Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Preços dos alimentos - a banha da cobra

25.03.23

Cláudia Azevedo, da Sonae, pode dizer o que quiser. Uma coisa é o que ela diz, outra é a realidade.

Uma coisa é olhar para o ano de 2022, outra é olhar para o 1º trimestre de 2023 e a margem da distribuição.

Na semana passada, fui com a minha irmão à feirinha da nossa freguesia. Fomos às 10h e já estava a banca da fruta com as escolhas muito limitadas e com muita confusão. Num cenário anormal, havia duas caixas e filas de 6 pessoas em cada uma.

Esta semana, fui com a minha mãe, mais cedo e cenário idêntico. Filas para pagar, fruta já escolhida e algumas coisas já esgotadas.

A razão é simples: os preços são mais baixos e as pessoas podem poupar!!!

 

Tenho aqui as duas faturas:

20230325_105820.jpg

Vejamos a cadeia da Cláudia Azevedo, o continente online. 

Prints de hoje:

Continente caro0.PNG

O Continente é muito mais caro que os pequenos comerciantes, não sendo "desinformação". Eu próprio confirmo isso acima.

Não se percebe porque comprando aos milhões, não conseguem preços melhores. Ninguém põe em causa o investimento e o emprego gerado pela Sonae, mas que é mais cara e há aproveitamento, há. Nos kiwis, cobra + 0.49 €/kg, isso multiplicado pela quantidade vendida já dá para imaginar quanto ganha a Sonae, sendo que os 2 € já têm a margem do feirante.

Esta ganância louca pode ser traidora para as grandes superfícies.

20230325_095829.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40


11 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 25.03.2023 às 15:11

Nem podia ser de outra maneira, senão os lucros eram muito menores.
Imagem de perfil

De Francisco Carita Mata a 25.03.2023 às 15:59

Verdade, verdadinha, verdadeira! É uma questão de Aritmética. Se as Grandes Superfícies (assim, em "Letras Grandes") aumentam, em dinheiro, o valor global das vendas, se aumentam os lucros, tanto em valores absolutos como nos relativos - percentuais, por alguma razão é. Não nos queiram vender banha da cobra, já nos basta que especulem nos preços!
Saúde, Paz, bons passeios primaveris.
Sem imagem de perfil

De Tintinaine a 25.03.2023 às 17:00

Eu costumava comprar cenoura a 0.55 o Kg na minha frutaria. Infelizmente fechou e vou ter que ir à procura de outro fornecedor. Esse preço do Continente parece um absurdo!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.03.2023 às 19:40

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 25.03.2023 às 20:36

Acho uma ilusão por isso que referes e porque o impacto será (poucos) cêntimos.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 25.03.2023 às 19:41

Essas subidas são derivadas das promoções e promoções cruzadas.
No caso do Continente (e de outra cadeia) ao terem os descontos dos cartões e os vouchers para combustível, já incluem o lucro para pagar isso. Por isso, mesmo que podiam vender a 1,20, vão vender a 1,99, porque os 79 cêntimos cobrem o desconto do cartão e se o cliente usar o voucher. Como 90% não os usam, é lucro imediato para o supermercado.
Era aqui que o governo podia ter agido. Promoções válidas por 7 dias, no mínimo, e nada de promoções com outras empresas (aquelas de comprares 100 euros no supermercado, recebes 20 euros para usar num abastecimento de 30 euros de combustíveis e recebes 10 euros para usares numa compra de 50 euros, no supermercado. O mesmo para as apps/cartões, em que se usares, recebes vales para a próxima compra. Esses vales é para venderem os produtos com o preço, que tem o lucro previsto. Quem não usa a app/cartão, paga o lucro extra.
É aqui que as grandes superfícies conseguem lucros gigantescos. Pois há poucas pessoas que usam os descontos totalmente, enquanto 9, em cada 10, não o faz. No entanto pagam os preços como se usassem esses descontos, que incluem lucro extra.
Depois é engraçado ver o Soares dos Santos a dizer que o PD "está a perder 2500 milhões na margem", quando abusam, brutalmente, das margens ás contas dos cartões e outras ligações que tem.

Além de que em 3 lojas PD, aconteceu-me o mesmo: preços na prateleira e folhetos, chegar à caixa, preços acima (num caso eram 3 euros numa caixa de cápsulas de café). Há uns 5 anos atrás, sempre que ia ao PD reclamava de preços, quer fossem os pepinos e cenouras (para o meu porquinho da índia), quer fossem outros produtos. Era certinho que ao passar na caixa, tinham de chamar a chefe. Uma vez comeu-me por parvo, pois foi lá e tirou o papel com o preço da promoção. Na vez seguinte fui com ela e não conseguiu fazer o mesmo. Deve ser isso que o CEO ensina aos gerentes de loja. Se o cliente reclama, vão lá e tiram o papel. Assunto arrumado, cliente foi burro que não sabe ver os preços. Se o cliente desconfia e vai lá mostrar, lá têm de corrigir o valor mas, só para aquela conta. O próximo que leve igual, paga o outro preço. No Lidl tive um problema semelhante, usaram os rádios, deram-me razão sem ser preciso lá ir ou abrir o folheto e alteraram o preço no computador. No continente já há tempos que lá não vou. Fica fora de mão e os preços não eram nada demais.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 25.03.2023 às 20:41

Não vou nessas cantigas do cartão. A GALP é que vende os combustiveis mais caros e o descontos muitas vezes é só em abastecimentos superiores a 30L e evologic. Ou seja tens de gastar 60 euros para ter o desconto. Não me interessa. Sobre os cupões dos 20 euros em que dão 5 em cartão raramente atinjo esse valor. A minha mãe costuma parcelar as compras de casa para usufruir desse desconto, mas ultimamente tem ido ao supermercado de rua.

Por acaso, nunca reparei nessa diferença de preço. Fiquei surpreendido quando vieram as noticias que essa tinha sido a irregularidade que a asae detetou. Secalhar tbm já fui comido por parvo e n deu por ela
Imagem de perfil

De Kruzes Kanhoto a 26.03.2023 às 13:48

No mercado tradicional, apesar de mais barato, também existe muita especulação. Em alguns casos - já poucos, infelizmente - ainda é o produtor que vende os seus produtos, mas ainda assim alinha os preços com os restantes. No mercado cá da terra, como está muito virado para os espanhóis e visitantes endinheirados os preços estão bastante esticados.

Curiosamente nunca vi uma máquina registadora no mercado. Se as há apenas devem aparecer quando vem a ASAE!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 26.03.2023 às 16:03

Foi a primeira vez que vi e até perguntavam se a pessoa queria contribuinte.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 26.03.2023 às 16:36

Para os legumes e algumas frutas, vou ao mercado municipal.
Normalmente, compro nas vendedoras que trazem do campo o que colhem.
Apesar de "ralhar" com elas que está caro, poupo mais do que se comprasse no supermercado ou hipermercado, que não compro nada fez legumes e frutas, salvo raras excepções, fruta.
Está na hora de as pessoas deixarem de comprar estes produtos nos supermercados.
Sinceramente, se o fizessem, a fruta havia de se estragar e os legumes murcharem, talvez descessem os preços.
Eu uso a aplicação quando tenho alguns desconto, mas não vou gastar 20€ para ter 5€ em cartão, se não precisar de fazer compras.
Normalmente, aproveito para comprar café Delta, e quando está com 10 ou 15% desconto.
Gasolina, não gasto, procuro outras gasolineiras, ou vou à Repsol porque tenho desconto bancário.
Está tudo pela hora da morte, como diz o povo.
Bom domingo
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 27.03.2023 às 03:38

O IVA é só uma dimensão do custo final.
Se as outras forem agravadas, o desconto no IVA é logo comido.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 27.03.2023 às 10:00

Isso disse eu logo, assim que ouvi a notícia, que estava a atirar areia para os olhos...

Vêm-se fazer de coitadinhos para a tv e isto é só triste e vergonhoso.

Os preços estão mesmo absurdos.

É tipo a conversa dos vinhos. Achas mesmo que têm 60% de desconto? Os quais eles não têm tanta margem, o preço nem mexe! E os mais conhecidos, pois as pessoas já não se deixam enganar.

Beijocas

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.