Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O que não aprendemos com os gastos do Euro 2004

10.08.22

dd.jpg

Lisboa vai acolher daqui a um ano e por 5 dias as Jornadas Mundiais Juventudes da Igreja Católica. 

 

Um grande evento para o país e com altas expetativas. Portugal tem acolhido grandes eventos e tem corrido sempre tudo bem desde a organização à segurança. Além da dinâmica económica que vai trazer à região, o país vai sair beneficiado e bem que precisamos destes eventos. Nem que seja para aumentar a nossa autoestima.

 

Estas jornadas vão implicar alguns investimentos, nomeadamente infraestruturas e vão deixar com a (boa) herança, espera-se, na reabilitação da zona norte da Ponte Vasco da Gama. Serão em parte pago pela receita fiscal adicional, desde mais IVA do consumo em hotéis, restaurantes, táxis, etc (embora muitos devam fugir porque não vai ser pedida fatura com NIF), a mais IRS (por força das horas extra que terão necessárias - as que forem declaradas, claro) a mais taxa turística.

 

O problema reside, como sempre em Portugal, na opacidade e falta de cálculo dos custos totais do eventos.

Ninguém sabe ou quer declarar o que vai custar para o erário público. 

 

Os ajustes diretos já foram aprovados e ... como é habitual deve haver derrapagens (ainda hoje, 20 anos depois, há litígios dos estádios do Euro 2004).

É esta desorganização, incoerência e falta de transparência que teima em estar sempre a acontecer no nosso país e em particular em obras públicas. Primeiro ganha-se o projeto e depois se pensa nos custos ...

Não vale a pena vir apelar ao voto no dia das eleições, se depois a classe política falta neste compromisso com a população.

 

Já agora tenho mais dúvidas se as horas extras que vão ser necessárias nos vários setores de atividade vão ser pagos em proporção do aumento da receita. Não me parece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 11.08.2022 às 03:05

Gestão em cima do joelho.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 11.08.2022 às 10:44

Eventos de grande escala é impossível saber os valores das obras, e despesas, até 3 anos depois de serem realizados. Há uma previsão que vai mudando, começando pelos estudos ambientais e pelas queixinhas de quem comprou casa, nas imediações, em que estava previsto um centro comercial, com 10000 lugares de estacionamento.

Porque será que ninguém percebeu a dica do BCE? ( Faziam reuniões de 90 em 90 dias, passaram a ser de 28 em 28 dias... tal é a certeza das previsões económicas e sociais.)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 16.08.2022 às 14:44

O valor ao cêntimo é como em tudo na vida, existem sempre fatores imprevisíveis. Porém, acho que uma coisa é incerteza, outra é transparência.
Sem imagem de perfil

De Claudia a 11.08.2022 às 11:28

Claro que não é transparente, nem nunca vai ser. Mais uns € que entram nos bolsos dos amigos... É o que temos.

Mas haja algo de bom no meio disso. Que dê visibilidade.
Depois os estrangeiros acham que tudo cá é barato, por isso... Que ajudem a melhorar a economia.

Beijocas
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 11.08.2022 às 11:59

Muitos aproveitam-se destes eventos para ficarem "gordinhos"

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 16.08.2022 às 14:41

Isso é mais que certo. Sempre.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 13.08.2022 às 18:27

Planos à grande.
O depois ver-se-á, demore o tempo que demorar..
Imagem de perfil

De Di a 17.08.2022 às 22:43

A pouca clareza, deixa espaço para determinadas coisas.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.