Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Experiências do Último: Review de uma grande cadeia de ginásios

05.06.19

IMG_20190524_172448.jpg

Num passatempo, ganhei há umas semanas  um mês grátis numa grande cadeia nacional de ginásios, o Fitness Hut.

 

Quando estava a ir para o ginásio e com base em experiências anteriores as minhas expetativas eram as de que os ginásios das grandes cadeias têm muita oferta de máquinas, salas e equipamentos, mas pecam na personalização do atendimento tratando as pessoas como número.

Vamos lá sucintamente relatar a minha experiência.

 

Pontos positivos:

- Diversidade de equipamentos

A grande mais valia das grandes cadeias é o nº de passadeiras, máquinas, pesos, cross fit corners e espaço para treino. Uma grande área à escolha.

- Abdominais hora-a-hora

Ora aí está uma boa política da cadeia. A todas as horas certas, 10 minutinhos de exercício dados pelo monitor de serviço.

- Balneários espaçosos com todas as valências.

- Marcação de aulas por app

É bom porque assim quem chega atrasado pode ir e tem lugar se marcar antecipadamente, mas quem marca e depois não vai está a tirar o lugar a outros.

- Virtual Class

Nunca tinha experimentado. Põem um vídeo numa versão americana e o pessoal segue os exercícios. Pessoalmente prefiro aulas presenciais. 

 

Pontos negativos:

- Não há receção.

Quando lá cheguei no primeiro dia, não havia ninguém à porta. Havia uns torniquetes para inserir o código que recebi no email até que apareceu um segurança para me tirar uma foto e dar detalhes mínimos. 

- Não há nr. de telefone

A data que indiquei de início na resposta ao passatempo foi anterior ao envio do código pelo que precisava de saber qual o ultimo dia de acesso. Quis ligar a perguntar, não há número (claro ... se não tem rececionista). Mandei um email ninguém respondeu. Por fim, lá consegui falar com uma pessoa.

- Não há qualquer personalização de tratamento

Com base em duas ou três métricas de entrada que o monitor de serviço me perguntou no 1º dia, enviaram-me o plano de treinos definido pelo programa deles  por email. Não é possível imprimir lá. Como não quero estar com o telemóvel, tive que o imprimir em casa. Lá ninguém deu por mim nas horas que lá estive nem nas aulas a que fui era uma migalha.

Com tanta despersoanlização, ninguém vendeu PT nem houve avaliação física.

 

Moral da história: fui experimentar, mas prefiro o meu que é mais familiar, mais pequenino a um preço razoável. Pode não ter tanta máquina, mas ao menos sinto-me mais acolhido. A parte de não haver receção nem contacto não faz qualquer sentido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44

As trapalhadas da MEO e da Vodafone

16.05.19

Nos últimos dias tenho estado mais ausente. O tempo este fim de semana esteve maravilhoso e aproveitei para ir à praia. Sem vento, água fria mas limpida e sem ondas. 

O "senão" foi ter ficado sem telemovel.

 

Os pais têm o Meo em casa deles e fizeram uma campanha com um tarifário de telemovel muito mais apelativo que tinha na Vodafone e sem fidelização. À partida era para sub-25, mas pelos visto a campanha "especial" tb dava para mim (o que fazem para ganhar e reter clientes ...).  Resolvi aceitar dado que a fidelização estava à acabar na Vodafone.

 

Nunca mais me lembrei que tinha o telemovel bloqueado à Vodafone.

 

Após ter entregue o pedido de portabilidade para dia 16, a Meo resolveu antecipar para dia 9 sem o meu consentimento. Fui à loja e disseram-me que não era possível reverter o pedido! Já tinha seguido!

 

Não gostei dessa atitude porque iria ficar nesses 7 dias a pagar às duas operadoras!!!

Para ligar o nº do MEO tive que recorrer a um um telemovel antigo desbloqueado que tinha perdido numa gaveta

 

No dia seguinte, a Vodafone ligou-me a perguntar porque tinha trocado de operadora e que se aceitava a contraproposta de ter um tarifário igual ao do MEO tb sub-25 (que não estaria elegível pq tenho 30) e com 3 meses grátis. Roí a corda ao MEO e voltei à Vodafone.

 

Conclusão:

- A Vodafone só me fez um tarifário MUITO mais vantajoso (muito mais megas e mais barato) porque tinha mudado para MEO.

- A MEO foi gananciosa e trapaceira ao pedir a portabilidade antes da data indicada por mim e perdeu um cliente recém ganho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15

Feira de stocks

07.05.19

.Aqui há dias vi publicidade a uma feira de stocks no Facebook prometendo grandes descontos em marcas de roupa conhecida.

Fui com a minha mãe e avó.

 

As expetativas eram altas (por não saber ao que ia) e a desilusão enorme. A meia dúzia de vendedores vendiam roupa de marca (sobretudo de ganga) e pareciam o outlet do outlet. Calças todas coçadas do século passado. Mau aspeto.A maioria estavam todas amarrotadas e fez-me pensar porque pernas já devem ter andado e até o logotipo da Tiffosi não tem nada a haver com o atual.

 

Uma desilusão.

Não nos apanham noutra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44

Limpeza de likes, amigos, seguidores e a seguir

07.02.19

redes sociais.jpg

Sabem o que fiz este domingo à tarde?

 

Estive a rever no:

- definições de privacidade das redes sociais

- Facebook: amigos e páginas que seguia

- Instagram: seguidores e quem seguia

 

Façam esse exercício e vão-se aperceber da quantidade de lixo que têm nas vossas contas!!!

Andava a procrastinar esta tarefa. Depois de ver a reportagem na SIC sobre as redes sociais, não perdi mais tempo. Domingo, dediquei uma hora e vamos por partes:

 

Facebook -amigos

Felizmente, não apaguei muitos. Conhecia todas as pessoas que apaguei. Quando mudei de emprego, em 2015, já tinha limpo alguns perfis propositadamente.  Domingo, apenas limpei algumas pessoas que cancelaram a conta, mas o FB manteve-as ativas.

 

Facebook - páginas que seguia

Aqui sim, foi a surpresa e o choque! Estava a contribuir com o meu "gosto" em mais de 30 páginas para as quais não me dizem nada.

Nalgum momento do tempo interessou-me (passatempo? Alguém recomendou? Achei o conteúdo interessante?). Mas a maioria não conhecia, nem recebo notificações no feed.

Deixei de contribuir para essas estatísticas. Pura poluição!

 

Instagram - quem me segue

Felizmente também, tenho tido algum cuidado em quem aceito. Tirando uma outra marca ou daqueles influencers que pedem amizade e se esqueceram de desamigar, não eliminei quase nada. Aliás, destes, ultimamente não aceito ninguém. Estou descansado.

 

Instagram - quem sigo

Aqui também limpei algumas páginas que seguia e não conhecia... Também por passatempos ou porque me interessou nalgum momento do tempo, estava a seguir.  Reparei também que seguia alguns jogadores de futebol e nem sabia. Limpei tudo o que não me interessa.

 

Se tivermos em conta que o Facebook é dono do whatsapp, Snapchat e Instagram, lamento desiludir algumas marcas e deixar de ser mais um número nas suas estatísticas.

 

Um não vale nada, por isso, sugiro-vos: façam a experiência, cuidando da vossa privacidade: verifiquem onde têm o like e quem vos segue ;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Passar das palavras a ação

05.01.19

Já andava há algum tempo para o fazer, mas ou por isto, ou por aquilo, ou por inércia, ainda não tinha feito.

 

Fui dos poucos autores que não partilhou no blog o pedido da m-M para a ajudar a sua irmã a encontrar um dador de medula óssea. E porquê? Porque seria hipócrita da minha parte!

Se nunca tinha doado sangue, como podia pedir aos outros para o fazer?

Capturar.PNG

 

Assim, nas férias de Natal, aproveitei e fui a um dos centros de recolha de sangue, inscrevi-me e efetuei a primeira doação.

Curiosamente, as equipas de recolha são ambulantes, deslocando-se em diferentes dias a vários pontos dos diferentes distritos, não havendo a desculpa que não há pontos perto. Ver aqui.

 

Ao divulgar esta minha ação, não pretendo ser parabenizado nem partilhar que sou generoso. Pretendo isso sim, alertar outras pessoas para importância desta decisão que pode salvar vidas. Um gesto que apenas custa duas picadelas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:08

Voluntariado - uma experiência

25.10.18

volunteer-1550327_960_720.jpg

Este ano participei numa ação de voluntariado através da Empresa numa instituição previamente escolhida.

 

A mim calhou-me colaborar no restauro e reabilitação de um lar para pessoas deficientes.

Por fases, estivemos a lixar os roupeiros, a pintá-los, a repará-los e pô-los como novos.

 

Uma doação ou uma transferência seria mais fácil. Mas o destino não se saberia qual era, depois do que vimos nas Rarissimas, nos Séculos e afins... Assim, não há volta a dar. In loco, deixamos o nosso trabalho manual e contributo  palpável para aquelas pessoas.

 

Uma experiência enriquecedora e que nos permite ver que em pequenas coisas podemos melhorar a vida em sociedade.

 

Curioso que enquanto pintavamos, uma colega dizia que sentia relaxada na tarefa. Efetivamente a pintura é conhecida por isso mesmo: teurapeutica 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38

O Metro de Lisboa - experiências

28.08.18

Metro_Lissabon_logo.svg.png

Nestes dias tive que ir Lisboa. Aproveitei as compras antecipadas da CP e paguei apenas 19 €, ida e volta. A viagem correu sem atrasos e supressões.

 

Em Lisboa, andei de metro e deixo algumas impressões

- Tenho uma má impressão do Metro de Lisboa.

Recupero que escrevi em Abril de 2017. Nessa altura, vi um jovem com aspeto de "guna" a forçar a barreira de saída do Metro e o segurança (velhote e a franzino) mesmo à frente, olhou convenientemente para o lado. Parece que o papel do segurança, não é "segurar" nada, mas sim orientar os turistas.

 

- Na Estação de Metro do Oriente, havia cinco pontos de venda automáticos de bilhetes, mas apenas 3 estavam a funcionar.

Não se percebe como uma empresa pública pode ter um serviço sem manutenção em plena mês de Agosto e numa estação tão concorrida.

 

Os cartões Viva.

Mais um cartão. Continuo com a mesma crítica: não percebo porque razão só tem a validade de um ano.

Outra coisa que não percebo é não se poder usar o cartão da CP! Porque não simplificar e criar um único cartão para CP, Carris, Metro do Porto, STCP e outros públicos?

Todos ganhavam: os utentes com menos cartões e menos custos e as empresas com menos software e base de dados.

 

- O NIF na fatura

Dado que em 2018, o IVA dos passes dos transportes públicos são dedutíveis para efeitos de IRS, releva colocar o NIF na fatura.

No metro de Lisboa, já é possível de forma simples colocar o NIF. No final do carregamento, o ecrã questiona a pessoa se quer nº de contribuinte. É muito prático (embora devesse ser questionado ao utente se quer logo associar o NIF no momento da compra do cartão, à semelhança do cartão Continente e do Pingo Doce, podendo este em cada comprar colocar o prédefinido ou outro ou nenhum. Era mais rápido no dia a dia).

O sistema que a CP e a Metro do Porto está a usar, não lembra a ninguém. Extremamente complexa e desincentivador ao pedido da mesma.

 

P.S.: Vou dar esta sugestão para o email do Simplex. Vamos ver se ao menos respondem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03

Na mudança de operadora, ganha-se uma televisão

01.06.18

O período de fidelização do meu contrato de Internet+Telefone fixo+Cabo chegou ao fim. Recebi uma chamada da operadora para renovar contrato. Os meus colegas de trabalho sugeriram ir a uma loja "multimarca" ver as campanhas pois valiam a pena. E valem. Ora vejam:

 

Worten Mobile

Na mudança da operadora oferecem uma televisão (da marca branca deles) mas só se mudar para a nos ou meo.

 

Phone House

Na mudança da operadora oferecem uma televisão ou um voucher de 100 Euros e uma mensalidade grátis.

 

Pelo que vi para o serviço que tenho,o preço é praticamente o mesmo nas três operadoras (boa notícia! )

 

Para quem precisar de uma televisão nova, vale a pena aproveitar estas campanhas. Como não preciso, não vou mudar só por mudar porque o que pago até é o preço mais baixo. No entanto, ainda vou regatear a mensalidade grátis, que é oferecida pela Phone House e Nos (vi hoje a publicidade).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Experiência do Último: um trail (desta vez a sério)

09.05.18

Sábado foi dia de fazer algo que estava nas "resoluções" para 2018: fazer um trail.

No ano passado e em Abril fiz uma versão da caminhada, gostei e fiquei com vontade de fazer mais.

 

No sábado foi a sério!

O ginásio que frequento organiza alguns eventos no concelho e com o incentivo dos colegas do grupo de corrida, ganhei coragem. Increvi-me a particpei na prova cornometrada, vi que tinha poucas flutuações de altitude e lá fui eu. 

IMG_20180505_190051.jpg

 

Digo-vos que adorei!

Foi das melhores experiências recentes que tive e foi uma tarde de sábado muito bem preenchida.

Na subidas fui a passo para não me cansar e porque ainda pouca resistência, nas descidas ia com cuidado para não cair e nas zonas mais planas em corrida.

O meu objetivo era: chegar ao fim (apenas).

 IMG_20180505_174940.jpg

A parte mais engraçada é a passagem por zonas que não conheço, apenas acessíveis a pé, o contacto com a natureza, respirar o ar puro e os obstáculos inesperados para um amador como eu. Por outro lado, conhecem-se outras pessoas com idênticas ambições:.

Consegui chegar à meta, realizado com a minha participação e por não ter sido o carro vassoura.

Depois, veio a parte boa: o abastecimento final com pastei de nata para repôr os níveis de açúcar! 

IMG_20180505_174959.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

Um ano de espera por consulta de dermatologia no SNS

07.05.18

Hoje fui ao Centro de Saúde mostrar ao médico um sinal de carne que tenho nas costas. Como tem vindo a crescer, quero retirá-lo.

 

A médica sossegou ao dizer não deveria ser nada de grave e que sua extração era uma coisa rápida.

 

O que não é rápido é o tempo que ela apontou de espera para a consulta de Dermatologia: 1 ano!!!

 

Entendo que não seja grave, mas será que ao valor de impostos que pago, não teria direito a mais celeridade? Não desconto tão pouco quanto isso e não estamos a falar nem de um nem de dois meses?

Quem beneficia com esta ineficiência? Naturalmente o sector privado. Não estou à espera que o seguro de saúde da Empresa cubra esta extração, pois já ouvi por aí que é considerado estético 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:24


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal