Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"Se acha a educação cara experimente a ignorância"

12.09.18

thought-2123970_960_720.jpg

Li esta frase no blog da Maribel e fiquei a pensar nela.

 

A educação é fundamental para uma sociedade crítica, informada e para se desenvolver.

É com pessoas cultas e com formação académica, que:

- se é valorizado no exterior (e por isso melhor remunerado e reputado)

- se consegue atrair investimento estrangeiro (veja-se a quantidade enorme de empresas com serviços partilhados e centros tecnológicos que vêm para Portugal)

- progredir socialmente 

- questionar quem nos governa e dirige os nossos destinos enquanto povo.

 

A questão da educação ser "cara" surge deixa o investimento passa a desperdício. Em que situações isso pode acontecer? Quando por exemplo:

- por razões políticas se cede a exigências de sindicatos de professores que são injustas perante outros trabalhadores

- quando a discussão deixa de ser os programas, as colocações longe de casa e a indisciplina nas escolas para ser a progressão na carreira

(isto vai ser falado novamente quando surgir outro vídeo de agressão a professores na net)

- se compram artigos de luxo e paga-se de cofres públicos valores inflacionados para salvar o construtor amigo que está em dificuldades.

- se fazem parcerias público privadas com colégios com contornos  pouco claros

 

Portanto, tudo isto para dizer que a educação é extremamente importante e merece a concentração de esforços no investimento de um país, mas as questões laterais e fraude podem levantar as questões dos mais pessimistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11


34 comentários

Imagem de perfil

De Maribel Maia a 12.09.2018 às 18:44

A ideia, ao partilhar a frase, era mesmo essa... provocar reflexão! Fico feliz por isso!
A educação está diretamente ligada a valores éticos e morais que nem sempre todos partilhamos... bem verdade!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 22:35

Achei-a bastante inetressante e pôs-me a refletir :)
Imagem de perfil

De P. P. a 12.09.2018 às 22:35

Mas devemos apostar nas Escolas ou nos Centros de Explicações?
O outro lado das assimetrias...
Imagem de perfil

De Pedro D. a 12.09.2018 às 18:45

Já o meu avô dizia: o saber não ocupa lugar.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 22:36

E é fundamental para o desenvolvimento de uma pessoa e de uma sociedade, embora isso não signifique desperdiçar :)
Imagem de perfil

De José da Xã a 12.09.2018 às 19:31

A educação será sempre um bom investimento.
Em Portugal o que conta é investir em betão.
O resto parece paisagem (ou será?).
Nem gosto de falar nisto porque aborreço-me.
Imagem de perfil

De P. P. a 12.09.2018 às 22:39

Se é um investimento, o que faz com que os seus agentes sejam sucessivamente atacados, inclusive em plataformas simplistas da blogosfera?
Vivemos mesmo em democracia?
Imagem de perfil

De José da Xã a 12.09.2018 às 22:54

PP,

o que é a democracia?
Imagem de perfil

De P. P. a 12.09.2018 às 23:22

Pois, como sou da terra do ditador...
Talvez por isso, eu não sei o que é!
Imagem de perfil

De José da Xã a 13.09.2018 às 10:03

Ahahahahahahah!
Boa resposta.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 23:13

Acho que depende do tema. Há coisas que concordo, outras discordo.

Lembro-me de há tempos ter surgido aquele vídeo chocante do "dá-me o telemovel já" e foram muitos os relatos de docentes sobre a indisciplina dos alunos. era uma realidade que acontecia nas escolas.

Hoje em dia continua a acontecer e ainda deve ser pior, mas não se ouve nenhuma reclamação/queixa sobre isso.
Quando surgir outro vídeo, virão os professores do país "real" relatarem os seus episódios de bullying e agressões de alunos.


A mim enquanto cidadão, preocupa-me a falta de respeito e autoridade de alunos para com professores. Penso que à sociedade também. Mas os sindicatos falam de quê?Progressões, aumentos ... Ou seja, existe um foco junto da atenção mediática que não reflete as preocupações dos pais e da sociedade, mas sim dos sindicatos que querem manter o seu financiamento através das quotas de associadado.
Imagem de perfil

De P. P. a 12.09.2018 às 23:29

Concordo contigo.
Mas, infelizmente há professores e professores. Não se trata de uma classe unida, com excesso de elementos de um sexo...
Infelizmente, nas escolas vive-se, nos nossos dias, como nas empresas. Imperam os lambe-botas e a falsidade.
Repara, quantos professores deram a cara naquele post? Até tive a visita do Paulo Guinote e do Arlindo. Aliás, o Paulo Guinote colocou uma hiperligação para o meu post. Mas falemos deste espaço, desta blogosfera. Quantos professores(as) escondidos pelos seus nicks deram a cara? Um blogue de aparências é mais importante do que uma classe. E isto reflete-se nas Escolas. Quantos denunciam os maus tratos? Na maioria das vezes, nos meus CT, são os alunos que me põem ao corrente.
(há por aqui muito mais, entrelinhas que quero dizer e não tornei explícito, mas a hora... e a revolta contra os que se dizem "professores"... Penso que entendes!)
Abraço
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 22:40

Betão per si não chega embora seja importante. Não critico o betão, critico os excessos em artigos luxuosos e preços inflacionados praticados.
Imagem de perfil

De José da Xã a 12.09.2018 às 22:56

Um prédio constrói-se e deita-se abaixo.
O que se aprende só o tino nos retira esse conhecimento.
Portanto a cultura e conhecimento é deveras importante.
Imagem de perfil

De A Desconhecida a 12.09.2018 às 19:53

Muito bom post!
Imagem de perfil

De Albertino Ferreira a 12.09.2018 às 20:31

Felizmente, a democracia alfabetizou e escolarizou a população, contudo ainda não se recuperou do atraso histórico, tão grande ele era. Outro problema é se o país está a aproveitar devidamente os jovens que forma. Não está. O que é uma mina de ouro para outros, que ficam com jovens especialistas, para cuja formação não gastaram um tostão.
Imagem de perfil

De Albertino Ferreira a 12.09.2018 às 20:45

Ainda mais uma ideia, fala-se em "professores", porque, na língua portuguesa é o plural masculino que se usa para designar a generalidade, mas isso não deve ofuscar o facto de a profissão docente ser maioritariamente feminina, só no ensino superior ainda não é assim. Ainda nesta onda, os dados começam a mostrar que o nível de escolaridade das raparigas é maior do que o dos rapazes.
Imagem de perfil

De P. P. a 12.09.2018 às 22:37

É um facto muito evidente. Na minha escola do ano passado, éramos 3 professores entre muitas e várias mulheres. Falam de igualdade de oportunidades... Na educação constatamos o oposto com a significativa maioria masculina.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 23:01

Vi agora o comentário anterior e comentei no teu blog precisamente isso.

No meu percurso escolar também apanhei mais professoras que professores, embora no meu post referia-me na generalidade. Creio que existem várias razões para haver mais mulheres no ensino.
Uma delas era (e ainda "é", mas menos) a dificuldade da mulher em entrar no mundo empresarial, sendo o ensino uma boa opção.
Imagem de perfil

De Marta Elle a 12.09.2018 às 21:11

Ainda há um longo caminho a percorrer para as pessoas terem todas um nível de educação aceitável. Infelizmente, conheci várias pessoas analfabetas, ao longo da vida.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 23:02

Penso serem cada vez menos. Uma sociedade alfabetizada e com formação superior é essencial para o desenvolvemnto social de um país. Embora investimento não seja desperdício.
Imagem de perfil

De cheia a 12.09.2018 às 21:28

Um dia destes, uma entrevistada, mostrou-se indignada, por todos querem ir para a Universidade, e a seguir não terem trabalho.
Parece que a senhora não conhece o ditado de que o saber não ocupa lugar. Tudo o que as famílias e o Estado conseguirem investir na educação é a melhor opção para o desenvolvimento das pessoas, logo, o melhor para o país.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 23:03

isso não é linear. Depende dos cursos por exemplo.
Mas uma pessoa será tendencialmente melhor remunerada e terá melhor qualidade de vida, via oportunidadses que terá quanto mais qualificada for.
Imagem de perfil

De #RapazSecreto a 12.09.2018 às 21:38

Um país educado é um país evoluído e capaz de ir mais longe. Precisamos é de mudar o conceito de escola e educação, porque cultura geral é a pontinha do iceberg.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.09.2018 às 23:05

A escola e educação tem de se adaptar à evolução da sociedade e da tecnologia. Hoje mais que nunca. O investimento na educação é vital para uma sociedade, mas não equivale a desperdicio.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 12.09.2018 às 22:06

Infelizmente acho que ninguém dá o devido valor à educação. Se não também não estaria ao valor que está.

Beijocas

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal