Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A natação e os afogamentos

16.07.19

water-1018808_960_720.jpg

 

Ao ouvir a notícia de mais um afogamento numa piscina, lembrei-me da convicção que tive em 2016 quando escrevi no blog que a natação deveria ser obrigatória no ensino.

 

Além das vantagens motoras no crescimento das crianças e da prática do desporto (a natação é a modalidade mais completa), permite ao ser humano sobreviver mais facilmente em caso de afogamento. 

Seja no controlo da respiração, seja na habilidade, quantas mortes por afogamento teriam sido evitadas?

 

E note-se que em Portugal, todos os concelhos têm a sua piscina municipal, muitos à boleia dos "fundos europeus" que muitas almas gostam de criticar, mas depois esquecem-se do que estes já pagaram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21

Como dar uso a elefantes brancos

21.03.19

Há dias, a cidade de Braga, onde mora a Maria Araújo, foi eleita o  segundo “European Best Destination 2019”

Uma excelente notícia para o país e para a cidade.

 

Braga é a cidade do cimento, mas também da industria, da tecnologia, das start-ups, do empreendorismo e que contou com o contributo do visionário Carlos Oliveira.

Tem também muitos imbróglios políticos, (más) heranças de Mesquita Machado, um estádio demasiado caro, mas que suscita muito curiosidade e uma estação ferroviária no centro. Beneficia de um centro histórico muito valorizado, de um teatro muito bonito e de avenidas muito cuidadas e floridas. Se a isto juntarmos as Igejas e o recente Forum, conseguimos ver como Braga tem evoluído.

 

O Marketing é muito importante na atração de investimento e de turismo, geradores de riqueza e emprego.

Lembro-me do Fundão (que conquistou a Altran) ou de Vale de Cambra, que institucionalizou o termo "Vale encantado" ou da Lousã, que no cimo da serra tem das fotografias "instagramáveis": o baloiço com a serra no fundo e as letras douradas a dizer "LOUSÃ".

lousa.PNG

lousa1.PNG

Lembrei-me disto porque ainda não tinha partilhado convosco que num destes domingos fui correr ao Europarque. Todos os domingos de manhã, há um evento de treino de corrida e caminhada, com o patrocínio da Câmara da Feira e de um ginásio local. Fiquei admirado com a quantidade de pessoas que lá estava. Já tinha visto no Facebook a popularidade mas não pensei que fosse tanta.

 

Efetivamente, desde que a Câmara tomou conta daquilo, que tem ganho uma nova vida. Não aquela a que foi destinado (não percebo que sentido faz concorrer com a Exponor...), mas o espaço exterior está cuidado, relva cortada, limpinho, um lago catita, um restaurante tranquilo, numa espécie de reconversão do "elefante branco" e chamando a população para lá. Só 2019, já se realizaram vários eventos.

 

Exposições? Congressos? Pelo que oiço não tem havido grande coisa, mas lá que está a ganhar uma nova vida, lá isso está. Atrás destes eventos avulsos e "complementares" podem nascer novas ideias. E ainda bem!

IMG_20190310_105618.jpg

IMG_20190310_110116.jpg

IMG_20190310_110117_1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

Desporto

20.03.19

caminho.jpg

Um estudo da Fundação Manuel dos Santos disponível aqui conclui que Portugal é o país da UE onde se faz menos exercício.

 

Ao ver estas conclusões, dei por mim a pensar nos meus hábitos e na minha iniciação ao desporto.

Em miúdo, os meus pais inscreveram-me na natação nas Piscinas Municipais e pratiquei durante uns bons anos. Na escola sempre fui um aluno de "3" a Educação Física e de notas medianas no Secundário. Não tinha, nem tenho perfil para praticar desporto - falta-me jeito e resistência.

 

Comecei em 2013 num ginásio que foi quando engordei. Em 2015, quando mudei de cidade e de trabalho, apercebi-me que muita malta do novo ginásio participava em trails e corridas. Em 2016, inscrevi-me a participei na caminhada de um trail e em 2017 participei em várias provas sempre como amador - numas na caminhada não competitiva e noutras mesmo nos 10 km's.

 
Efetivamente hoje em dia começo a observar cada vez mais tendências que podem contrariar esta má estatística (e futura despesa em saúde):
 
 
- Grupo de corrida e provas
Por todo o lado há grupo de corrida e caminhada gratuitos.
Na minha zona é quase um por freguesia e em quase todos os dias da semana (sobretudo à 5ª f). Por outro lado não faltam circuitos (parques municipais) e aplicações que monitorizam percursos (uso o Strava).
 
Quanto a provas e trails é aos pontapés nesta zona.
Todas as semanas há 2 ou 3.
Neste domingo houve: Corrida do Dia do Pai (Porto), Trilho do Paleozoico (Valongo), GP Albergaria (Albergaria), Meia Maratona de Amarante, treino gratuito com o grupo do Europarque running (Feira) e Running Esmoriz (Esmoriz).  Já disse no blog que esta coisa dos trails e corridas é um verdadeiro negócio...
 
Por outro lado acho muito giro o conceito de trails pois permite às pessoas conhecerem percursos e locais não possíveis de serem visitados de carro, explorar a natureza e manter as serras relativamente valorizadas.
 
 
- Campanhas publicitárias de ginásios
Cada vez agressivas.
Com ou sem período de fidelização, há para todos os preços e gostos. Uns até já têm protocolo com cartões de supermercado. Por outro lado, nascem como cogumelos.
 
- Desporto no feminino
Com cada vez mais campanhas de sensibilização e abertura dos clubes, em particular no futebol, há cada vez mais raparigas federadas e praticar desporto.
 
- Cadeias low cost de roupa
Excetuando as sapatilhas, as cadeias low cost de roupa começam a ter a sua gama de roupa desportiva.
 
Por estes motivos, estou optimista quanto à melhoria deste índice.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03

Biorace Estarreja

30.09.18

No ano passado fiquei com a curiosidade. Este ano efetivei a inscrição em equipa e valeu bem a pena!

Adorei a experiência.

 

O BioRace de Estarreja tem 10 km, 20 obstáculos, com a particularidade de ser na Ria de Aveiro, junto ao Bioria em Salreu.

Um evento de desporto, espírito de equipa, mas numa zona natural e que merece ser valorizada e explorada.

Os obstáculos são: trepar montes de palha, passar ribeiros cheios de lodo onde a água dá pelo peito e as sapatilhas ficam presas no lodo , rastejar debaixo do arame farpado, exercício de braços, subir e descer paredes de rede, etc

 

Isto é a parte boa. A parte menos boa é o lodo e o cheiro a choco das inúmeras passagens pelos canais da ria. A minha t-shirt vinha cinzenta, as meias irreconhecíveis e as sapatilhas, coitadas, estive 25 minutos a lavá-las.

 

As fotos falam por si :)

Minhas

IMG_20180929_141810.jpg

IMG_20180929_141832.jpg

IMG_20180929_141852.jpg

IMG_20180929_143207.jpg

 Era uma vez uma t-shirt amarela ...

IMG_20180929_180258.jpg

Da organização

42807673_744794259193633_2716742040795742208_n.jpg

42834238_745604865779239_8246284165473894400_n.jpg

42805486_2142608649143784_4013011231412584448_n.jp

 

42920473_2142610715810244_747954948142006272_n.jpg

42834666_745603349112724_8766007472084221952_n.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

A corrida e a queima de energia

11.09.18

Ultimamente tenho ido menos ao ginásio.

Optei pelo pack de duas aulas semanais, que fica mais em conta.

Tanto é que nem tido tido peripécias para contar aqui no blog.

O facto de ao domingo ter ido correr com o grupo de corrida, leva a que sinta menos necessidade de lá ir.

 

Comecei com este grupo onde estão outros conhecidos meus à cerca de 3 meses, mas noto que a corrida me tem feito emagrecer.

De facto, eu ao fim de 5 minutos já começo a transpirar e o facto de ter pouca resistência obriga a um maior "esforço" e queima de energia.

 

Não fui só que notei quando comecei a correr. Quando comentei com o resto do grupo, mais duas pessoas "amadoras" sentiram  o mesmo.

Quanto à questão de pequeno almoço, tenho seguido as sugestões dadas.

20947375_2fuFz.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Trilhos da Frecha da Mizarela - Serra da Freita

21.06.18

No domingo, fui com um grupo fazer um trilho à Serra da Freita. Foram 20 km, com algum calor, mas que valeu muito a pena. 

Pelas paisagens, pelo contacto com a Natureza, pelo convívio, pelo conhecimento do outro lado de Portugal.

Mais do que palavras, deixo as fotos:

 

IMG_20180617_101914.jpg

 

IMG_20180617_103119.jpg

 

IMG_20180617_111237.jpg

 

IMG_20180617_115057.jpg

 

 

IMG_20180617_134112.jpg

 

IMG_20180617_143030.jpg

 

IMG_20180617_153858.jpg

 

IMG_20180617_164819.jpg

 

IMG_20180617_181151.jpg

 

IMG_20180617_184612.jpg

 Trilho aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

Provas para todos os gostos (e ganhos)

11.06.18

Estava com uma amiga a fazer uma agenda de caminhadas e corridas que vai haver na nossa zona este mês (isto escrito assim, até parece que sou grande atleta, mas não ... é só mesmo por evitar engordar calorice).

 

Constatamos que oferta não falta. Há provas e eventos para todos os gostos, com os mais variados preços e nas mais variadas localidades. 

 

Fiquei a olhar para a lista e pensei, mas que belo negócio se desenvolveu?

 

Todos ganham:

- a pessoa ganha uma vida uma mais saudável, perde umas calorias e ganha uns brindes;

- a industria dos brindes: o saco, a t-shirt ("técnica") com publicidade, a medalha, o boné ...

- a industria da cornometragem e dos chips

- os organizadores (com custos fixos, quantos mais aderiram mais ganham)

- os cafés/bares/restaurantes perto da meta

- as localidades que ganham nome, buzz e visitantes de ocasião, que quiçá não regressam.

- as ruas e florestas são limpas

Já reparei que há uma espécie de competição nas diferentes freguesias. Todas querem ter a sua corrida, com as suas t-shirts [Sta Maria da feira é exemplo]!

- as lojas de desporto que vendem equipamentos (sapatilhas, calções, ...)

- uma das industrias mais recentes: a dos suplementos alimentares (confesso que tenho alguma resistência em comprar esses produtos "aditivados", ainda por cima depois de saber que uma dessas empresas tem a sede física em Espodense e a sede fiscal na Zona franca da Madeira)...

IMG_20180505_174959.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

Violência - toda condenável mas nem toda falada

16.05.18

Condeno de forma veemente o que se passou no Sporting.

Condeno todo o tipo de violência, mas o futebol e os seus agentes porpicionaram este clima de extremismo e radicalismo. Já tinha falado aqui.

Porém, não posso deixar de reparar que hoje muito se fala se condena (e bem!) estes atos cobardes, mas não se dá o mesmo tempo de antena à violência doméstica ou aos assaltos cada vez mais violentos a idosos nas aldeias isoladas, ou até os maus tratos a nimais de companhia.

s-l300.jpg

 

 

Será que damos a mesma atenção?

 

P.S.: E com isto não se discute a OPA dos chineses à EDP nem a situação financeira do Montepio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

Experiência do Último: um trail (desta vez a sério)

09.05.18

Sábado foi dia de fazer algo que estava nas "resoluções" para 2018: fazer um trail.

No ano passado e em Abril fiz uma versão da caminhada, gostei e fiquei com vontade de fazer mais.

 

No sábado foi a sério!

O ginásio que frequento organiza alguns eventos no concelho e com o incentivo dos colegas do grupo de corrida, ganhei coragem. Increvi-me a particpei na prova cornometrada, vi que tinha poucas flutuações de altitude e lá fui eu. 

IMG_20180505_190051.jpg

 

Digo-vos que adorei!

Foi das melhores experiências recentes que tive e foi uma tarde de sábado muito bem preenchida.

Na subidas fui a passo para não me cansar e porque ainda pouca resistência, nas descidas ia com cuidado para não cair e nas zonas mais planas em corrida.

O meu objetivo era: chegar ao fim (apenas).

 IMG_20180505_174940.jpg

A parte mais engraçada é a passagem por zonas que não conheço, apenas acessíveis a pé, o contacto com a natureza, respirar o ar puro e os obstáculos inesperados para um amador como eu. Por outro lado, conhecem-se outras pessoas com idênticas ambições:.

Consegui chegar à meta, realizado com a minha participação e por não ter sido o carro vassoura.

Depois, veio a parte boa: o abastecimento final com pastei de nata para repôr os níveis de açúcar! 

IMG_20180505_174959.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

Sábado de trilho #2

08.04.18

No sábado, enquanto se falava da convulsão no Sporting e da prisão de Lula da Silva, fui fazer uma caminhada num "Trail" que já me tinha inscrito. Fui com o grupo e enquanto eles optaram pelos 10 kms em competição, eu fiquei pela caminhada não competitiva.

Tive sorte porque não choveu, mas o piso estava escorrgadio e com lama. O problema foram as descidas mais acentuadas, com a terra molhada.

Fiz a maior parte do percusro com uma senhora que levava um ritmo acima da média.

Foi um sábado "saudável", apesar de me ter esticado nas gomas que estavam a dar junto da meta. 

IMG_20180407_191221.jpg

 

IMG_20180407_192128.jpg

 

IMG_20180407_192318.jpg

 

IMG_20180407_192705.jpg

 

IMG_20180407_180645.jpg

 

IMG_20180407_180815.jpg

 

IMG_20180407_180845_1.jpg

 

IMG_20180407_180852.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:53


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal