Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Redes sociais coscuvilheiras

26.05.16

Esta semana procurei por um hotel em Amesterdão e o G26997_adoro_cuscar_img.jpgoogle sugeriu-me o booking.com

Passados uns minutos fui ao Facebook e na publicidade entre os post dos meus "amigos" apareceu publicidade dos hotéis que andei a ver. De repente senti-me observado pelo Facebook!

Curiosamente, volta e meia faço compras on-line num site de uma conhecida marca e quando vou a outros sites, por exemplo, aparece sistematicamente publicidade a essa marca.

 

Faz sentido o Facebook expor-me a marcas/sites através de uma pesquisa que eu fiz fora dessa rede social? Faz sentido a marca dar informações minhas aos algoritmos do Google e expor-me a publicidade fora do site dela?

 

Já dei por mim a pensar sobre o que significa as app's e os sites que "permitem" que façamos o login com o Facebook. Na verdade não são eles que nos estão a fazer um favor, mas nós que estamos a fazer um favor às marcas/app's. Através do Facebook podem saber tudo o que quiserem da nossa vida: onde estivemos, quão populares somos (pelo nº de amigos, tag's ou fotos), o que pesquisamos, de onde somos, quantos likes e em quê colocamos. Através dessas informações, permitem às marcas estudar perfis e orientar a publicidade para o público alvo de forma mais eficaz, bem como aumentr o sucesso da partilha das suas campanhas e o brand recognition.

Passamos a ter além de vizinhos cuscos, redes sociais e app's cuscas que querem saber tudo sobre a nossa vida e os nossos hábitos.

Já agora, partilho esta notícia da nit onde se explica melhor como funciona o site do booking.com.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00


1 comentário

Imagem de perfil

De Isa a 26.05.2016 às 17:36

Pesquisas no Google, Booking, Amazon, eBay, likes em marcas e serviços no Facebook, conversas pelo chat do Facebook e no Whatsapp, pesquisas feitas no Instagram.. hoje em dia é cada vez mais difícil escapar à publicidade direcionada, baseada nos nossos meta-dados. Até mesmo navegando com o browser em modo incógnito já não parece ser suficiente.

E por acaso o Facebook até tem uma opção para deixarmos de ver esse tipo publicidade nos feeds, lá bem refundida nas configurações. Claro que desactivar essa opção não vai impedir serviço nenhum de continuar a recolher os nossos dados e a usá-los onde puder :/

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.