Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Onde fica o Saldanha?

21.01.19

Com um sábado chuvoso, fiquei por casa e aproveitei para ver as notícias que circulam por aí.

21058032_1qz75.jpeg

Chamou-me a atenção um excerto de uma opinião política, emitida na SIC Notícias, em que uma comentadora insultava a cultura geral de um líder político nortenho sem qualquer argumento ou suporte. Já vimos o preconceito racial, o preconceito de género e assiste-se agora ao preconceito regional...

 

A comentadora questionava se o portuense sabia onde era o Saldanha? E eu pergunto será que ela sabe onde fica a Rua das Flores no Porto? Ou sabe a localização da Casa da Música no Porto? Ou sabe o que é a Cabra em Coimbra? Declarações inóspitas que invadem a televisão portuguesa. Sem qualquer valor acrescentado. Fomenta-se polémicas, guerras e mesquinhez sem qualquer necessidade.

 

Começo a achar cada vez mais que não é quem tem qualidade quem opina, mas sim quem é polémico e tem o factor "c". E podia estar em causa um político, um médico ou outra pessoa qualquer.

 

Coimbra, uma das grande cidades portuguesas, foi noticia este fim de semana. Razão? Um incêndio. Devido a uma desgraça, a cidade mereceu diretos e alertas de última hora. Mas é só por isto que Coimbra aparece...investimentos, provas e outras notícias que mereçam destaque nos media? Na Lousã, existem imensos trails, atividades de natureza e cascatas lindas que as televisões ignoram.

 

Sobre a discriminação regional das televisões, já falei várias vezes dela. A maioria dos programas são feitos a partir de Lisboa. As exceções são a Praça da Alegria , dois noticiários da RTP e os programas populares de sábado e domingo à tarde. Mais nada.

 

Se formos aos canais de TV Cabo, a única exceção é o Porto Canal. E este tem uma programação muito mal orientada. No horário nobre, o canal passa programas de ... vinhos. Que apenas interessam a um nicho muito reduzido. Durante o dia, quando as pessoas trabalham, até tem conteúdos interessantes. Se o Porto Canal tivesse a mesma programação noutros horários, teria bem mais público e influência. O resto das regiões só são notícia quando há tragédias.

 

Este egoísmo e centralismo lisboeta é afunilador de um país unido. E isso é triste. É desanimador. Faz perder a esperança que as coisas mudem e sejam melhores.  Lisboa é capital e o resto é paisagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:41


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal