Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Castanhas

05.11.22

Castanhas.PNG

6ª feira tive a tarde de férias. Aproveitei para ir à cidade levantar uma encomenda online na loja física. Ao descer a rua, vi castanhas assadas à venda. 3 euros a dúzia. Comprei um cartuxo mantendo a boa tradição.

Fui até à praia. No caminho, um mendigo aborda-me a pedir dinheiro para "uma sopa".

Desconfio sempre destes pedidos. Será fome? Ou será para droga?

 

Ofereci o que tinha à mão: castanhas.

Bastante nutritivas e que durante anos mataram a fome a muitos dos nossos antepassados. Recusou e disse que queria dinheiro para a sopa.

Não lhe dei nada e segui a minha vida, acentuando as minhas reservas nos peditórios ...

outono.PNG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

Coisas do dia a dia

08.10.22

- Há duas semanas, fiquei supreendido quando ao vestir umas calças, reparei que já me estavam apertadas.

O descuido da dieta e do exercício durante as férias já se fez notar. Nem foi preciso ir à balança... 

 

Por isso, nestes dias, foi o regresso às corridas, ao ginásio e à dieta. As refeições da "asneira" ficaram restritas às refeições sociais. 

Notei bem, no ritmo da corrida, quão destreinado fiquei. Mesmo nas pequenas distâncias, muito lento e com vontade de parar. A máquina já está a olear e tem-me valido correr em grupo, senão a desmotivação seria ainda maior.

Por falar em grupos de corrida 3ª feira, véspera de feriado, fui a um em Gaia e passamos ao rio Douro:

pomte dom luis.PNG

- Continuo chocado com a diferença de preços entre a grande distribuição e o pequeno comércio de rua.

Hoje no Continente 4 kiwis custavam 3 €. Na frutaria da minha rua comprei 8 a 2,23 €.

 

- Na Ucrância, continuo chocado com as atrocidades russas que se ouvem à medida que vão abandonando as cidades ucranianas que ocupavam. Relatos demoníacos que podem sair impunes.

 

- No Irão, um eco internacional anormal da repressão e da polícia da "moralidade". A morte da ativista iraninana e (a falta de) resultados da autópsia vêm mostrar ao Mundo, se dúvidas houvesse, dos maus tratos e restrições que as mulheres sofrem nalguns países. De retaliação, o Irão, membro da OPEP,  já cortou a sua produção de petróleo (apoiado pelos restantes países com medo do efeito contágio), fazendo disparar os preços. As nossas gasolineiras já o aumentaram esta semana.

 

- No Brasil, o voto envergonhado na extrema direita levou a uma segunda volta. A grande questão dos brasileiros não sei se é votar no melhor candidato ou no menos mau.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44

Voltamos ao tópico do costume

14.07.22

Todos os anos é a mesma coisa no Verão: incêndios a destruírem floresta, populações em apuros e a perder bens, bombeiros no terreno e o país nas bocas do mundo.

Este sufoco demonstra a falta de visão, de políticas de ordenamento florestal e sobretudo um sistema penal branco com pirómanos e irresponsáveis, demonstrando que o crime compensa. Recordo que uma das motivações dos pirómanos é ver o nome das suas terras nas media. Mesmo que isso seja numa espécie de masoquismo com a população.

 

Achei curioso ver o nosso Presidente da República a assumir o papel da Proteção Civil a fazer o ponto de situação dos incêndios na hora de abertura do telejornal... pareceu-me sede do protagonismo perdido. Do Governo, muitas fotos nos centros de decisão, mas sem respostas efetivas e este problema estrutural.

 

Quanto à vaga de calor, confirma-se aquilo que as previsões ditam fruto do aquecimento global e da irresponsabilidade quanto às alterações coimáticas: as  ondas de calor serão cada vez frequetes e duradouras. Tal e qual.

Quem sofre? Os países menos desenvolvidos e os mais pobres.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:07

Primeiro banho do ano

01.01.22

Bom 2022!

Desejo-vos muita saúde e estabilidade familiar e profissional! :) Acho o mais importante.

270309726_630960971575781_7927694388960530458_n.jp

 

Esta manhã fui com os meus colegas da corrida assistir ao primeiro banho do ano na Praia da Baía, em Espinho. Não mergulhei, limitando-me a molhar os pés.

Não ligo a essas superstições até porque não quero ficar escravo delas. Porém, é sempre um momento do convívio.

 

Estava menos gente do que em 2020, talvez fruto das restrições, mas houve uma ausência que notei. Precisamente o mesmo político que me chamou a atenção há dois anos, Luís Montenegro, em vésperas de eleições no PSD. Como não sou de intrigas , limito-me a constatar a sua falta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:15

Carro destravado

03.08.21

Hoje vinha para casa do trabalho e vejo um carro desgovernado a atravessar a estrada, indo contra o muro.

Atrás, vinha um senhor a correr atrás dele.

O homem deixou o carro destravado e por sorte não estava ninguém no local errado à hora errada.

 

E assim se podia ter gerado um acidente e custado vidas. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27

Intolerância

25.07.21

Duas coisas chamaram-me a atenção este fim de semana.

 

i) a agressão de dois membros do partido CH a um ex-homossexual em Viseu e a reação absurda do seu líder AV.

Em vez de condenar o óbvio, justifica as agressões gratuitas culpando a vítima pela sua opção sexual.

Deixo aqui o print-screen para não acharem que estou a mentir. Teria razão se tivesse havido provocações ou vitimização mas não foi o caso.

Mais uma vez, omito propositadamente os nomes para não entrar nas estatísticas de popularidade nos motores de busca.

Capturar_AV.PNG

 

Não percebo esta sociedade cada vez mais intolerante, agressiva e radical. O pior é quando vemos coligações políticas de toda a direita com estes partidos preconceituosos.

 

ii) Boaventura Sousa Santos foi indigitado para presidente da Conselho Nacional de Ética.

E quem é que nomeia para o Conselho?  O seu ... filho. Ver aqui

Chegamos à república das bananas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44

Dos últimos dias

29.06.21

- Descuido nos ajuntamentos e sem máscara

Pelo que vejo, as pessoas só põem a máscara para entrar em lojas e porque são obrigadas. Há um descuido completo. As pessoas já estão cansadas. Fala-se em happy hours para o acesso às vacinas. Não me parece boa ideia. Para quê criar filas de espera terceiro mundistas se pode haver organização?

 

- Horta

Ora bem, vou ser sincero. Com o desconfinamento, passou também o entusiasmo.

Porém, não abandonei completamente. Tenho tomateiros, curgetes, morangos e uma singela beringela que comprei no horto a ver o que dá

Este ano parece ser ano de fruta. Há muitas ameixas e os kiwis estão carregadinhos:

 

- Pôr do sol

Nos dias de trovoada da semana passada, tirou-se fotos um belo pôr do sol à beira mar

IMG_20210612_205413.jpg

- Poluição

Na minha habitual caminhada à beira mar, lá se vê a porcaria alheia. Descargas ilegais num riacho.

Falta de meios? Preguiça? Interesses? A impunidade continua onde cada um faz o que quer para o meio ambiente. Não é com manifestações na Rotunda do Relógio que se melhora o ambiente. É com ações individuais e colectivas.

IMG_20210522_163958.jpg

-  Passeios à beira mar

Neste desconfinamento controlado e no regresso à normalidade, tirei estas fotografias:

 

- Autárquicas

Ora bem o que dizer dos candidatos (ou não candidatos) da CM da Amadora, do Porto, da Maia, de Gaia e da Figueira da Foz... Nem sei... Tinha tanto para criticar nas lutas de poder, mas uma coisa parece-me certo: é quem mais olha para o seu umbigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:55

Destes dias - 17 de Abril

17.04.21

- Depois do terramoto do caso José Sócrates e da escolha de juízes feita à medida, vemos agora que 10 deputados vão perder a imunidade parlamentar para serem julgados por darem moradas falsas ao Parlamento, recebendo ajudas de custo indevidas.

Num dos casos, o deputado ficou a viver em casa do irmão (sem despesas de arrendamento e afins), mas deu essa morada para receber ajudas de custo.

Se a isso, juntássemos os estudos de consultoria e pareces para tudo e mais alguma coisa, também haveria muito por onde levantar o tapete...

 

- Esta semana tive que tirar os dias de férias que faltavam de 2020.

sortelha.jpg

 

Devido à pandemia, não arrisquei, fui turistar por Portugal. Aproveitei para fazer um passeio de Primavera pelas aldeias históricas da Beira Baixa.  Em breve partilharei fotos e pormenores, mas por agora, partilho a dificuldade que é fazer fazer refeições fora de casa por estes dias. Se ao almoço, tem que se andar aos achados à procura de uma esplanada, ao jantar ainda é pior. As restrições por mais compreensíveis que sejam vieram abalar fortemente as economias locais e os pequenos negócios. Hoje, sábado, sem esplanadas e com o "take away" para quem anda a viajar das duas uma: i) ou anda com pratos e talheres atrás de si ou ii) não tem outro remédio senão recorrer às multinacionais de fast food, se as houver. Vontade de ajudar o pequeno comércio não falta, mas é uma dor de alma ver tudo fechado.

 

Alguém adivinha onde tirei esta foto?

 

- Parece que foi lançado um novo jornal. Marcadamente político, esperemos que seja um título que resista aos desafios. Porém, é mais um feito da capital e para a capital.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03

Destes dias

26.03.21

- Os baloiços viraram uma das modas nos últimos anos.

O de Trevim ne Serra da Lousã deu o pontapé de saída.

Nestes dias, colocaram um baloiço na Serra de Negrelos, em Canelas, Vila Nova de Gaia.

Já lá fui visitá-lo:

IMG_20210314_100612.jpg

- Perto de casa, numa caminhada ao almoço deparei-me com esta praga:

IMG_20210316_133006.jpg

Resíduos de obras despejados num terreno baldio. A falta de civismo é gritante. Compreendo que é dificil fiscalizar e multar, mas deveria haver mais legislação e normas nas licenças camarárias às construções. 

 

- A hora ainda não mudou, mas o sunset à beira mar merece sempre uma boa fotografia:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Apontamentos - 27 de Fevereiro

27.02.21

IMG_20180821_162314.jpg

 

Pior que errar, é nãoa prender com os erros...

- Este governo continua com os problemas de comunicação aos seus cidadãos. 

Um Primeiro Ministro e um líder da Oposição (que não mede o que escreve) se refugiam no Twitter e uma Ministra anuncia o princípio e modo do desconfinamento num... Forúm da Juventude Socialista.

 

- Os Açores devem ser mesmo um arquipélago pequena. Afinal parece que as teias de relações familiares também existem em grande dimensão no governo de direita. Para um partido radical que dizia que ia "acabar com os tachos", está  afazer o oposto do que prometeu aos eleitores. Rui Rio deve achar normal (pelo Twitter)...

 

- Quando li nas redes sociais achei que era "fake": um hospital privado em Valongo recusou tratar uma pessoa que caiu nas suas próprias instalações, devido ao arranque repentino das escadas rolantes. Depois de ler a notícia do JN, foi importante saber qual a justificação do Hospital Trofa Saúde.

Apenas passados 3 dias e justificações sem sentido ético e irresponsáveis. 

Ou seja, uma acusação insólita e de egoísmo capitalista não teve nenhuma reação por parte do hospital privado. Nem ao jornal nem sequer no seu Facebook. Um absoluto silêncio. Nem um pedido de desculpa. Pior que errar, é não assumir nem remediar.

Nem quero ser precipitado, mas com a informação que temos, parece ser um caso revelador da maldade de quem dirige o hospital e sobretudo de quem não quer assumir as suas responsabilidades. O que fará ERS? Assobiar para o lado? E o seguro das escadas rolantes? Haverá impunidade onde cada um faz o que quer?

 

- Imaginarium fecha portas e não paga salários

Descontinuar a atividade comercial num país é legítimo, mas mentir aos funcionários e não honrar os seus compromissos legais já é ilegal. Os problemas já vinham de trás e o COVID foi a machadada final na empresa. Não havendo dinheiro, pouco há  a fazer. Resta a esperança de obter alguma coisa da massa insolvente.

E atenção que o setor dos brinquedos foi um dos que beneficiou com o confinamento. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.