Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Futebol, racismo e o passo de gigante

09.12.20

racismo.jpg

 

O que se passou na 3ª feira no jogo PSG- Basaksehir tem de ser falado e refletido.

O PSG (poderoso clube francês) abandonou o jogo em solidariedade a uma discriminação racista ao treinador adversário.

 

Podia ter ignorado e seguido o jogo.

Existem igualmente acusações de racismo proferido pelo adjunto aos árbitros romenos chamando-os de "ciganos". Tudo está errado!

 

Em Portugal, aconteceu um episódio racista em Guimarães, com Marega. Os da casa ignoraram, tal como o capitão da equipa caseira André André ("não me apercebi de nada"). O jogador afetado queria abandonar o jogo, mas inexplicavelmente não o deixaram, numa espécie de "tu és pago para jogar". Criaram-se campanhas com resultados duvidosos.

Um outro episódio foi passado na TVI num domingo à noite num programa chamado "roast" em que apelidaram de "macaco" um dos intervenientes de cor negra. A plateia riu-se. Eu mudei de imediato de canal e critiquei o programa aqui no blog. Dizem que é humor negro. Não é humor... É preconceito e grave!

Que valores queremos enquanto sociedade? Para passar aos mais novos?

 

Esta semana, houve coragem e determinação do PSG. Suspendeu-se o jogo! Esta decisão fez mais que muitas campanhas e hashtags. Foi em França e tem de se refletir.

Esperam-se consequências, mas já ser notícia em vez de ser ignorado e abafado já é um passo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41


18 comentários

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 09.12.2020 às 20:52

Temo que te tenhas precipitado em relação a este caso em particular... São isso mesmo, acusações. E espero mesmo que sejam isso, é sinal que não estivemos perante um episódio de racismo.

Vou esperar pelos desenvolvimentos - normalmente só chegam quando já ninguém se lembra do caso.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 09.12.2020 às 21:42

Pelo que leio na nossa imprensa, citando um jornalista romeno, o árbitro disse: "Aquele negro ali. Vai e verifica quem ele é. O negro ali, não pode agir dessa forma". Nada foi desmentido até agora.
https://www.ojogo.pt/internacional/liga-campeoes/noticias/o-dialogo-entre-os-arbitros-no-psg-basaksehir-aquele-negro-ali-vai-e-ve-quem-e-13118670.html

Perante a acusação do treinador, reparei na postura corporal do árbitro. Não discordou nem abanou com a cabeça, como que concordando com as acusações. além disso, parece que o treinador chamou de cigano ao árbitro o que é também preconceituoso.
Se houver culpa de parte a parte, devem ambas ser punidas.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 09.12.2020 às 22:05

"O Jogo", grande referência :)))) isso é racismo? Segundo me disseram alguns jornais por cá até trocaram negro por preto. E se num grupo de negros e não souber o nome do indivíduo e disser que é o branco, é racismo? Também serve para negros... Calma, não andamos aqui todos a perseguir negros.

Postura corporal... Ok...
O árbitro tem de ser neutro e manter a calma, não tinha provas para avaliar. Agiu bem. Estamos a ficar demasiado fundamentalistas e com as emoções à flor da pele. A questão do cigano baseia-se num "parece", ou seja, não opino porque também não tenho factos sobre.
Imagem de perfil

De Cecília a 10.12.2020 às 11:32

coloquei um video bem explicito no meu blog, mas infelizmente foi interditado em portugal.

o 4ª arbitro até explica que chamou «negru» porque quer dizer em romeno o homem preto. ele assume. com grande naturalidade.
e este é o problema - algo tb referenciado no video que coloquei -: a naturalidade de identificar alguém pela cor da pele em pleno ato oficial...

felizmente a COVID 19 esvaziou os estádios e pode-se ouvir até uma mosca a dormir...
o vídeo no you tube é do programa Optus Sport - We don't accept you.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 10.12.2020 às 11:46

Sabe, mesmo assim não me parece grave, "o homem branco" por exemplo também é uma referência e não provoca celeuma e infelizmente até surge por esse mesmo homem não se ter portado muito bem. Acho, com o que sei, que neste caso se foi demasiado longe, além de que, abandonar um jogo assim... Somos diferentes, somos mesmo (não na lei e nos Direitos Humanos, aí não é discutível sequer) e é isso que nos torna (ou deveria tornar) fascinantes. Aguardemos é espero que se percebam bem os factos sem a pressão dos holofotes.

Tenho de ir ver o vídeo....
Imagem de perfil

De Cecília a 10.12.2020 às 11:50

não é problema chamaram-nos de brancos porque nunca foi problema ser-se branco... ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 10.12.2020 às 12:16

Não é assim tão linear, a Cecília sabe disso :-)


Aguardemos por desenvolvimentos, agora tenho de discordar e ouvir quem concorda também :-)))
Imagem de perfil

De Edgar Tomé a 16.12.2020 às 10:25

É assim tão linear sim.
Imagem de perfil

De cheia a 09.12.2020 às 21:49

Só agindo é que haverá consequências.

Boa noite.
Sem imagem de perfil

De Clara a 10.12.2020 às 00:03


Sabes o que é difícil nos dias de hoje... (?)
[... onde todos são livres de fazer o que querem e dizer o que lhes apetece em nome da liberdade de expressão (mas esquecem-se que a sua liberdade acaba quando começa a liberdade do vizinho do lado e também quando se desrespeita tudo e todos); onde todos gritam por direitos, de bandeiras na mão, mas se esquecem que também há deveres; onde tudo são pruridos por isto e aquilo, acicatando venenos porque todos têm de ter opinião mesmo nem sequer sabendo daquilo que estão a falar!?]
Pois... o que é difícil é saber distinguir o trigo do joio, saber distinguir o que é real daquilo que se constrói como falsas verdades, saber distinguir o que são de facto ofensas premeditadas de pequenos fait divers aos quais dar atenção ainda é mais grave que a própria situação em si. Por haver tanto "ruído" e por tudo agora ser tomado como ofensa (mesmo que não o tenha sido de forma intencional) é que depois não se dá atenção às coisas que verdadeiramente merecem a nossa atenção.

Sobre o caso que hoje relatas, nada sei por isso nada te posso dizer.
Beijinhos claros... (e podes chamar-me branca à vontade, pois é o que eu verdadeiramente sou!)
(^^)
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 10.12.2020 às 02:17

A confirmar-se a acusação que é feita ao quarto árbitro é muito provável que venha a ser banido das competições profissionais.
Duarte Gomes dixit.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 10.12.2020 às 09:44

Realmente, nunca se tinha visto tal atitude. Muito bem mesmo.

Beijocas
Imagem de perfil

De José da Xã a 10.12.2020 às 17:36

O racismo é o pior do ser humano!
Mas atenção... há racismo em todas as cores.
Infelizmente!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2020 às 19:41

Sim. é dos dois lados. tem de ser mudado e é preciso pontuar nos momentos certos!
Sem imagem de perfil

De frar a 11.12.2020 às 23:32

UMA CONSTATAÇÃO SIMPLES E ÓBVIA QUE NÃO INTERESSA AO EUROPEU-DO-SISTEMA DO SÉCULO XXI:
- a prioridade no acesso a reformas antecipadas (nota: sem descurar sustentabilidade) deve ser concedida (não a esta ou aquela categoria profissional... mas sim...) às pessoas que têm filhos: não é apenas o trabalho de criar os filhos... é, sobretudo, uma vida de stress psicológico: a preocupação que os seus filhos não estejam doentes, a preocupação que os seus filhos não tenham acidentes.
.
NOTA:
Ao contrário dos boys e girls da supremacia demográfica, os Identitários não estão interessados em 'corridas demográficas'... no entanto... estão interessados em sustentabilidade demográfica; nota:
—»» promover a Monoparentalidade (sem ‘beliscar’ a Parentalidade Tradicional, e vice-versa) é evolução natural das sociedades tradicionalmente monogâmicas!!!
Explicando melhor:
– urge dar incentivos à disponibilidade emocional do indivíduo... isto é, ou seja, a SEXO, ORIENTAÇÃO SEXUAL, ESTADO CIVIL É IRRELEVANTE... importante mesmo é a disponibilidade emocional do indivíduo para criar/educar crianças!!!
[exemplos de incentivos: acesso a barrigas de aluguer, acesso a bancos de óvulos, creches municipais a funcionar 24 horas por dia, etc]
-» ver blog: http://tabusexo.blogspot.com/
.
.
.
O BANDO DE PASPALHOS QUE NÃO GOSTAM DE TRABALHAR PARA A SUSTENTABILIDADE QUE SE ENTENDAM COM OS BOYS E GIRLS DA SUPREMACIA DEMOGRÁFICA:
- DISTÂNCIA/SEPARATISMO DESSE PESSOAL!
.
O europeu-do-sistemaXXI não gosta de trabalhar para a sustentabilidade:
- trabalhar para a sustentabilidade demográfica -» NÉPIA: ele prefere vender-se aos boys e girls da supremacia demográfica (são fornecedores de 'salvadores da demografia');
- trabalhar para a sustentabilidade laboral -» NÉPIA: ele prefere vender-se aos boys e girls da supremacia demográfica (são fornecedores de trabalhadores em profissões que o europeu-do-sistemaXXI não quer ver valorizadas socialmente).
[nota: sem igualitarismos, no entanto, todas as profissões (incluindo a mão-de-obra servil) devem ser valorizadas socialmente]
.
Os boys e girls da supremacia demográfica, em conluio com os seus boys-toys (o europeu-do-sistemaXXI), PRETENDEM INSTITUCIONALIZAR O ÓDIO ANTI-IDENTITÁRIO:
--»» exemplo 1: acusam de «racistas» os povos que não estão interessados em corridas demográficas:
- ou seja, os povos que investem em filhos no sentido que eles tenham boas condições de trabalho... quer trabalhem (ou não) como mão-de-obra servil;
- ou seja, os povos não interessados em receber a abundância de mão-de-obra servil que os aspirantes a donos da demografia estão disponíveis para fornecer.
--»» exemplo 2: acusam de «racistas» a mão-de-obra servil que protesta afirmando o óbvio:
- "num planeta aonde mais de 80% da riqueza está nas mãos dos mais ricos, que representam apenas 1% da população, quem deve pagar a ajuda aos povos mais pobres é a Taxa-Tobin e não a degradação das condições de trabalho da mão-de-obra servil de outros povos";
--»» etc...
.
.
.
Os Separatistas Identitários não estão interessados nos 'tiques-dos-impérios' dos nacionalistas, nem em nenhuns tiques-dos-impérios... mas sim, em LIBERDADE, isto é:
– todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta -» inclusive as de rendimento demográfico mais baixo, inclusive as economicamente menos rentáveis.
Leia-se: Os ‘globalization-lovers’, UE-lovers, etc, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa: SEPARATISMO IDENTITÁRIO!
[blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/]


Imagem de perfil

De Edgar Tomé a 16.12.2020 às 10:22

Olá! A solução está no meu ver em abolir de imediato o quem é, como se chama, qual a sua graça e afins e tratar tudo e todos pela característica física mais predominante no indivíduo ou que nós achem os que lhe caia bem. Assunto encerrado. Eu explico. 20 caucasianos e um negroide: este último, preto. 20 negro ides e um caucasiano: branquelo. Magros, gordo. Balofo. Gordos, magro. Trinca espinhas. Estão a compreender. É uma vez por todas instuticionalizar, não só o racismo mas também a desonestidade intelectual e ética pois que se procurarem exaustivamente as páginas da história vão encontrar o momento em que os barcos africanos contrabandeavam seres humanos das costas da Europa para as américas para trabalhos forçados tal animais simplesmente por que eram brancos e fáceis de identificar. Um bem haja, Edgar Tomé
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 16.12.2020 às 21:33

Se fosse assim haveria um retrocesso quase civilizacional.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.12.2020 às 05:53

Não entendo a sua resposta.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.