Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Leituras: Eliete de Dulce Maria Cardoso

14.02.23

20230218_095813.jpg

 

Por mero acaso, comentei uma foto do Jogos de Raiva do Rodrigo Guedes Carvalho, onde referia que era um dos melhores livros que tinha lido ultimamente e que retratava a sociedade portuguesa da década de 20 dos anos 2000.

Sugeriram-me este livro, como sendo também marcante.

 

Não conhecia a autora, mas identifico-me mais quando são narrativas em Portugal, com a nossa cultura. A simplicidade da história cativa.

A personagem principal, Eliete, é uma mulher com 40 anos com uma vida rotineira, agente mobiliária em Cascais, com as filhas crescidas, um marido caseiro que gasta de caçar pokemons e um perfil do Facebook onde se entretem.

Escreve sem pudores da inveja que tem das melhores vendedoras da sua agência, escreve sem pudores que aparenta uma família feliz nas redes sociais para marcar pontos na agenda social e descreve sem pudores que vai ao Tinder engatar homens casados para contornar a rotina da sua vida sexual com sexual.

Ao introduzir estes temas tão contemporâneos, ou melhor anos 2015-2019 com personagens tão banais, que facilmente identificamos alguém conhecido, torna o livro muito curioso.

No livro, houve outra coisa que me tocou: relação entre avó e neta. Vemos o desprezo da mãe da personagem que abandona a sua mãe com Alzeimer, a dificuldade da neta em cuidar e trazer a sua avó para casa e o dilema de lhe escolher um "bom" lar.

Se acho o livro brilhante. não acho. Se cria suspense, também não. Se é excitante, não, mas é uma escrita simples, portuguesa e um retrato da influência das redes sociais na vida das pessoas comuns.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:13


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 15.02.2023 às 02:21

Escrita simples e escorreita são tributos da autora.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 15.02.2023 às 11:46

Mas olha que esses livros assim, normalmente, são os que me puxam mais. Porque retratam uma realidade.

Beijocas
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.02.2023 às 19:19

é um desses casos!
Imagem de perfil

De cheia a 15.02.2023 às 18:03

Grato pela partilha!
Feliz resto de dia.
Um abraço
Imagem de perfil

De imsilva a 15.02.2023 às 18:19

Não tendo lido nenhum destes livros, fica a vontade de o fazer.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.02.2023 às 19:19

é uma boa sugestão!
Sem imagem de perfil

De PJ Cortes a 15.02.2023 às 19:04

Quantos serão os casos dos filhos que, não reconhecendo os sacrifícios feitos durante uma vida pelos pais, assim que se tornam adultos abandonam sem qualquer problema de consciência aqueles que permitiram que chegassem onde chegaram?

Pior ainda nos casos em que exista Alzehimer... porque é abandonado duplamente: filhos e memória.

Triste, muito triste.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.02.2023 às 19:19

O livro, de forma subtil, traduz essa dualidade entre a filha que ignora a mãe e a sua doença e a neta que tem pena, respeito e gratidão pela avó. Muito realista.
Sem imagem de perfil

De Andreia Morais a 16.02.2023 às 19:56

É um dos meus livros favoritos da autora [apenas destronado por O Retorno], porque há uma aparente simplicidade ao longo da narrativa. Acompanhamos uma mulher comum, com dramas e dilemas banais e acho que a beleza da história reside nisso: reside no facto de ser um espelho das nossas vidas ou de vidas próximas da nossa.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.02.2023 às 19:17

é precisamente isso!
Imagem de perfil

De sweet a 21.02.2023 às 11:47

Da Dulce Maria Cardoso recomendo muito o livro de crónicas 'Autobiografia Não Autorizada'.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.03.2023 às 18:07

esse não li, mas se for como este, será muito bom!
Imagem de perfil

De João Silva a 03.03.2023 às 16:40

Ah, não tem nada a ver com isto, mas dia 25 deste mês vou correr a meia maratona de uma terra perto da tua, Santa Maria da Feira. Planeio chegar cedo, vê lá se queres companhia para vir tomar um café (a Santa Maria, entenda-se =D =D)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 04.03.2023 às 17:46

Mais em cima combinamos. Por mim parece-me muito bem!
Sem imagem de perfil

De pt a 10.03.2023 às 13:12

O que acho curioso é que, se fosse a julgar pela capa, diria que data dos anos 70. Mas o que descreve são situacoes actuais, tecnologia de agora. Porque sera que a autora escolheu uma capa tão capaz de gerar equivocos?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.