Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sobre a crise dos combustíveis

10.08.19

21427406_kIDEA.jpeg

Desta vez, o povo não foi apanhado com as calças na mão.

Durante a semana, presenciei filas, até porque na 4ª tive de abastecer. Tentei o Jumbo, mas às 22h30 havia uma fila grandita e tentei o Eleclerc onde estavam apenas 4 carros à minha frente.

 

Com o alarmismo, as pessoas abasteceram com antecedência e em grandes quantidades. O preço deixou de ser relevante. A prioridade foi garantir o produto. Por essa razão, quem encheu os bolsos (mesmo os xicos espertos que se aproveitam para aumentar os preços) foram as gasolineiras. Além de escoarem stock como nunca, com a margem que querem, ainda irão beneficiar de eventuais descontos de quantidade das petrolíferas, melhorando a sua margem.

À pigadeira dos últimos dias (€€€) lucrou também o Estado com os impostos cobrados, além de todo o comércio porque sem sol, o pessoal meteu-se nos shoppings.

 

Quanto à greve, é um direito que os trabalhadores tem e represente um novo paradigma: os velhos sindicatos (afetos ao CDU) estão a ser ultrapassadas por estas novas formas de luta. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:58


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal