Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Lamentos

12.02.21

espinho.png

E nisto estamos quase há um ano neste atrofiamento de emoções, partilhas, sentimentos e expressões.

Há um ano que estamos em teletrabalho, que não estamos em grupos nem em jantares. Não podemos fazer o que mais gostamos. No meu caso é viajar e turistar. Poupo durante o ano, para poder gastar nas férias. Neste momento, sonho.

Fala-se que só os vacinados poderão viajar nos próximos tempos. Não me parece nada justo, porque a vacinação não é uma opção. É uma escolha feita por terceiros em função da prioridade cada um. Por outro lado, cria uma falsa sensação de segurança.

Espero que não vá avante essa intenção discriminatória e que vai dar ainda mais azo a que passemos uns por cima dos outros na fraude de acessos.

 

Por outro lado, à medida que o tempo passa, vamos ficando cada vez mais estritos às pessoas com quem vivemos. Felizmente na minha casa há estabilidade económica e familiar. Mas como será nas casas onde há violência? Maus tratos? Onde não há dinheiro para honrar os compromissos?

Às vezes, penso se não me queixo de barriga cheia... 

 

Nestes dias, nem o São Pedro ajuda. Já repararam que está sempre a chover. Já vai para 3 meses consecutivos. É que até a volta ao quarteirão não clarificado não podemos fazer.

Não sei se acordei com a "telha", ou como se diz cá em casa de "cú para o ar", mas hoje deu-me para lamentar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:13


25 comentários

Imagem de perfil

De MJP a 12.02.2021 às 20:45

Já estamos todos "saturados" de tantos "dias iguais"... sem fim à vista! :((
Mas... "não há mal que sempre dure"... por isso, não podemos perder a Esperança... melhores dias virão! ;))
Bom fim-de-semana!
Cuida-te!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 18:09

Aguardemos pacientemente. Resigno-me mas lamentando :)
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 12.02.2021 às 21:36

Caro Amigo: essa ftrgfa vem da deEsposende para a Apúlia, não?
Bem gostaria de acertar.
Cumprimentos.
JAM
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 18:06

Praia da Boca Mar, em S. Félix da Marinha. Vista para Espinho.
Cumprimentos e boa semana!
Imagem de perfil

De Sofia a 12.02.2021 às 22:55

Há coisas piores que não viajar.
Perder quem tu amas e não o voltar abraçar.
Isso sim é devastador.
Devastador é igualmente perder o emprego, milhares de pessoas perderam o seu emprego. E infelizmente muitas mais vão perder até esta pandemia acabar.
Mesmo quem esteja vacinado pode ser infectado, as novas variantes são mais contagiosas.
Só se deve viajar por uma forte razão, espero que o governo continue a controlar as fornteiras.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 18:05

Verdade. Felizmente não passei por isso, daí que ache que me queixo de barriga cheia.
Não me posso queixar. Espero tbm que as fronteiras continuem controladas até a pandemia continuar descontrolada. Vamos aguardar e protegermo-nos.
Imagem de perfil

De Sofia a 14.02.2021 às 18:07

Têm de ficar.
Imagem de perfil

De Nala a 13.02.2021 às 07:05

Estas reflexões têm-me passado tanto pela cabeça. Estou longe de casa e já percebi que este ano será impossível ir a Portugal (O Verão será impossível ir). Não verei a minha família nos próximos anos.
Estou há meses isolados dos meus amigos pois estando eu e ele em contato diário com doentes de covid não queremos arriscar ver os amigos (amigas grávidas ou que depois vêm os pais que já são doentes)... Sem contar que o trabalho já pesa demasiado!

Mas depois penso que, pelo menos, nós e os nossos temos comida na mesa. Quando falo com amigos em Portugal a sobreviver com a ajuda dos pais, penso nos bares, nos restaurantes e no turismo. Ouço histórias de violência que são cada vez mais constantes (tenho vários amigos que me relatam problemas desse género, nomeadamente dentro dos círculos familiares próximos). Sinceramente acho que o que vamos pagar a nível socio-económico será tão ou mais caro do que o preço a pagar pela doença. Mantenho-me otimista, escondida na minha bolha mas esperando por um futuro mais risonho.

Quanto às viagens sem vacina: pelo que tenho ouvido em meio hospitalar não me parece que isso seja possível em primeiro porque a oferta em aviação é muito baixa neste momento e as empresas não vão fazer voos só para vacinados por simples razões económicas e depois a "obrigação das vacinas" não é, a meus olhos e ao meu conhecimento, éticamente possível. Hoje em dia falasse em plano nacional de vacinação porque as vacinas não são obrigatórias (basta ver a asneira que deu aqui há uns tempos a moda dos paizinhos serem anti-vacinas e não vacinarem os filhos contra o sarampo). O Covid não será diferente... e não se pode manter "as portas fechadas" até haver vacinação para todos já que, mesmo que cada vez mais laboratórios fabriquem (mesmo as patenteadas) a produção e distribuição é muito lenta...).

Beijinhos Último e muito boas energias para esse lado!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 17:59

Espero que em relação às viagens prevaleça o bom senso que referes.

Qto à situação da violência é um flagelo que todos sabemos que vai aumentar. Felizmente houve a sensibilidade do governo português em criar algumas exceções para isso na normas. Este efeito contínuo de confinamento está a agravar cada vez mais os problemas. Pelo menos no Natal pudemos estar juntos. As consequências foram as que se viram, mas sou muito prudente a avaliar os prós e os contras. O que seria de algumas pessoas se nem no natal não pudessem ver os seus. Nós estamos nos trinta, com uma vida ativa. E as pessoas que vivem sós e que estão a deprimir?
Sem imagem de perfil

De Miss LM a 13.02.2021 às 10:38

Bom dia.
Estamos todos saturados. Nós portugueses gostamos do convívio, do abraço, do petisco e da jantarada. Faz-nos falta.
É preciso manter a calma e a sabidade mental...
Esta pandemia vai acabar...
Para mim os passeios a pé à volta do quarteirão têm funcionado como um bom escape.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 17:53

tenho feito isso tbm. retomei o exercício físico a ver se melhoro o humor :)
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 13.02.2021 às 15:24

Essa ideia de que só os vacinados podem viajar é ridícula e discriminatória!
Espero que recuem!


Beijinhos
Feliz Sábado
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 15:51

eu espero tbm que não avance, senão aí é que vêm os atropelos.
Imagem de perfil

De Angeline a 13.02.2021 às 16:06

Ainda não tinha ouvido nada sobre só os vacinados puderem ir viajar. Realmente, não tem jeito nenhum.
Uma pessoa começa a ficar parva com este tipo de coisas. Depois queixam-se que há senhores fulanos tais que tentam passar por cima de quem mais precisa para ter acesso À vacina...Os humanos são seres muito mesquinhos e tristes.
Pode ser que não seja algo que vá avante.
Beijinho e bom fim de semana!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 14.02.2021 às 15:48

Se implementarem este tipo de discriminações, incentiva naturalmente a fraude.
Imagem de perfil

De Daniela a 13.02.2021 às 16:30

É verdade! Continuamos nisto e a vida estável vai declinando.
Felizmente há quem tenha ainda como se aguentar mas ha muitas familias que estão sofrendo muito.
Desejo muito que tudo isto acabe depressa.

Feliz fim de semana.
Imagem de perfil

De João Silva a 13.02.2021 às 17:28

É normal haver lugar ao lamento, a incerteza de tudo isto faz-nos tremer por nós e pelos nossos. Isto citou. Já não é bem o que conhecemos, mas, depois dos berros e dos impropérios sempre salutares nesta situação, é necessário adaptarmo-nos. E lá chegaremos. Por muito que nos custe e custa, temos de ser pacientes.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 13.02.2021 às 22:15

Lá terá de ser. não mesmo volta a dar.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 13.02.2021 às 19:38

" Por outro lado, cria uma falsa sensação de segurança"

Com certeza que sim, e ao mesmo tempo é injusto.

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 13.02.2021 às 22:13

Vamos aguardar e continuar a pensar em destinos eheheheh
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 13.02.2021 às 22:29

Está a fazer um ano que fui a Reguengos de Monsaraz.
Nessa altura, já se sabia do vírus, mas estava tão longe, não pensávamos que iríamos sofrer também.
Tinha pensado dar um passeio, por perto, mas quando em Novembro vi que os números de infectados subiam cada vez mais , deduzi que voltaríamos ao confinamento, e porque não acreditei que o Natal fosse sereno.
Agora, não faço planos.


Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.