Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pára tudo!

11.03.20

stop.PNG

Pela primeira vez na minha vida e acho que na maioria das pessoas, assistimos a um cenário mundial em que "pára tudo!".

 

A população é mandada para casa sem saber até quando e com tudo suspenso.

 

Ponho-me a refletir em quão frágil é o ser humano. Após tanto inovação, automatismos e tecnologia, como é que um vírus faz parar o mundo, lança o pânico e não há solução.

Acho que agora, muitos de nós vamos dar valor a pequenas coisas como a liberdade (porque não?), a importância de ter uma horta em casa e dos defeitos da globalização.

 

Não dramatizo e vou continuar a ir para o trabalho com normalidade (enquanto não houver ordens superiores em contrário). Naturalmente os cuidados vão ser redobrados.

 

A propósito, há uma boa notícia: os níveis de poluição baixaram muito no último mês. A paragem de muitas fábricas na China e a redução de voos tornaram o planeta mais limpo. É isto é estranho e paradoxal.

 

PS: Nem vou comentar o pessoal universitário (!!!) que foi para a praia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:47

A fechar portas por aí #4 - Roupeiro.pt

27.02.20

Não conhecia este projeto até receber um email simpático da equipa do site para partilha de ideias.

 

O Roupeiro.pt é um site de compra e venda exclusiva de roupa usada (do género OLX).

Tem uma vertente mais ecológica e sustentável e a nossa conversa versou sobre isso. Simpatizo com projetos diferentes e que versam inovação e menos desperdício. Nunca me ocorreu esta solução para comprar ou desfazer de roupa que já não uso.

 

Ver aqui

UFP.PNG

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18

Saco do pão

19.02.20

IMG_20200219_205941.jpg

É um retorno à infância e às (boas) práticas da minha avó.

Há cerca de um ano que comecei a comprar o meu lanche levando um saco de pano para o pão.

 

Foi uma das "resoluções" de 2019 que se intensificou depois da troca de carro.

Comecei a andar mais a pé e a comprar o pão para o lanche do dia seguinte nas padarias e "pão-quente" das redondezas.

Noto imensa diferença na qualidade, sabor e duração do pão dos hipermercados e os do "comércio local". Prefiro mil vezes estes e em 2020 (já vai em mês e meio) ainda não comprei pão nos "hipers" e quero continuar a evitar.

 

Estava a acumular algumas sacas de papel do pão e apercebi-me do enorme desperdício. Numa feira de Artesanato comprei uma saca de pano (a da foto) e trouxe outra de Verona com o meu nome impresso . No Natal, recebi outra de presente.

Muitas vezes falamos em sustentabilidade e em reduzir. Estou nesse caminho. 

Porém ainda nenhuma padaria fez um desconto pela poupança que lhes estou a dar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:18

Falta de noção

12.02.20

Estes dias ouviu-se uma notícia que os portugueses reciclam muito pouco. Muitas desculpas existem.

Há uns minutos atrás, ao passar pelo ecoponto à beira da minha casa deparei-me com este cenário.

 

Uma alma teve o trabalho de levar lixo reciclável e colocá-lo ao lado do ecoponto, mas não o separou nem o colocou no contentor. Resultado: algum cão passou e deixou esta badalhoquice na via pública.

IMG_20200212_194646.jpg

Cá em casa tenho umas sacolas que nem 1 € custam. Separo em casa e depois é só depositar no contentor correto. Não dá trabalho nenhum. Basta vontade e pensar no amanhã.

IMG_20200203_210036.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Balanço de 2019

28.12.19

Seguindo a tradição dos últimos anos, vamos lá fazer o balanço de 2019.

Em geral, foi um bom ano. Mais calmo que o anterior.

IMG_20190428_172314.jpg

- Saúde

Tudo ótimo felizmente. Sem incidentes.

 

- Família

Dentro da normalidade, felizmente. Tudo ótimo de saúde e energia.

 

- Mudança de carro

Adiei bastante esta troca. Quis evitar o recurso ao crédito bancário, por isso adiei, esperando pelo momento e oportunidade certa.

 

- Bélgica, uma boa surpresa

Maio foi o mês escolhido para fazer uma pausa e ir à Bélgica. Um mês sem grandes confusões e um destino com voos baratos. A base foi Bruxelas, sem grande azafama devido às eleições europeias que se realizaram nos dias seguintes. Com uma excelente rede de comboios, visitei Antuérpia, Ghent e Brugges.

 

- Itália, uma tour

Em Setembro optei por Itália. Um destino planeado com alguns meses de antecedência. Comecei em Roma e terminei em Milão, visitando um total de 6 cidades. Uma altura sem confusões e com bilhetes de comboio comprados com 2 meses de antecedência.

 

 

- Coimbra, um regresso

Visitei Coimbra em Maio, num fim de semana. Já não ia lá há mais de dez anos. A cidade pareceu-me parada na "tradição" o que não é necessariamente bom. No mesmo fim de semana, visitei a Quinta das Lágrimas e a Serra da Lousã.

 

- Piodão em família

No primeiro semestre, fomos a Piodão e no regresso passamos pela Mata do Bussaco e a sua fantástica escadaria.

 

- Exercício físico

Depois da cirurgia de 2017, continuei as boas práticas desportivas. Comecei a correr certinho semanalmente com um grupo e fui a algumas "provas". Prefiro chamar eventos. Corro para comer . Tudo na desportiva.

IMG_20191226_132928.jpg

 

- Peregrinação ao S. Bento

Agosto, véspera de feriado. Com uma malta, fomos em peregrinação desde a estação de Braga até ao São Bento da Porta Aberta. 8 horas a caminhar durante a noite. A experiência mais exigente e inédita do ano.

IMG_20190815_071608.jpg

 

- Alimentação

Dei continuidade ao compromisso de reduzir as carnes vermelhas, comer mais vegetais e carnes branca. Procurei também optar por alimentos biológicos e mantive a minha determinação em fugir aos alimentos mais processados.

 

- Redução de consumo e andar mais a pé

Mais consciência ecológica e financeira, fizeram-me ser mais criterioso no consumo. Optei por reduzir os resíduos, reciclar mais e andar mais a pé. 

 

Se 2020 for igual a 2019 já será muito bom!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:44

Reutilização de sacos de papel

26.12.19

bag-1230527_960_720.jpg

Este ano, cá em casa não houve embrulhos em papel que não tivesse vindo da loja .

 

Optamos por reutilizar sacos de papel de outras compras que estavam guardados. O mesmo fiz para trocas de prendas do "amigo secreto" (As sacas da Multióticas dão um jeitaço).

 

Quando pensamos na quantidade de árvores e de desperdício de papel diretamente para o lixo (e ponho muitas reticências sobre os que reciclam...), preferimos cá em casa REDUZIR. Passar das palavras às ações.

 

Assim, e sem intenções de querer despitar prendas com marcas, em casa, foi um jogo engraçado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

Segunda vida para caixas

07.12.19

Estes dias têm sido muito trabalhosos e por isso tenho andado mais ausente. Espero esta semana voltar a estar mais ativo.

IMG_20191207_104818.jpg

Recebi esta semana uma encomenda online, cuja caixa em cartão era grande. Resolvi reaproveitá-la.

O Instagram também dá ideias. Vi esta sugestão lá e dei uma segunda vida à caixa. Retirei da gaveta algumas t-shirts de corridas que não uso habitualmente e "arquivei-as" na caixa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:19

Sobre o desperdício

28.11.19

IMG_20191126_203419.jpg

Ontem ao vir para casa, deparei-me com este deposito de publicidade de um prédio.

 

Um conjunto de catálogos depositados à espera que alguém (?) pegasse neles. Hoje em dia fala-se tanto em desperdício, em reduzir os resíduos e numa economia mais verde. E depois vemos estes comportamentos.

Podem argumentar que é para as criancinhas não escolherem os brinquedos a olharem para ecrãs e apesar de não ser a única marca a matar árvores a imprimir catálogos que vão para o lixo, não deixo de discordar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55

A voz de Greta Thunberg

01.10.19

greta.PNG

A jovem Greta virou estrela mundial ao dar a cara pelo movimento de proteção do clima.

 

Fazia falta uma voz que chamasse a atenção para este (grave) problema. Uma voz jovem, consciente e que chegasse às mais altas instâncias.

 

Claro que aparecem logo os profetas da desgraça, fakenews e movimentos associados aos Bolsonaros e afins a desvalorizar e a gozar com a rapariga, com a voz dela, num misto de idiotice e ignorância. Ou como agora se chama "humor negro". A troco de um like, vende-se o juízo ao Diabo e escrevem-se e fazem-se vídeos das coisas mais surreais e maldosas.

 

E se em vez de zombar com o mensageiro, se focassem na mensagem. Claro que é legítimo questionar os líderes políticos. Claro que é de louvar e atentar o foco na sustentabilidade em vez da ... próxima versão da FIFA ou do jogo xpto.

 

Nestes últimos dias têm sido discutidos alguns argumentos e contradições dos próprios ambientalistas. Já tinha comentado uma vez num blog que se todos formos vegetarianos, haverá uma desflorestação para gerar agricultura para matar a fome a todas as pessoas. Tapa de um lado, destapa do outro. Este artigo de opinião vai de encontro a isso. 

Como em tudo na vida, tem de haver equilíbrio. Equilíbrio e sustentabilidade! Sem ferir o meio ambiente e, sim, isso é possível.

 

Na 6ª, houve uma manifestação pela defesa do clima. Muitos jovens foram lá. Não houve violência, como não faria sentido haver.

Espero que muitos daqueles jovens não tenha visto como um pretexto para faltar às aulas. Espero também que no fim da manif não tenham ido a nenhuma cadeia de fast food e bebido por palhinha. Espero também que façam a reciclagem em casa. Espero também que poupem no consumo de água quando tomam banho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54

Papelinhos no carro

05.09.19

Inked21546824_ZGI5P_LI.jpg

Esta semana, estava a fazer uma limpeza no carro e entre mala, porta luvas, compartimentos nas portas e abaixo do rádio, grande parte da papelada que lá estava era: faturas, publicidade e garrafas. Pus tudo num saco, fui ao ecoponto e na volta dei por mim a refletir.

 

Para quê ter tanto papel de faturas para as quais nós não vamos fazer nada com elas?

O valor validamos no ato de pagamento, o contribuinte também o damos nesse momento e então lembrei-me da sugestão da Maria Araújo quando referiu que tinha aderido à fatua eletrónica dos supermercados.

 

Mal cheguei, fui ao computador e aderi logo à fatura eletrónica do Pingo Doce e ativei a da app do Cartão Continente.

Aliás, acho que com o desenvolvimento tecnológico, com tantos cartões e app's, as lojas que já têm e com a legislação tributária, faz todo o sentido avançar com essa desmaterialização. Até facilita o arquivo das faturas para efeitos de garantia.

 

  Assim, fica garantida a obrigação legal de emissão de fatura e reduz o lixo, o desperdício e poupam-se uma árvores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal