.2019 às 17:56

O futebol está acima de tudo! Os supervisores, pelos vistos, sofrem do mesmo fanatismo.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 17.10.2019 às 03:35

Mesmo só em "futebolês" não é concorrência desleal??
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 17.10.2019 às 09:29

hahah olha, mais uma.
Continuo a dizer, ainda bem que fujo de tudo o que é notícias, apesar de as ler aqui, porque isto revolta-me.

Nestas situações é que deviam de haver eleições! Quer que o seu dinheiro seja "investido" para perdoar a dívida de X?

Que nervos que isto tudo me provoca.

Nunca havemos de passar disto.

Tristeza mesmo.

Beijocas
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 17.10.2019 às 09:46

Não é só no futebol...
Clínicas Malo - 74 milhões perdoados, de 145 milhões, para a empresa ser vendida;
Mota - Engil - 122 milhões perdoados, de 640 milhões, para revitalizar a empresa;
Pereira Coutinho - 148 milhões perdoados, de 166 milhões, para vender a empresa por 1 euro. (Ao mesmo tempo comprou um maclaren f1, de 2018.)
A própria EDP teve "perdão de juros" a rondar os 120 milhões, quando fez o spin-off das renováveis.

Infelizmente é pratica comum na banca. Só mesmo os "importantes" é que tem direito a isso. No caso do Sporting, foram os directores dos bancos que aceitaram trocar a dívida por acções do clube... neste momento teriam direito a 730% delas. Foi por isso que o Bruno de Carvalho já tinha dito que não as comprava de volta, pois se levassem as acções perderiam bastante mais. Estes aceitaram pagar 0,3€ por cada, já a banca recuperou 30% da totalidade de dinheiro perdido.
É assim que os banqueiros ganharam 10730 milhões de euros, em prémios de desempenho, em 2018 (entre todos os bancos a operar em Portugal, sem contar com as financeiras, como é o caso do BNP Paribas, que é banco mas, opera por empresas financeiras, que não entram neste âmbito, pois só o Banco CTT está controlado e tem de apresentar os dados). Infelizmente, para todos nós, a maioria destes prémios são pagos pelas offshores da banca, não pagando segurança social nem IRS.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.10.2019 às 19:11

Nos privados não é o dinheiro público. Nos bancos com injeção pública vem os imoralismos. Faltou falar da Prebuild, esse buracão ...
O Sporting foi o caso mais recente e desnecessário. Completamente desnecessário.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal