Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


José Guerra, compadrios e aldrabice - que consequências?

09.01.21

Fiquei envergonhado com a aldrabice e mentira com que mostramos aos outros países europeus como funcionam as "cunhas", os compadrios e o tráfico de influências em Portugal.

 

No caso do procurador José Guerra, o Estado português, em consciência e com intenção, optou por falsificar o currículo de procurador, acrescentando e inventando atributos, cargos e trabalho falsos para justificar a escolha.

 

Em detrimento, ficou a competência de outra procuradora que tinha sido primeira opção eleita por um órgão independente.

facebook.PNG

 Duas considerações:

- Este cenário ganhou importância e ainda mais gravidade por vir da Justiça e por nos expor à Europa

- estou convicto que não foi o primeiro nem será o único caso para cargos públicos onde a competência e mérito são preteridos às influências, compadrios e favores partidários.

 

Assim, toda a Europa ficou a saber o que é uma prática comum em Portugal e com isto houve apenas uma demissão, mas terá sido a pessoa correta? Quem ordenou esta falsificação foi demitido? Como diria, alguém depende do partido que o pôs lá ...

Seja como for, é uma vergonha que não é exceção!

Mas o que mudará daqui para a frente?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Apontamentos

28.12.20

Agora que o Natal passou e depois do choque a chacina que já escrevi na Azambuja em que mais uma vez o poder político e económico não parecem devidamente distanciados, gostava de comentar mais coisas dos últimos dias:

 

i) O Brexit e COVID no Reino Unido

As imagens são impressionantes. Em pleno 2020 uma fila interminável de motoristas para entrar no Reino Unido com fronteiras fechadas.

Uma enorme indefinição quanto ao Brexit (e antecipação de compras) e um país em pantanas que parece bloqueado sobre si próprio. Não invejo quem é motorista (será que o "sindicato" que organizou a crise dos combustíveis no Verão em Portugal vai fazer o mesmo?). Estes motoristas estão sozinhos, isolados e até sem coisas básicas como comida e wc. Como será quando as coisas começarem a faltar nas prateleiras dos britânicos ou às industrias essenciais da economia britânica o bloqueio manter-se-á?

Btw, será coincidência que este bloqueio surja na mesma altura que as vacinas?

 

ii) Não gosto muito de falar destes temas no blog. Houve um militar da GNR que perdeu parte do intestino ao cumprir a sua missão de polícia - prender um ladrão. Lê-se que nem o colete anti bala comprado pelo próprio impediu este desfecho e que há receios de represálias e foram visto individuos armados a rondar a casa do ladrão.

Parece que há inversão da ordem pública. As melhoras ao homem que ficou com o Natalestragado e o 2020 marcado.

 

iii) Muito se comentou a entrevista de João Adelino Faria ao André Ventura. Eu vi a entrevista e acho um exagero as críticas feitas. Parece que quem confronta AV é mau jornalista e acho que não é inocente esta vitimização nas redes sociais. O que faço é pensar pela minha própria cabeça e não ir na onda.

 

iv) Sobre os procedimentos do SEF, já muito foi escrito e criticado. Agora, o que não pode acontecer é haver prevaricadores que não cumprem as regras e depois vêm para os jornais queixarem-se do "excesso de força" da polícia. 

 

v) Chegam-nos notícias que houve censura na China na abordagem às notícias do COVID-19. Surpresa?

Por falar em COVID, então o local de armazenamento da vacina é secreta e a Ministra da Saúde convoca para lá fisicamente os jornalistas?

 

vi) No sábado mais um relato de terrorismo de maus tratos de idosos num lar em Portugal. O mesmo cobra 1.400 euros aos utentes e não lhes dá banho, não lhes troca as fraldas durante um dia inteiro, nega a chamada do 112 e a assistência médica. Uma vergonha de quem trata o ser humano como um objecto. Punições exemplares com prisão é o mínimo por este atentado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:47

Morte dos animais na Azambuja

26.12.20

O repúdio foi geral e depois do mal estar feito, cancelou-se a licença de caça (muito bem!) e o Ministério Público vai investigar (muito bem!).

Porém duas reações a quente merecem o meu comentário.

 

- Uma a criticar ferozmente o lobby da caça, sem se saber se foi uma "mera" caça. Não é por acaso que a caça ao javali por exemplo é permitida e há alturas do ano determinadas. O que tem de ver é a razoabilidade para o meio ambiente da caça e isso deixo para os técnicos.

 

- A segunda a prontidão com que o Ministro do Ambiente desligou a relação entre esta assassinato e os interesses económicos envoltos da construção fotovoltaica.

O Ministro armou-se em juíz e isso levanta muitas dúvidas.  Como é que passado 1 dia, ele sabe que não há relação causa-efeito?

Não apreciei esta pressa. Só depois da investigação se pode saber.

Deve haver independência entre o poder político e o económico. Nesta reação não houve!

 

- Passados uns dias, quando se levanta o tapete, além do estudo do impacto ambiental da influência destes animais nos interesses económicos dos promotores, começam a surgir até dúvida do destino da carne dos animais, até dos elevados  valores pagos pelos caçadores (7 a 8.000 €) e do nº de animais já mortos em Portugal pelo "grupo".

Diz o povo "onde há fumo, há fogo".

Que se investigue tudo o que se passou os culpados sejam punidos. Pelo sim, pelo não, a central fotovoltaica deveria ser suspensa no sentido de servir de exemplo.

 

Por último, somos sensíveis a este crime como fomos com os cães de Santo Tirso, mas o nosso SEF matou um homem estrangeiro no aeroporto de Lisboa. Terão todos reações coerentes?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Aproveitamento da morte de Sara

07.12.20

Ontem recebemos a notícia de mais um acidente mortal na estrada. A particularidade foi o facto de ter morrido uma jovem com o apelido mediático. Ontem também morreram 90 pessoas de COVID - será que alguma se chama "Carreira"?

 

Eis o que penso sobre isso.

 

- Uma morte lamenta-se sempre, mas quando é de uma pessoa com 21 anos custa mais. Porque contraria a lei natural da vida e porque tinha uma vida pela frente. Como a qualquer família, seja Silva ou Carreira, é uma dor horrível. Não sei o que é morrer um filho, mas deve ser um vazio atroz, muito atroz.

 

- Procurei e não encontro informação sobre a velocidade que o carro ia.

Será que algum dia vai ser pública?

 

- Ontem piquei duas vezes em zapping a CMTV à tarde. Numa das vezes estava Herman José a falar, na outra um cantor chamado Leandro. A estação ocupou a sua tarde a explorar a dor alheia. 

É aquele momento em que todos se solidarizam e fazem questão de o mostrar.

Tenho dúvidas quanto à ética desta programação dado que a Cofina é ressabaida e perseguidora de todos os que compraram a TVI há semanas. Além de Cristina Ferreira, também Tony Carreira entrou no negócio...

Vejo agora, que foi líder de audiências. Ou seja, compensou-lhes a "emissão especial"... Mal esteve quem lhe deu audiência e quem lhe deu conteúdo, procurando aparecer com o seu depoimento.

 

- Marcelo Rebelo de Sousa

Critiquei o protagonismo que deu a Pedro Lima e critico agora novamente. A jovem de 21 anos nada contribuiu para o país para ter os lamentos personalizados do Presidente da República (a nota de pesar foi no site oficial da Presidência). Todos os dias morrem pessoas na estrada, agora de COVID e muitas delas vítimas de incompetência de médicos em hospitais. Não faz sentido, em véspera de eleições, esta marcação de terreno.

A mesma crítica se estende a Marques Mendes - quantas vezes terá ouvido um concerto do pai Tony?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52

O complexo da transparência

27.11.20

Li este post de um presidente de câmara e fiquei a pensar ...

espinho.PNG

Porque é que a política e gestão de um bem público tem de ser feita de forma "discreta e silenciosa"? Não fui eu que escrevi, foi o próprio presidente que usa a sua página pessoal do Facebook para justificar à população que representa as suas decisões, quem escolheu estes adjetivos.

 

Eu acho que às vezes os políticos se esquecem de que estão a representar o povo e lhes devem explicações. 

Não sou eleitor nesta cidade pelo que posso dizer que este post ressabiado em nada apaga o arboricídio cometido pela cidade em nome de ciclovias eleitoralistas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Concorrência na sua pureza

10.11.20

concorrencia-direta-indireta.jpg

As operadoras de comunicação - NOS, MEO e Vodafone decidiram ao mesmo tempo aumentar o preço dos seus serviços de Net+Telefone+TV 1 €.

As três exatamente com o mesmo aumento, para o mesmo valor, ao mesmo tempo.

Em 2015, quando subscrevi o serviço, o preço era 25 €.

Em 2020, o preço é 30 €

 

A conta é simples: aumentou 20%

Neste aumento a capacidade de download/upload baixou 70%!

 

A inflação certamente não andou por estes valores e muito menos em 2020. Os salários também.

Onde anda a Autoridade da Concorrência? Está o consumidor protegido? 

A notícia sai aqui. Ainda não vem na minha fatura, mas já fui aos sites das operadoras confirmar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:52

Choque

16.10.20

Ontem surpreendeu-me um post no Twitter de uma pessoa que se dizia chocada com a partilha da apresentadora Cristina Ferreira em que uma fã dizia que tinha as 4 televisões da casa para aumentar a audiência (é insensato porque as audiências medem-se por amostragem). O post tinha muitos likes e retweets.

 

Hoje na RTP, noticiou-se maus tratos a idosos. 

 

IMG_20201016_133215.jpg

 

Casos horrorosos que devem estar em horário nobre de maus tratos, violência e abandono.

Condições indignas em qualquer país e que são um atentado aos direitos humanos.

Em lares legais e lares ilegais.

Vem de encontro ao que já aqui escrevi: se nos lares legais foi o que foi em relação ao COVID (e que pouco mudou até agora - anunciou-se uma equipa especial para o efeito para logo a seguir haver denúncias de que não há profissionais suficientes), o que terá sido nos lares ilegais?

Porém, não percebo o silêncio cumplice de todos os que sabiam o que passava no "Lar do Comércio" e que agora vêm fazer denúncias para as televisões e que deixaram que estes crimes se arrastassem pelo menos desde 2012. 

Silêncio do Estado, o mesmo que tem como função a "proteção" dos cidadãos e que sabia de tudo. 

O mal é de quem lá está a sofrer e não pode denunciar, seja por não ter opção ou incapacidade física ou psicológica.

IMG_20201016_133242.jpg

Este é o retrato fiel do porquê do país não sair da cauda da Europa: preocupamo-nos com o acessório, com o que brilha e dá likes, em vez "ouro", da qualidade de vida, da felicidade humana e do respeito pelos outros.

 

PS: Até o PR comentou a infeção de Cristiano Ronaldo (até falou com ele!), fechando os olhos a estes idosos. Todos são portugueses!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:33

Algo está errado

15.10.20

Este flyer estava na caixa do correio.

Como não quero fazer publicidade, ocultei o nome da marca.

Como é possível em plena pandemia com estado de calamidade, com imensas restrições à nossa liberdade, uma grande superfície promove marketing que incentiva a correrias tipo "black friday"?

abertura.PNG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13

Cuidado com as fraudes da MBwAY

12.10.20

Cruzei-me com este vídeo. Muito útil sobre as precauções a ter no MBWay.

E fica a pergunta: gastam-se tantos Euros em consultorias, estudos e afins que depois vão parar aos stands das grandes marcas de carros e aos restaurantes de lagosta deste país, porque não criar campanhas de prevenção de fraude na aplicação do MBWay dado o desconhecimento das pessoas?

 

  • Nunca adiciones um número de telemóvel que não seja o teu quando estiveres a aderir ao MB Way 
  • Nunca partilhes os códigos de verificação na criação da conta MB Way com outras pessoas
  • Em caso de roubo ou perda do teu telemóvel, dirige-te a um multibanco e cancela o serviço.
  • O comprador (burlão) usa a funcionalidade “Pedir dinheiro” em vez da funcionalidade “Enviar dinheiro”. O vendedor recebe uma notificação MBWay no telefone que lhe pede para “Enviar Dinheiro”. O vendedor  carrega em “Enviar dinheiro” por erro e em vez de estar a receber dinheiro, está na verdade a enviar dinheiro ao comprador!

Ver este artigo de alerta aqui

*Post sem qualquer patrocínio. Eu é que achei muito importante de partilhar. Até para minha própria atenção!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48

O presidente do Tribunal de Contas

10.10.20

tdc.jpg

 

Não conheço ao detalhe a função, nem as pessoas em causa. 

Porém, daquilo que ouvi esta semana, ficou a sensação que para um cargo que exige a máxima integridade, num contexto próximo de gestão de valiosos fundos europeus onde é público a fraude que existe, dispensou-se uma pessoa idóneo, isenta e "julga" cegamente e sem olhar a cores políticas.

 

Promoveu-se uma pessoa próxima de José Sócrates, Mário Lino e Paulo (sinal vermelho de alarme!) e que esteve envolvido num dos negócios mais ruinosos para o Estado português e para os nossos bolsos, sendo acusado de ter "dado indicações sobre como contornar o chumbo das PPP".

 

Tudo isto com a bênção de Marcelo Rebelo de Sousa e Rui Rio (sendo que este também teve problemas que o presidente dispensado quando foi Presidente da CM Porto). Nem sei quem andou pior aqui, honestamente!

 

Num cargo e num país que se quer de bem, estas trocas sucessivas e intencionais não devem acontecer!

 

Vamos falar do COVID, vamos falar da Cristina Ferreira, vamos falar do futebol e do Bruno Lage, vamos falar das audiências da SIC. Há coisas muito graves a acontecer... 

PS: Ou é impressão minha, ou ultimamente António Costa parece demasiado arrogante. Este 2º mandato anda-lhe a fazer mal ao ego... Já MRS pode ter dado (mais um) tiro no pé. Terá dado um trunfo a Ana Gomes? E até ao AV?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.