Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Segunda opinião médica

02.06.21

IMG_20190815_065624.jpg

Neste último ano, comecei a correr mais por força do isolamento social do teletrabalho, do encerramento do ginásio e por ser uma atividade outdoor. 

 

Há umas semanas, comecei a sentir que o meu pé ficava dormente ao fim de algum tempo de corrida. Paro, relaxo o pé e continuo. Não fico com dores subsequentes nem pós treino. Estranhei ser apenas passado aprox 8 meses de ter aumentado o ritmo.

 

Fui ao ortopedista, mandou-me fazer uma ressonância magnética ao pé (valeu-me o s€guro de saúde) e diagnosticou-me o síndrome tubo társcico porque tenho um tornozelo mais largo que outro. Veio com um discurso alarmista para parar com tudo o que implicasse mexer o pé e que a solução era a ... cirúrgia.

Em casa, assustado, ao comentar com a minha mãe, ela disse-me que desde criança que tenho essa caraterística e que nunca deu problemas. Ainda reclamou comigo por ter ido ao médico por isso.

 

Há duas semanas, procurei uma segunda opinião médica. Outro médico ao ver exatamente a mesma ressonância e o mesmo pé, diz que não concorda com o anterior. Que não acha provável ser o tubo társico porque o meu relevo é mais acima que o tubo társico. Ficou de pedir uma opinião a um colega.

 

Conclusão: acho que fiz bem em ouvir uma segunda opinião e não sendo consensual não mexe em nada. Diminui-se o ritmo, a cadência e a distância para evitar problemas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:45

A nova saída da casa dos pais

31.05.21

Li o título deste artigo da revista sábado e logo me prendeu a atenção. Abri o link e logo me identifiquei porque me está a acontecer exatamente a mesma coisa.

90539290_2580920812179639_1107010726574161920_n.jp

Há seis anos atrás, por razões profissionais, tive de sair de casa dos pais. Passei a ir apenas ao fim de semana. Em Março de 2020, com a imposição do teletrabalho obrigatório, a solução foi inevitável: voltar para casa dos meus pais. O sótão virou escritório e por aqui tenho estado no último ano.

Durante este tempo continuei a pagar a renda e as despesas fixas do apartamento alugado

.

Voltar para casa dos pais impôs-se pela incerteza e porque não havia necessidade de estar sozinho nem isolado numa outra cidade longe dos meus. Como tudo na vida, uma mudança implica adaptações. 

 

As coisas boas de ter mesa, cama e roupa lavada, constataram com a rigidez dos horários e a redução da autonomia. Para mim não foi um problema, mas neste desconfinamento progressivo já tinha saudades da minha rotina, poder fazer as minhas compras e as minhas refeições, preparar a marmita, ir ao fast food de vez em quando e jantar às horas que me apetece.

 

Até os nossos animais de companhia sentem porque já nos deixam de ver tão amiúde como há umas semanas atrás.

Posto isto, não sei como vai ser o futuro, se será um misto de trabalho presencial ou virtual, se não. Vivemos tempos de muito incerteza. Até lá, vou alternando umas semanas lá, outras nos pais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:25

Regresso ao trabalho e a casa

03.06.20

Esta semana, primeira de Junho, foi o regresso ao trabalho e a casa, depois de dois meses e meio nos pais perante um desconfinamento "inédito".

 

A minha empresa está a fazer turnos quinzenais e já tinha saudades do escritório e da rotina. Boa ou má, é a nossa rotina. 

Estas primeiras horas, tem sido de adaptação às máscaras, aos desinfetatntes e aos acrílicos. 

 

Em casa, não foi fácil trazer a roupa. A que ficou foi a de Inverno e já não me lembrava do que havia e do que não havia.

Ao abrir a porta, a primeira coisa que reparei foram as horas. Os relógios ainda estavam pela hora de Inverno. 

Abri as torneiras, o gás e as janelas para arejar e fui ver a dispensa e verificar se havia alguma estragada e a data de validade. Felizmente pouco se estragou. Alguns medicamentos de reserva também expiraram.

 

Fui ao supermercado e voltei às marmitas. Tinha saudades das minhas experiências, dos meus cozinhados e por isso ontem fiz perú à Brás. Sem batatas, mas com ovo, curgete, alho francês e cogumelos. 

frango à brás.PNG

Nas compras, continuei com os hábitos ecológicos: levei saco de casa para as compras, para os legumes e para o pão. Até de fazer a minha reciclagem tinha saudades,

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

O cão da casa

09.04.20

Quem me segue no Instagram já reparou que volta e meia partilho a foto da cadela dos meus pais. Nunca tinha falado dela no blog.

Este é o meu post positivo de hoje.

Nito.PNG

Nestas dias, ela deve ter estranhado ver-me tanto tempo consecutivo em vez de ser só ao fim de semana. Não sabemos a sua história, uma vez que foi adotada a uma associação. Não sabemos se se perdeu ou se foi abandonada, mas vinha com sinais de maus tratos como tantos outros.

Adoro cães e concordo com quem diz que aquilo que nos dão, é muito mais do aquilo que nós podemos dar e é bem verdade. O seu amor é genuíno e a sua receção ao fim de semana é do mais calorosa e beijoqueira que há.

Os cães são animais solitários, fazem e precisem de companhia. Por essa razão, não tenho nenhum em casa. Prefiro em casa dos meus pais onde tem a minha avó a fazer companhia uma à outra.

Nestes dias, servem muitas vezes de desculpa para sairmos à rua, com o pretexto de os passear. Não percebo algumas fotografias chocantes que volta e meia nos chegam de maus tratos. 

nito0.jpg

Devido ao isolamento, existem cada vez mais opções online para comprar ração para cães como a Telecão. Quem frequenta estas lojas, já sabe que existe ração para cães de raça pequena, grande ou outras necessidades.

 

A minha engordou um pouco desde que veio cá para casa. O veterinário sugeriu a ração light. É um pouco mais cara mas um saco de 3kg dura bastante tempo.

Nestes dias de chuva, mete-se na manta dela e ninguém a vê, mas a companhia está lá.

nito.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50

A minha semana

07.03.20

hospital.jpg

 

Esta semana foi passada meia no hospital , mas ontem, para acabar a semana, consegui fazer uma corrida com o grupo habitual.

 

No início da semana o meu pai foi operado à coluna. Uma operação delicada mas sem grandes riscos.

Porém, o probelma foi que a cirurgia começou atrasada 1 hora e a anterior demorou mais 30 minutos. Em conclusão começou 1,5 horas atrasada mas ninguém avisou. A minha mãe, e todos nós no trabalho, começamos a ficar preocupados. A custo lá obteve a informação do atraso. Acho que foi das tardes mais dificeis de trabalhar, com o coração apertado e com a ansiedade se tudo ia correr bem.

Felizmente correu e na 4ª feira já teve alta. A recuperação vai ser longa e gradual. O pai não é muito disciplinado com os medicamentos, tendo um pouco de aversão com os "químicos para o organismo". Porém, vamos vigiá-lo para se porte bem e siga as instruções do médico.

 

Não dava para médico nem enfermeiro. Não gosto nada de hospitais, até o cheiro me incomoda 

 

E a minha semana foi isto, entre trabalho e hospital.Ontem que bem que me soube espairecer a cabeça e estar na galhofa com o grupo de corrida.

 

PS I: Continua o drama com os refugiados sírios, envolvendo Grécia (entenda-se União Europeia) e a Turquia. Lamento o sofrimento dos inocente que não têm culpa das maldades dos seus líderes. E é cada vez mais um "drama".

PS II: Sobre o vírus, continua a sua expansão e as medidas redobradas de cuidado. Acho que tudo se quer no momento certo.

PS III: Um treinador de futebol foi valorizado em 10 M €, no mesmo dia que o Fisco andou a analisar crimes de fraude e evasão fiscal nas comrpas e vendas milionárias de jogadores de futebol. Parece-me um valor astronómico. Alguém o pagará.

Um dos bancos que perdoou (ou quer perdoar) créditos malparados ao Sporting, está a sugar dinheiros públicos na sua recapitalização.

PS IV: Amanhã é o dia da Mulher. Que sirva de reflexão para o caminho que a sociedade portuguesa, europeia e mundial quer seguir. Haver dias dedicados e oferecer rosas não chega. De todo. Há um longo caminho a percorrer. Alguns passos felizmente já estão a ser dados. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:57

A verdade é como o azeite

12.06.19

IMG_20190612_213211.jpg

 

... Vem sempre ao de cima.

 

Hoje fiquei fo****. Soube que uma ex-colega do departamento andou a minar o meu ex-chefe sobre mim. 

Ela pode dizer o que quiser, mas um bom manager tem de ser idóneo e pensar pela própria cabeça.

 

A parte boa: já saíram os dois da empresa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:58

Da Páscoa

22.04.19

A Páscoa significa tradição.

 

Além das amêndoas, costuma-se cobrir a entrada com flores e abrir a porta ao compasso. Beija-se a cruz e repete-se o "Aleluia".

Desde que o meu avô morreu, que a minha avó nunca mais abriu a porta.

 

Porém, manteve-se o costume de visitar a madrinha, levar o ramo e trazer o ramo.

Nisso tenho mais sorte que a minha irmã. Diz o padrinho dela que a partir do momento que começasse a trabalhar acabasse a notinha. E assim foi.

Nisso, a minha madrinha diz que dá o folar ao afilhado até morrer, desde que receba a sua visita.

Esete ano assim foi mais uma vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:13

Desabafos - primeiras impressões

17.01.19

eye-2683414_960_720.jpg

Sou uma pessoa tímida, que joga à defesa preferindo o silêncio e a observação nos primeiros momentos. Só ao fim de alguns dias, costumo ganhar conforto e confiança e me começo a soltar mais.

 

No trabalho, tenho uma nova chefia desde o início deste mês. Esta semana, ao delinear a estratégia do departamento para os próximos tempos, partilhou as primeiras impressões acerca de mim. Entre vários elogios, deixou-me um ponto de melhoria. Achou-me uma pessoa insegura e pouco confiante! Que podia ter brilhado muito mais numa apresentação!

 

Comentei com uma colega que tb vai se ela também achava que demonstrava insegurança e ela respondeu-me:

- Eu já te conheço e sei a tua forma de ser. Ela não.

 

Interessante, este comportamento do ser humano e dos traços personalidade. A minha personalidade mais tímida e acanhada perante situações e pessoas novas, fez transparecer insegurança e falta de confiança. São estas críticas que nos fazem crescer e tenho um desafio dos soft skills para melhorar. Já sei que tenho estas características mas foi a primeira vez que me apontaram como um ponto a melhorar. E ainda bem que diz agora no início...

 

Para o mês que vem tenho que ir cheio de personalidade, mesmo que não perceba nada do que reporte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:40

Ambiente de Natal

16.12.18

O Natal está quase a chegar e vou acompanhar a malta da blogosfera e partilhar algumas fotos cá de casa 

IMG_20181214_002305.jpg

IMG_20181214_002323.jpg

IMG_20181215_114247.jpg

IMG_20181215_114257.jpg

IMG_20181215_114307.jpg

Há embrulhos e ambrulhos, mas este não resisto em partilhar. Está fofo de mais!

IMG_20181215_204419.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:21

Ele está a chegar

30.10.18

Dentro de dias, ultrapasso aquela barreira psicológica dos 20 e entro nos 30.

Gosto da minha idade: 29

Porque não podemos continuar sempre com a mesma idade? 

 

É uma pergunta retórica, mas que pesa sempre na hora da resposta ou no cálculo mental dos outros quando dizemos que somos de 88. :)

 

Bem, mas não há volta a dar. Estou a evitar balanços de vida e sobretudo comparações. Acho que não me levam a lado nenhum

 

Este fim de semana notei que a minha mãe anda com os 30 na cabeça. Vira-se para o meu pai e:

 

Mãe: Já estou cansada desta mobília - há 30 anos que a temos!

Pai: 

Mãe: E este quadro? Há 30 anos que olho para ele!

Pai: 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:53


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.