Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais uma xico espertice

16.11.19

Capturar.PNG

Esta semana uma notícia chamou-me a atenção. Ao clicar, constatei que era exclusiva para assinantes.

Procurei no Google News a notícia e o site do jornal concorrente tinha a conteúdo da notícia resumido numa notícia aberta.

Fiquei a pensar nisso.

 

O modelo de negócio dos jornais digitais depende muito das assinaturas e dos cliques.

Se no caso das assinaturas existe esta espécie de concorrência desleal, põe em causa o negócio de cada um e da industria como um todo. Não me parece nada ética, ainda que refira a fonte e que é um "conteúdo pago". Ora bolas, se um coloca o acesso pago para passado uma hora já ter o concorrente a pôr aberto a resumir a notícia, não faz sentido.

Quanto aos cliques, já critiquei várias vezes a estratégia do clickbait: títulos imprecisos ou inconclusivos para levar o leitor a clicar, muitas vezes saindo as suas expetativas defraudadas. Tudo para mostrar o nº de visitas e pageviews aos anunciantes.

 

Porém, não é só nos medias que esta "xico espertice" acontece. Em muitas outras coisas, uns tentam ficar com o mérito e destruir o outro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:31

O que fica por dizer

01.07.19

corrupção.PNG

Quando se fala em corrupção e no seu combate, vêm-me logo à cabeça três nomes: Maria José Morgado, Joana Marques Vidal e Álvaro Santos Pereira.

Os três tentaram remar contra a maré e os três acabaram afastados pelo "sistema" das suas funções executivas. Ora por fim de mandato, ora por demissões forçadas (na prática).

 

Os três têm em comum o facto de que quando falam da corrupção e dos lobbies do país deixarem sempre algo por dizer.

Chega a ser incomodativo para quem ouve, porque fica sempre a sensação que sabem mais do que aquilo que realmente dizem.

 

Esta semana ficamos a saber:

- Portugal não implementou 73% das práticas anticorrupção do país

- Álvaro Amaro não pôde ser detido por ter "imunidade" europeia e o seu líder partidário assobia para o lado

- No governo não está melhor. Das enésimas nomeações familiares de competência dúbia,  só três foram afastados.

- Em Barcelos, o presidente acusado de corrupção quer continuar a exercer o cargo onde é acusado de cometer crimes a partir de casa.

- De Pedrogão nem vale a pena falar.

 

Ah, no dia das próximas eleições lá vem o discurso da abstenção...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:19

O Ribadouro

06.05.19

books-4118058_960_720.jpg

Este fim de semana muito se falou de Educação.

A minha opinião sobre os professores, o estado do ensino e o que realmente deveria preocupar os sindicatos é conhecida.

 

Hoje vou falar de uma notícia que foi ofuscada no fim de semana sobre a investigação de viciação de notas do Colégio Ribadouro.

 

Quem estuda no Porto, sabe que quem quer ir para Medicina e não tem média na escola pública, só tem uma solução: ter pais ricos e inscrever-se no Externato Ribadouro. As notícias de investigação de empolamento de notas (nomeadamente a Ed. Física) não surpreendem. 

 

Segundo o que se ouve, o ensino é totalmente vocacionado para ter boas notas nos exames nacionais. E ainda bem que existem exames nacionais que são iguais para todos os alunos, evitando o favorecimento através das notas internas.

 

Um primo meu que estudo Medicina na U. Porto contava no Natal que existe uma diferença muito grande entre os alunos que chegam da escola pública e dos colégios. Há casos e casos, mas a capacidade de desenrasque, raciocínio e (des)formatação dos alunos provenientes do ensino público é maior.

 

Esta é uma dicotomia interessante que pouco se tem falado nos últimos tempos: ensino privado vs público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32

Do fim de semana

07.01.19

Este fim de semana, foi bastante preenchido. 

 

No sábado, fui visitar uma fábrica, cujos donos são amigos dos meus pais. Como a fábrica estava a laborar de manhã, convidaram a minha família a visitar o processo produtivo. Um deles contou a história da empresa, os produtos, que os irmãos começaram do zero, as dificuldades de ser empreendedor e empresário em Portugal, o alto carácter inovador do negócio, etc. Impressionante a paixão e orgulho com que fala do seu rebento.

Aprende-se bastante nestes contactos.

 

Porém, já a minha mãe me tinha dito que metade da família lá trabalha e que um dos filhos de apenas 22 anos já trabalhava lá e tinha plenos poderes.

As empresas familiares são assim: ou funciona bem ou funciona mal.  Durante a conversa não perguntei como era o nível salarial, mas olho sempre de lado para a geração que tem tudo de mão beijada e que não lutou para ter um emprego ...

 

Depois fomos almoçar fora. Aproveitei para tirar esta foto à praia. 

IMG_20190105_131831.jpg

À tarde fui à São Silvestre de Espinho, a única em que me inscrevi. Antes fui espreitar o programa da RTP que estava a decorrer em direto ao lado da partida. Chamou-me a atenção a simpatia do apresentador mesmo no intervalo, com as câmaras desligadas, bem como a grande frota que a RTP alocou ao programa em direto. Muitos e muitos carros.

IMG_20190105_171803.jpg

Quando cheguei e depois de tomar banho, o meu pai perguntou-me se queria ir jantar fora. Depois de 10 kms já só tinha fome.

 

No domingo, de manhã aproveitei para ir ao calçadão da praia novamente. De tarde, fui ao Aldi com os meus pais ver se encontrava as famosas almôndegas de soja, mas ... nada. Reparei sim, que a aveia Bio é mais cara 0.80 € no Aldi face ao Lidl...

IMG_20190106_101424.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Como legitimar os Bolsonaros que por aí andam?

01.11.18

image.jpg

 

Fomos surpreendidos com a foto de Isabel Moreira a pintar as unhas no Parlamento.

Não posso concordar esta atitude, por ser no local que é e a desempenhar as funções que tem.

 

Um deputado tem nobre arte de representar o povo. De comandar os seus destinos, fazer as leis de um país.

 

É eleito porque está nas listas de um partido, sem que individualmente o possamos excluir porque não gostamos dele, sendo o seu salário é pago com os nossos impostos.

O que se pede é que seja reto nas suas atitudes. Neste caso, é inaceitável o que se sucedeu.

 

Tive o cuidado de ir ao Facebook da deputada ver se havia algum pedido de desculpas, mas não.

Atacar a oposição com proviocações baratas deve render mais likes.

 

E estamos a falar de uma deputada que, e bem, deu a cara na manifestação contra a decisão absurda do Tribunal do Porto que absolveu os violadores de uma jovem inconsciente na noite portuense (não sei quem ganha as viagens, no entanto ...).

 

Esta arrogância e desrespeito da filha de Adriano Moreira, põe me causa as instituições, a democracia e são atitudes destas que fazem legitimar os Bolsonaros que por aí andam. Dá aso a movimentos populistas e esta senhora está a dar os argumentos (e fora o que as fotos não captam).

 

P.S: Ontem um decisão exemplar contra os maus tratos a animais. Uma crueldade, com desculpas de que não tinha dinheiro para o veterinário. Acresce que o criminoso faltou à audiência estando foragido, mas defendeu-se ... num jornal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

A taxa turística

03.10.18

Há dois anos fui a Lisboa em trabalho.

portugal-465234_960_720.jpg

  

Cheguei às 21 h à Estação do Oriente, deixei as coisas no hotel (percorri 200 metros de rua), fui ao Vasco da Gama trabalhar, voltei e no dia seguinte de manhã apanhei o comboio das 9 h de regresso ao Porto.

 

Estive na cidade 12 horas, a maioria em propriedade privada. Como dormi num hotel, paguei 1 € de taxa turística.

 

Pergunto: se uma taxa pressupõe uma contrapartida, o que provoquei à cidade para ter de a pagar? 

Porque razão paguei uma taxa "turística" se dormi em Lx para "trabalhar"?

 

Isto vem a propósito da taxa turística que querem colocar em Fátima. Para o bem ou para o mal, é mina de fazer dinheiro e a pergunta é: o turismo religioso também deve ser taxado? Em que é que a Câmara de Ourém vai aplicar a receita da taxa?

Faz sentido um peregrino vir a pé e quando chega à catedral, se quiser uma cama para descansar, ter de pagar o "extra"? Tem de pagar uma taxa "turistica" se quiser dormir em Fátima na noite da procissão das velas?

 

aqui o disse, que vi uns turistas a urinar na rua na noite do Porto e mesmo com a taxa a ser cobrada não vi ainda colocados mais WC públicos ...

 

Ou seja, tenho sérias dúvidas se a receita da taxa turística é aplicada naquilo que se diz que é, ou é para outros fins ... não turisticos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

Reality Show Marcelo

07.08.18

O presidente Marcelo anda a visitar e a promover como destino turístico algumas praias e locais do Interior do país. Até aí, parece-me muito bem.

 

O que não me parece bem é um jornalista da SIC ir no banco de trás do carro de Marcelo a fazer perguntas vazias ao presidente, ao estilo reality show.

Duas questões:

- Não é a Internet que mata o jornalismo. É o jornalismo que auto se destroi com conteúdos vaziospatrocinados camuflados e ao serviço das marcas (três exemplos da SIC que já relatei no blog)

- Marcelo foi promover o Interior ou foi-se autopromover? 

 

É que não encontro uma razão lógica para a presença do jornalista na sua viatura! E não percebo como é que há sempre jornalistas que sabem onde Marcelo anda.

Capturar0.PNG

 P.S. Do Sudão do Sul, terra de atrocidades, guerra e na cauda dos indicadores de bem estar e desenvolvimento, chegam notícias de um acordo de paz. Que assim seja!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:18

Fui ao hospital privado

27.06.18

Lembram-se que em Maio fui ao Centro de Saúde e a médica apontou para um ano de espera para a consulta no hospital?saude.jpg

 

Aproveitei o seguro de saúde da Empresa e fui ao Hospital Privado. Assunto resolvido. Já tirei o sinal de carne!

 

Hoje fui ao centro de saúde para tirar o ponto e apesar de ter o serviço de enfermagem marcado, a enfermeira faltou e não me conseguiam dar uma hora para ser atendido. Ainda esperei 45 minutos e tornei a ir ao Hospital Privado para o tirar. Paguei, mas estive 1 minuto à espera e ficou tratado.

 

Se é verdade que num mês ficou tudo resolvido (2 semanas para a consulta + 2 semanas para a microcirurgia), dou por mim a pensar:

Para que pago IRS?

Que raio de resposta do SNS, que propõe um ano de espera e não consegue cobrir faltas de funcionários? 

Estou desiludido com o estado da saúde em Portugal, porque eu tenho o seguro de saúde da Empresa e consegui pagar o serviço num Hospital Privado, e quem não tem? 

 

P.S.: Quando cheguei, hoje, vi lá o presidente da Câmara Municipal. Olha a ver se ele foi ao Hospital Público ... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Cosmética na visita de Angela Merkel

31.05.18

Vi uma reportagem da visita de Angela Merkel ao Porto e houve várias coisas que chamaram a atenção.

 

- Visita ao Porto

Incluir uma cidade que não Lisboa numa visita de estado é novidade. Portugal não é Lisboa. Existe mais país.

 

- A cosmética da amostra

Foi à Bosch, a laboratórios cientificos, passeou pelo Porto e ... o resto do país? O Portugal profundo? O Portugal que foi incendiado em Outubro? 

Ainda assim, concordo com os exemplos mostrados.

 

- A língua

Não percebi a razão de falar alemão, quando muito pouca gente sabe falar alemão em Portugal.

Vá lá, que António Costa também falou na língua nativa, mas haveria necessidade de tradutor se fosse o inglês?

 

- O fecho da ponte D. Luís

O turista e morador comum tem que ir nos passeios curtos e perigosos da ponte. Para a visita de estado fechou-se a mesma. Mais um exercício de cosmética, numa altura em que surgem cada vez mais queixas do perigo dos passeios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24

Cuidar da democracia

27.04.18

 "Não o minimizemos. Os vazios que venham a ser deixados pelos protagonistas institucionais alimentarão tentações perigosas de apelos populistas e até de ilusões sebastianistas, messiânicas ou providencialistas."

 

 

Retive esta frase do PR nas comemorações do 25 de Abril. A classe política desgasta-se a si própria. Pior, ouvir Calos César a comentar estas declarações é ainda pior, depois da polémica dos subsídios às viagens insulares e de este ter toda a família em cargos públicos, sem "concurso".

 

Somos constantemente bombardeados por abusos da classe política, seja de poder, seja na apropriação de rendimentos, seja nos ajustes diretos ao amigo ou ex-patrão. Tudo isto são facadas na democracia.

 

180425-PRMRS-RO-0029-7598.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:14


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal