Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O paradoxo da Fenprof

03.03.19

Veio a público o caso de uma professora agredida por uma mãe junto a uma escola do Porto.

 

O caso cairá no esquecimento, mas não é caso único. Bem mais frequente do que o que possamos pensar, mas este veio a público. Muitos ficam no silêncio.

 

Se às agressões dos pais, somarmos a dos alunos, vemos um dos problemas reais dos professores.

À insubordinação e desrespeito dos alunos e pais, temos de somar a dificuldade em cumprir programas extensos, as condições físicas das escolas, o desafio das novas tecnologias, as colocações longínquas. 

Mas o que fez o sindicato? A Fenprof que tanto reclama com o Governo?

Fui ao site e vi isto: nem uma condenação!!!

blog.PNG

No Facebook idem.

 

Eis porque razão os professores são tão atacados: os seus sindicatos apenas olham para questões políticas e não para o que aflige a sociedade nem para os problemas reais da educação.

Prefere-se publicitar greves do que a emitir uma condenação pelo ato bárbaro cometida contra "uma dos seus". Está-se à espera de outro vídeo chocante do "dá-me o telemovel já!"?

 

Li ainda este artigo de opinião que partilho convosco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:01


30 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 03.03.2019 às 20:02

Há sindicatos, que são, só, correias de transmissão dos partidos. É uma vergonha que pais agridam os professores. Devia ser crime público e condenado pela justiça.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:26

O mesmo se aplica a agressões de alunos a professores. São uns profissionais muito desprotegidos. A imagem que passam é que só querem aumentos e progressões, quando o desespero diário de muitos docentes vai muito além disso.... até ao dia que surgir mais um vídeo chocante.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 03.03.2019 às 20:02

Aqui está um problema que deveria ser resolvido - agressões de pais e alunos aos professores!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:25

Dificilmente será resolvido, mas pelo que constato é uma realidade muito silenciada no dia a dia das escolas. Os sindicatos nem uma palavra referem.
Imagem de perfil

De Sofia a 03.03.2019 às 20:03

Os sindicatos querem é o seu tacho! Estas agressões, existem há anos. E nada acontece aos agressores...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:24

Infelizmente acontecem e os professores são profissionais muito desprotegidos a esse nível. São muito poucos os casos que vêm a público. Lembro-me que quando foi divulgado o vídeo chocante da escola carolina michaelis, muitos professores contaram experiências parecidas.
Não sei o que acontece a esses agressores. Se for um homem a bater numa professora e calhar ao juíz neto de moura, sabemos...
Imagem de perfil

De Sofia a 03.03.2019 às 20:31

Acabei de ver no telejornal, que o juiz Neto vai processar várias pessoas e a Média Capital. Adivinha, porquê?
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:36

Sim, li isso também. A liberdade de expressão afeta-o... Agora já não se pode discordar das suas decisões?
Se os humoristas e sociedade se unirem, isto ainda vai dar muito que falar. Mas li à pouco que os juízes, em lobby, estão do lado dele. Defendem-no. Estes jogos de poder em que se perde o bom senso são maus para a nossa evolução enquanto sociedade e sobretudo para as mulheres.
Imagem de perfil

De Sofia a 03.03.2019 às 20:59

Estou curiosa no que isto vai dar!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.03.2019 às 22:57

Para as vítimas e para este flagelo a tua questão é mesmo a mais importante: o que vai sair disto para a nossa progressão enquanto sociedade de bem? Até agora nada.
Imagem de perfil

De Sofia a 05.03.2019 às 23:01

Até quando, vai deixar andar esta palhaçada?!
Imagem de perfil

De Marta Elle a 03.03.2019 às 20:31

Também não estou a ver o que podem fazer os sindicatos face a esse tipo de problemas.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:33

Desde logo condenar. Iria alertar a sociedade e associados para este problema comum, dar apoio moral e jurídico à professora, fazer lobby para uma penalização dos pais ao nível das penas para estas situações. Se forem tão eficazes nestas medidas como ação a marcar greves, tornaria a vida mais fácil.
Imagem de perfil

De Marta Elle a 03.03.2019 às 20:40

Certamente que a professora já está inscrita num sindicato que lhe dá apoio moral e jurídico, e a Lei já contempla penas para agressões, por isso, é desnecessário criar mais leis.
O problema aqui é a falta de valores da sociedade.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:44

São pressupostos que não sei. Sei que publicamente nada foi condenado. Duvido que seja assim tão direto, infelizmente.
Mas será que essas leis são assim tão dissuasores. Serão esses pais condenados? Ou a professora por temer represálias nas próprias colegas vai desistir da queixa.
Que sentimentos terá essa profissional que é agredida ao ir para o seu trabalho?
O Sindicato só se preocupa com greves e aumentos.

De Anónimo a 03.03.2019 às 23:43

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.03.2019 às 20:41

Há muitos anos que os sindicatos e esse senhor que não suporto, Mário Nogueira, só vêm e defendem o seu posto.

De Anónimo a 03.03.2019 às 23:49

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.03.2019 às 20:41

* vêem o seu posto
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 03.03.2019 às 20:45

Infelizmente e isso penaliza e passa uma imagem da classe profissional e a sociedade tende a desvalorizá-la. Tive o cuidado de à minutos consultar o site e o facebook e nem uma condenação, nem um anúncio de apoio moral e jurídico.
Sem imagem de perfil

De Andreia Morais a 03.03.2019 às 20:58

Infelizmente, há muitos casos como este que não vêm a público. Mas existem. E é urgente agir, porque esta violência não pode ser permitida.
«os seus sindicatos apenas olham para questões políticas e não para o que aflige a sociedade nem para os problemas reais da educação», disseste tudo!
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 03.03.2019 às 23:48

Só sei que foi em boa hora que a minha mãe se reformou... Nem comento.
Há limites para ambos os lados, mas enfim...

Beijocas

P.S: Sim, eu pincelo com um pincel. Se não tens, as costas de uma colher serve =)
O puré da batata, eu tenho uma espécie de "garfo gigante" que ajuda na tarefa. Um garfo normal também dá... tens é mais trabalho =P
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 04.03.2019 às 01:52

A alteração completa do paradigma.
os professores eram respeitados por pais e alunos.
agora são desrespeitados por ambos.
Triste, muito triste.
Boa semana
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 04.03.2019 às 13:42

É vergonhoso, os sindicatos são o que que se vê, agem de acordo com a agenda política!!!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.03.2019 às 22:39

E pela agenda dos seus interesses €€€. Não os da sociedade nem dos professores das escolas reais.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal