Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Há dias que não esquecemos

14.09.19

memorial-863327_960_720.jpg

 

[Este post vai atrasado, mas só hoje o escrevo]

 

Há dias na nossa vida que nós não esquecemos. O 11 de Setembro de 2001 é um deles. Não é algo pessoal e talvez seja dos acontecimentos internacionais, que não envolvam o nosso dia-a-dia, a nossa família, amigos ou país que conseguimos facilmente recordar.

 

Eu tinha 13 anos. Estava em casa dos meus avós. A notícia tinha invadido a tarde televisiva. A surpresa, o choque, a novidade e o ataque à potência. Pela primeira vez, o termo "terrorismo" entrou no meu vocabulário.

 

Na 4ª feira, passaram dois documentários no canal História. Em ambos se notou como os EUA (e o mundo) não estavam preparados. A resposta foi descoordenada, confusa e onde ninguém sabia o que fazer e como reagir.

 

18 anos passaram. O mundo mudou. A luta de religiões, a guerra, a ameaça constante, a divulgação das atrocidades árabes contra os "infiéis" e contra as "mulheres" chegaram ao de cima. Estaremos mais seguros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08


26 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 14.09.2019 às 21:43

Pelo contrário, estamos mais expostos - de um lado eles, do outro outros eles, sejam judeus israelitas a quererem anexar mais territórios sejam evangelistas brasileiros ou norte-americanos a liberalizarem as armas, sejam xiitas em guerra com sunitas ou budistas com rohingya ou até o estado chinês reprimindo budistas tibetanos ou ugures muçulmanos...

O 11 de Setembro apenas mostrou que o Ocidente não podia continuar a fingir que tudo se passava lá longe.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.09.2019 às 21:55

Abriu uma cratera na defesa interna dos EUA mostrando que não há infalíveis.
Imagem de perfil

De Sarin a 14.09.2019 às 22:00

E repara como, mesmo com o espaço Schengen e os refugiados, continuamos a ter menos ataques na Europa do que nos EUA - porque o terrorismo tem sido, depois do 11 de Setembro, essencialmente terrorismo interno. Lá e cá.

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.09.2019 às 22:07

Na europa temos tido vários. qto ao terrorismo interno dos eua, a informação chega cá muito filtrada.
Imagem de perfil

De Sarin a 14.09.2019 às 22:10

Lá também é muito filtrada.
Os vários que tivemos foram perpetrados, maioritariamente, por nacionais. Lá também... daí Trump ter tentado (não sei se conseguiu) a retirada de nacionalidade norte-americana a filhos de imigrantes e a alteração da atribuição da cidadania.
Imagem de perfil

De MJP a 14.09.2019 às 22:33

Olá! :)

Tens razão... é um acontecimento difícil de esquecer (e muito fácil de recordar)...
No momento do ataque, estava a trabalhar no SAP (vulgo, "urgência" do Centro de Saúde)... de repente, tudo deixou de ser "urgente"... na sala de espera, apinhada de gente, imperou um silêncio "assustador", os utentes ficaram "colados" ao ecrã da televisão... ninguém queria acreditar no que estava a ver...

De facto, não sei se estamos mais ou menos seguros desde aquele dia... o que sei é que tomámos "consciência" da nossa vulnerabilidade...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.09.2019 às 14:46

a tua frase remata tudo. não há invencíveis.
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 14.09.2019 às 23:05

Não estamos nada mais seguros, cada vez a exposição é maior
Imagem de perfil

De Sofia a 14.09.2019 às 23:15

Eu tinha 21 anos e estava a trabalhar, quando vi as imagens. Se há algo que o 11 de Setembro provou é que ninguém está seguro. Os atentados que têm acontecido, durante todos estes anos são mais uma prova.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.09.2019 às 15:08

como fiz a mjp demonstrou a nossa vulnerabilidade!
Imagem de perfil

De Maria a 14.09.2019 às 23:24

Estava na av da República, Lisboa. Vi gente parada a olhar para uma tv de uma montra. Olhei, pensei ser um filme. Pelos comentários percebi que estava errada.
O mundo ficou muito menos seguro e nós cada vez mais controlados e vigiados.
Odio e xenofobia aumentaram bem como os nacionalismos.
Boa noite. Um feliz domingo
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.09.2019 às 15:08

também te lembras :)
não trouxe nada de bom.
Imagem de perfil

De Maria a 15.09.2019 às 15:26

Lembro.muito bem. Um dia que o impensável aconteceu.

Perdemos muito em termos de liberdades individuais.
Imagem de perfil

De C.C. a 15.09.2019 às 10:18

Estamos seguros até outro maluco se lembrar de matar friamente!
Não acredito mais na segurança do mundo!
Por muito que nos pareça estarmos num momento pacífico, calmo, todos sabemos que é fogo de vista!
Grande abraço.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.09.2019 às 15:03

Há sempre alguém a preparar um atentado em nome de quê? Nem eles próprios sabem!
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 15.09.2019 às 10:47

Duvido que estejamos mais seguros...

Mas também me lembro bem desse dia.

Beijocas
Imagem de perfil

De João Silva a 15.09.2019 às 15:36

Curioso o facto de nesse dia também eu estar em casa, no caso, da minha avó. Sem dúvida algo de muito complicado e que, por outro lado, ajudou a abrir os olhos. Se estávamos mal preparados? Estávamos, mas também não é suposto recebermos um ataque naquelas dimensões. Por outro lado, agora os ataques são outros e todos estamos muito mais vulneráveis e menos seguros.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 15.09.2019 às 15:37

eramos miúdos e as férias eram casa dos avós, no campo :)
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 15.09.2019 às 17:45

Não estamos seguros!!!
Infelizmente!!!

Beijinhos e Feliz Semana!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 15.09.2019 às 19:44

Um dia muito quente, por cá, tremi, não era possível as Torres estare a arder, as pessoas que se atiravam das janelas que pediam ajuda... e as imagens que passavam a toda a hora.
Ao final do dia, o olhar dele, perdido, silencioso, que viam e não viam as imagens, os filhos pequenos, a mulher que tentava tirar dele um sorriso, uma palavra, o silêncio quase atroz daquele jantar, que jamais esquecerei para todo o resto da vida, o meu cunhado estava doente, muito doente.
Dia 11 de Setembro está gravado na minha memória.
Uns anos depois, 2006, também não me passaria pela cabeça que iria a Nova Iorque e estaria lá, junto aos"muros" que cercavam o que foram as Torres, com as fotografias de todos os que morreram neste maldito ataque que mudou o mundo.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal