Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mutilação genital proíbida na Nigéria

24.07.18

Hoje quando abri as notícias paralisei ao ver o cenário de terror na Grécia. À memória vieram as imagens de Pedrogão Grande e dos incêndios de Outubro. Da fria Europa do norte chegam relatos anómalos do calor.

 

Muita coisa para refletir: as alterações climáticas, a inércia dos governantes mundiais perante as ondas de calor e de frio cada vez mais frequentes extremas e que afinal não é só por cá que há inoperância e impunidade sobre a mão criminosa nos incêndios.

 

A boa notícia chegou da Nigéria: a mutilação genital foi finalmente (e formalmente) proibida pelo Governo.

 

Uma lei não muda mentalidades nem crenças divinas num continente onde é prática este ato terrorista à Mulher, mas ajuda. Segundo as "estatísticas" 25% das mulheres foram vítimas.

 

Agora, espera-se que a legislação seja cumprida e dê mais legitimidade às denúncias e abolição desta prática.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43


21 comentários

Imagem de perfil

De Gorduchita a 25.07.2018 às 13:14

Haver legislação ajuda sempre. É uma boa notícia. Que se propague a mais países!
Imagem de perfil

De cheia a 25.07.2018 às 22:31

De vez em quando, lá vem uma boa notícia!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.07.2018 às 14:31

Parece incrível como em 2018 esta proibição ainda é notícia...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 25.07.2018 às 22:33

"...inércia dos governantes mundiais perante as ondas de calor e de frio cada vez mais frequentes extremas ..." e estas desgraças acontecem e os senhores continuam impávidos a olhar para o seu umbigo: o poder.

Uma boa notícia a da Nigéria
Em tempos, vi um documentário sobre mutilação, fiquei chocada.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.07.2018 às 14:30

É daquelas coisas tão dolorosas (imagino eu), tão desumanas, tão primitivas que nem percebemos como ainda são permitidas nalgumas culturas e países.
Mas nas notícias portuguesas, praticamente não se falou.
Imagem de perfil

De A 3ª face a 25.07.2018 às 23:37

Esta prática ancestral vai continuar durante muitos anos.
Em Portugal é proibido e pratica-se.
Em França, então, nem sonhamos as centenas de casos por ano. As curandeiras viajam dos países de origem para esse país (e para outros) para cumprirem o rito nas comunidades emigrantes.
Mas é um enorme passo, a proibição legal! Ainda bem.
Imagem de perfil

De José da Xã a 28.07.2018 às 20:03

Dificilmente se fará cumprir a lei.~
Acho eu!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.07.2018 às 13:50

O facto de existir uma lei já é um passo significativo. É incrível como em 201 ainda é notícia.

Comentar post


Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal