Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Lares e o vírus

23.04.20

Hoje soubemos que um familiar num lar em Gaia acusou COVID-19.

Estamos preocupados naturalmente.

Dámos por nós a pensar se estes testes, que a CM Gaia, proativamente efetuou, não deveriam ter ocorrido há mais tempo. Há muitas críticas de responsáveis de lares (legais) portugueses quanto ao timing dos testes. Se tivessem sido feito há mais tempo, não se teria conseguido salvar o seu bem estar físico, já para não falar de vidas?

Como já referi aqui e aqui, acho a geração mais velha muito negligenciada pela mais nova, a menos que interesse o dinheiro da reforma e de quem tem a opção e vontade de ser cuidador informal (seja por missão, pena, bondade - sim ela também existe!).

 

Falando nos lares ilegais, quantos idosos já não poderão ter sido afetados e escondidos pelos seus proprietários com medo que a sua ilegalidade e falta de condições seja descoberta?

A situação nos lares clandestinos é comparável à corrupção nas cartas de condução: toda a gente sabe da ilegalidade mas fecha-se os olhos.

A gravidade é maior quando mete violência e maus tratos. Pessoas sem escrúpulas que agridem os mais velhos que lhes pagam os salários como aconteceu nas "legais" Santas Casa da Misericódia de Ponta Delgada e Valpaços.

Questões que nos fazem refletir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:46


23 comentários

Sem imagem de perfil

De Mena Almeida a 24.04.2020 às 00:13

Lamento a situação do teu familiar e só desejo que recupere , quanto aos testes, ninguém saberá dizer se forem feitos ontem e deram negativo, não vão dar positivo para a semana. Os lares são uma bomba, os hospitais, os centros de saúde e no fim se formos a ver, ele pode estar por todo o lado :(
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 24.04.2020 às 22:29

os lares "legais" testados presumo estarem com planos de contingência e segregação dos utentes. Oxalá que sim.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.