Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O assédio

23.04.22

IMG_20210523_100840.jpg

Se há tema controverso é o do assédio.

Esta semana, vi que um professor foi expulso da FEP devido a acusações de xenofobia, assédio, .... Conheci-o, foi professor, não tenho nenhuma história para contar, mas surpreendeu-me algumas acusações. Os exemplos dados pareceram-me mais graçolas sem piada do que propriamente assédio e quem conhece os corredores universitários sabe que há jogos de poder. E nesses jogos, uma gota transforma-se num oceano com gente ressabiada se for para ajustar contas do passado. Sobretudo quando este foi candidato a alguns órgãos de faculdade afrontando alguns catedráticos.

 

Já agora, gostava de saber se os mesmos alunos de jornalismo que se queixaram, também fizeram queixa à ERC pelo programa da TVI pelo programa "Roast" com graçolas racistas ainda piores... Ah, a TVI é futura empregadora desses mesmos queixosos...

 

E leva-me a perguntar o que é o assédio?

Diz o dicionário "perseguir com insistência, molestar, importunar" . Um dos posts com mais visitas no meu blog é um onde reflito se olhar para uma pessoa do sexo oposto é assédio. A resposta é sempre subjetiva e é sempre, depende! Depende se importuna ou não.

 

Se queremos levar o assunto a sério, não podemos banalizar e não podemos dizer que um homem olhar para as formas de uma rapariga é assédio só porque sim. Ou vice versa. Depende de como a outra pessoa vê se olhar e quão intruso pode ser.

 

Na Faculdade de Direito de Lisboa, denúncias foram feitas, umas mais graves que outras. As pessoas têm o direito de se sentir importunadas com mensagens privadas de professores com segundas intenções. Bem como têm o direito de se sentir assediadas quando há insinuações sexuais de um professor para aprovar uma aluna.

Até porque há um desequilibro de poder: o professor avalia os alunos e pode reprová-los. Quanto aos arquivamentos de processos, não me surpreende muito por uma razão: há interesses entre professores na obtenção de apoios a eleições e promoções na carreira. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11


14 comentários

Imagem de perfil

De Andy Bloig a 24.04.2022 às 11:20

O maior problema é mesmo o que é o assédio. Um professor enviar mensagens privadas a 30 alunos, ás 3 da manhã a perguntar se precisam de ajuda para as apresentações que terão de fazer durante o dia, é assédio? Segundo uma dúzia de queixas apresentadas é...
Um professor comentar sobre o vestido de uma aluna é assédio? Segundo uma queixa é...
Curiosamente, não vi lá nenhum professor a queixar-se das alunas se andarem a insinuar, desde a utilização de roupa de "night", até a convites para participações em certos eventos, nos meses antes dos exames ou das apresentações de trabalhos. Será que isso já não é assédio, porque são "os mais fracos a tentar obter proveitos"?

Quem vai a uma universidade, naquela semana de preparação para exames ou para a apresentação de teses, pode ficar na dúvida se aquilo é um bar/discoteca, quando vê os alunos nas salas ou à porta. E a situação tem piorado, que se um professor chama a atenção à aluna, por só ter o soutien e um pano transparente, acima da cintura, numa sala, é violação dos direitos de escolha de roupa... se o professor olha, é assédio sexual, potencial violação sexual. É aqui que tens razão. É muito fácil, associações de estudantes e associações partidárias, vingarem-se daquele professor que não os apoia, aproveitarem uma situação corriqueira para punir e fica o aviso feito para os outros.
Uma coisa que achei engraçado é que as mesmas associações que fizeram a recolha das queixas, não permitem a recolha de queixas sobre situações que acontecem entre alunos... as festas académicas são locais onde há mais assédio sexual, violações e agressões, acima do que se passa em bares e discotecas. De longe a longe lá aparecem uns vídeos que chamam a atenção, para os advogados os removerem e varrer para debaixo do tapete.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.04.2022 às 16:37

Concordo com este seu comentário.
No meu tempo que estudante, e no meu caso particular, queixava-me, a mim mesma, de bullying por parte de alguns professores.

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 24.04.2022 às 19:35

Se um professor homem chamar a atenção do vestido curto, é sexista porque não respeita a independência da mulher na escolha da roupa

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.