Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Como dar uso a elefantes brancos

21.03.19

Há dias, a cidade de Braga, onde mora a Maria Araújo, foi eleita o  segundo “European Best Destination 2019”

Uma excelente notícia para o país e para a cidade.

 

Braga é a cidade do cimento, mas também da industria, da tecnologia, das start-ups, do empreendorismo e que contou com o contributo do visionário Carlos Oliveira.

Tem também muitos imbróglios políticos, (más) heranças de Mesquita Machado, um estádio demasiado caro, mas que suscita muito curiosidade e uma estação ferroviária no centro. Beneficia de um centro histórico muito valorizado, de um teatro muito bonito e de avenidas muito cuidadas e floridas. Se a isto juntarmos as Igejas e o recente Forum, conseguimos ver como Braga tem evoluído.

 

O Marketing é muito importante na atração de investimento e de turismo, geradores de riqueza e emprego.

Lembro-me do Fundão (que conquistou a Altran) ou de Vale de Cambra, que institucionalizou o termo "Vale encantado" ou da Lousã, que no cimo da serra tem das fotografias "instagramáveis": o baloiço com a serra no fundo e as letras douradas a dizer "LOUSÃ".

lousa.PNG

lousa1.PNG

Lembrei-me disto porque ainda não tinha partilhado convosco que num destes domingos fui correr ao Europarque. Todos os domingos de manhã, há um evento de treino de corrida e caminhada, com o patrocínio da Câmara da Feira e de um ginásio local. Fiquei admirado com a quantidade de pessoas que lá estava. Já tinha visto no Facebook a popularidade mas não pensei que fosse tanta.

 

Efetivamente, desde que a Câmara tomou conta daquilo, que tem ganho uma nova vida. Não aquela a que foi destinado (não percebo que sentido faz concorrer com a Exponor...), mas o espaço exterior está cuidado, relva cortada, limpinho, um lago catita, um restaurante tranquilo, numa espécie de reconversão do "elefante branco" e chamando a população para lá. Só 2019, já se realizaram vários eventos.

 

Exposições? Congressos? Pelo que oiço não tem havido grande coisa, mas lá que está a ganhar uma nova vida, lá isso está. Atrás destes eventos avulsos e "complementares" podem nascer novas ideias. E ainda bem!

IMG_20190310_105618.jpg

IMG_20190310_110116.jpg

IMG_20190310_110117_1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

Óleo de palma - marca Cem por cento

10.01.19

Há tempos escrevi, critiquei e alertei para o vídeo de um pobre e desgraçado orangotango que tentou defender o seu habitat contra uma retroescavadora que estava a destruir árvores pela busca de óleo de palma. Aqui.

 Há dias comprei em promoção uma granola em promoção no supermercado da marca Cem por cento na secção da Alimentação saudável.

IMG_20190103_221932.jpg

 

Em casa  e depois de já ter consumido uma parte, fui ao rótulo ver a % de açúcar e fiquei alarmado. A granola continha óleo de palma e não havia qualquer certificação!

 

Senti-me mal, porque critico a ganância da industria alimentar em não respeitar a sustentabilidade do ambiente e das espécies e depois consumo produtos não certificados e foi comprar um artigo nessas condições... Procuro ser coerente, mas já comprado, não ia deitar fora. 

 

Ainda assim, mandei um email ao apoio ao cliente da Cem por cento, criticando e questionando o critério de seleção dos fornecedores e porque razão uma marca portuguesa, que se diz saudável, não tem qualquer indicação de certificação.

 

Uma semana depois e após um reminder, partilho o feedback recebido.

 

Tendo em conta a crescente preocupação com a sustentabilidade do cultivo do óleo de palma e os seus impactos ambientais e sociais, a Ignoramus definiu como objetivo substituir, até ao final de 2020, a utilização de óleo de palma como ingrediente dos seus produtos alimentares por outras gorduras vegetais.

 

Caso a substituição não seja possível, tendo em conta as características organoléticas do respetivo produto, o óleo de palma utilizado é sempre certificado (RSPO), ou seja, de fontes sustentáveis. Adicionalmente, informamos que a Ignoramus já não considera, neste momento, a utilização de óleo de palma no desenvolvimento de novos produtos.

 

Respeitante à gama de Granolas Cem Porcento, informamos que na maioria das receitas já não é utilizado óleo de palma.

 

Sublinho a parte "novas receitas". A que comprei e estava em promoção utilizava óleo de palma e ainda falta dois longos e penosos anos para esta marca portuguesa deixar de prejudicar o ambiente. Fica o alerta!

Até lá, sempre que comprar alguma coisa desta marca irei sempre olhar para o rótulo!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30

Do fim de semana

14.10.18

Na 6ª feira foi dia de jantarada, pois uma amiga fez anos. Foi bom estar com o pessoal que já não via há algum tempo e estive um amigo em comum que trabalha na minha ex-empresa. Está fácil de ver o assunto da noite, não está?

 

No sábado, queria ler o "Jogos de raiva" do Rodrigo Guedes Carvalho, sugerido pelo Stone Art Books da Magda Pais. Aluguei-o na 4ª feira na biblioteca, mas ... esqueci-me dele em casa. Bem, optei por seleccionar os meus eleitos para os Sapos Do Ano

Aproveitei também para consultar o estudo sobre da SPEO que não refere o financiamento da comparticipação do Estado de medicamentos para a obesidade com novas taxas.

Mandara-me este fim de semana esta notícia de Paredes: a CM Paredes oferece aulas de exercício físico três vezes por semana, com a duração de 90 minutos, entre os meses de outubro e junho. As aulas são gratuitas!!! Vem reforçar aquilo que dizia dos programas municipais de incentivo à vida saudável, mas é preciso levantar o rabo do sofá.

 

No domingo, fui à corrida do Dragão. Foi a primeira vez que se realizou no âmbito da comemoração do aniversário do FC Porto.

Felizmente não choveu durante a prova.

Inscrevi-me porque a malta do meu grupo me convenceu. Foi muito fixe porque os que inscreveram foram precisamente os mais lentos como eu então fomos todos juntos e cortamos a meta no estádio ao mesmo tempo.

 

IMG_20181014_112605.jpg

 

IMG_20181014_112612.jpg

 

IMG_20181014_162510.jpg

 Boa semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Biorace Estarreja

30.09.18

No ano passado fiquei com a curiosidade. Este ano efetivei a inscrição em equipa e valeu bem a pena!

Adorei a experiência.

 

O BioRace de Estarreja tem 10 km, 20 obstáculos, com a particularidade de ser na Ria de Aveiro, junto ao Bioria em Salreu.

Um evento de desporto, espírito de equipa, mas numa zona natural e que merece ser valorizada e explorada.

Os obstáculos são: trepar montes de palha, passar ribeiros cheios de lodo onde a água dá pelo peito e as sapatilhas ficam presas no lodo , rastejar debaixo do arame farpado, exercício de braços, subir e descer paredes de rede, etc

 

Isto é a parte boa. A parte menos boa é o lodo e o cheiro a choco das inúmeras passagens pelos canais da ria. A minha t-shirt vinha cinzenta, as meias irreconhecíveis e as sapatilhas, coitadas, estive 25 minutos a lavá-las.

 

As fotos falam por si :)

Minhas

IMG_20180929_141810.jpg

IMG_20180929_141832.jpg

IMG_20180929_141852.jpg

IMG_20180929_143207.jpg

 Era uma vez uma t-shirt amarela ...

IMG_20180929_180258.jpg

Da organização

42807673_744794259193633_2716742040795742208_n.jpg

42834238_745604865779239_8246284165473894400_n.jpg

42805486_2142608649143784_4013011231412584448_n.jp

 

42920473_2142610715810244_747954948142006272_n.jpg

42834666_745603349112724_8766007472084221952_n.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

A corrida e a queima de energia

11.09.18

Ultimamente tenho ido menos ao ginásio.

Optei pelo pack de duas aulas semanais, que fica mais em conta.

Tanto é que nem tido tido peripécias para contar aqui no blog.

O facto de ao domingo ter ido correr com o grupo de corrida, leva a que sinta menos necessidade de lá ir.

 

Comecei com este grupo onde estão outros conhecidos meus à cerca de 3 meses, mas noto que a corrida me tem feito emagrecer.

De facto, eu ao fim de 5 minutos já começo a transpirar e o facto de ter pouca resistência obriga a um maior "esforço" e queima de energia.

 

Não fui só que notei quando comecei a correr. Quando comentei com o resto do grupo, mais duas pessoas "amadoras" sentiram  o mesmo.

Quanto à questão de pequeno almoço, tenho seguido as sugestões dadas.

20947375_2fuFz.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Breves do Último

30.08.18

Pequenas coisitas desta semana atribulada devido ao aconteceu ao meu computador.

- Aveia biológica

Ao pequeno almoço costumo comer aveia com iogurte. às vezes compro frutos secos e misturo, mas não muitas vezes porque costumam ser caros.Na 3ª feira vi esta aveia biológica à venda no Lidl. Um preço acessível e passei das palavras (da defesa do ambiente e da sustentabilidade) e trouxe-a. Já experimentei. O sabor é igual às outras, mas sendo biológica, passou a ser primeira escolha.

IMG_20180828_195214.jpg

 - A Câmara de Amarante

Em Junho, fui à Amarante como vos contei aqui. No post critiquei o "trânsito"  de carros em ruas que eram pedonais e que não respeitavam a sinalização.

Como cidadão e defensor da aititudes de cidadania fiz o que achei correto: escrevi um email à secção de Turismo da Câmara de Amarante a relatar e alertar a situação.

Sabem o que me responderam?

Nada.

Nem um "lamentamos" ou um simples "obrigado".

Como pode uma pessoa sentir-se incentivada a intervir para a sociedade se são as entidades (e funcionários) públicos os primeiros a ignorar?

21085417_sHaFL.jpeg

- Aretha Franklim

Já foi há alguns dias, mas não me esqueci. Um ícone da música que consta no meu MP4.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Breves do Último

09.08.18

Alguém ao almoço dizia que a quantidade de comida que coloca na marmita é bastante menor que a que coloca no prato.

Dei por mim a pensar e também me acontece isso.

A vocês também?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33

Sete Lagoas em Xertelo, Gerês

26.07.18

No domingo, fui com o grupo onde tenho ido à Serra da Freita às Sete Lagoas no Gerês.

 

A partida foi em Xertelo, que já pertence a Montalegre e é necessário andar pelo monte cerca de 7 km a pé.

É o último ponto de estrada em alcatrão para lá chegar. É possível também ir de carro até às lagoas, mas é muito inclinado e em terra batida, pelo que só quem tem cilindrada ou pouco amor à viatura pode levar.

 

O caminho pelo trilho é acessível, sem grandes riscos ou partes estreitas. Há poucas sombras, mas fomos de manhã.

Chegados às Lagoas, verificamos que tem uma hídrica da EDP que mede a quantidade de água que desce e a vista é muito bonita.

Aproveitamos para mergulhar. As lagoas parecem ser fundas e a água é muito fria :)

 

Depois de almoço, subimos o leito do rio e descobrimos uma nova lagoa mais acima, onde a água estava mais quente, mas também é mais escorregadia (porque é menos humanizada).

 

No regresso, o organizador do grupo resolveu "inovar" e fomos pelos trilhos do lado oposto do vale por onde descemos e foi um belo exercício de pernas, pois subimos e descemos as montanhas três vezes, com direito a conhecer um belo desfiladeiro mais à frente.

 

A nossa amiga Maria Araújo descreve muito bem e tem fotos muito bonitas, pois também já lá esteve.

 

Deixo as minhas fotos:

Cabril

Aldeia pelo caminho. A água do rio é espelhada. Límpida, linda, linda.

IMG_20180722_093716.jpg

 

IMG_20180722_093728.jpg

 

IMG_20180722_094149.jpg

 

Xertelo

IMG_20180722_103305.jpg

 

IMG_20180722_114934_1.jpg

 

IMG_20180722_121730_4.jpg

 

IMG_20180722_131613.jpg

 

IMG_20180722_131650.jpg

 

IMG_20180722_132552.jpg

 Lagoa mais acima

IMG_20180722_152203.jpg

 Desfiladeiro a que chegamos pelos trilhos

IMG_20180722_183106.jpg

 

IMG_20180722_184247.jpg

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:17

Peixe na marmita

17.07.18

No meu último post antes da ausência, perguntei por receitas de peixe simples para fazer em casa ou levar na marmita.

 

Uma colega de trabalho sugeriu-me uma e foi a que fiz. Fui bem sucedido.

Fiz medalhões de pescada estufados/cozidos em estrujido com azeite e cenoura com delicias do mar. A acompanhar fiz arroz de ervilhas. 

Tenho agora que experimentar o salmão que vocês sugeriram.

36941085_2111919392413119_3716010480502833152_n (1

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:13

Trilhos da Frecha da Mizarela - Serra da Freita

21.06.18

No domingo, fui com um grupo fazer um trilho à Serra da Freita. Foram 20 km, com algum calor, mas que valeu muito a pena. 

Pelas paisagens, pelo contacto com a Natureza, pelo convívio, pelo conhecimento do outro lado de Portugal.

Mais do que palavras, deixo as fotos:

 

IMG_20180617_101914.jpg

 

IMG_20180617_103119.jpg

 

IMG_20180617_111237.jpg

 

IMG_20180617_115057.jpg

 

 

IMG_20180617_134112.jpg

 

IMG_20180617_143030.jpg

 

IMG_20180617_153858.jpg

 

IMG_20180617_164819.jpg

 

IMG_20180617_181151.jpg

 

IMG_20180617_184612.jpg

 Trilho aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal