Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Na mudança de operadora, ganha-se uma televisão

01.06.18

O período de fidelização do meu contrato de Internet+Telefone fixo+Cabo chegou ao fim. Recebi uma chamada da operadora para renovar contrato. Os meus colegas de trabalho sugeriram ir a uma loja "multimarca" ver as campanhas pois valiam a pena. E valem. Ora vejam:

 

Worten Mobile

Na mudança da operadora oferecem uma televisão (da marca branca deles) mas só se mudar para a nos ou meo.

 

Phone House

Na mudança da operadora oferecem uma televisão ou um voucher de 100 Euros e uma mensalidade grátis.

 

Pelo que vi para o serviço que tenho,o preço é praticamente o mesmo nas três operadoras (boa notícia! )

 

Para quem precisar de uma televisão nova, vale a pena aproveitar estas campanhas. Como não preciso, não vou mudar só por mudar porque o que pago até é o preço mais baixo. No entanto, ainda vou regatear a mensalidade grátis, que é oferecida pela Phone House e Nos (vi hoje a publicidade).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Jornalismo de conteúdos patrocinados

01.08.17

Vi este vídeo da jornalista Joana Latino em que a boca fugiu-lhe para a verdade sobre os "conteúdos patrocinados" não identificados.

Vejam por favor o minuto 14:39 ao 15:19.

 

Diz a jornalista que a RedBull não achou piada à peça jornalistíca da SIC do evento patrocinado pela marca nos Açores (Cliff Diving) no ano passado e "insisitiu" (estou a citar) para que fosse a Joana Latino a fazer a notícia.

 

Mas então ela vai fazer uma "notícia" ou um "conteúdo patrocinado"?

É a RedBull quem manda na redação da SIC para dizer quem vai ou quem não vai?

A RedBull até pode escolher e pagar a viagem aos Açores, mas para isso tem de estar identificado que a marca assim o fez. Será que vai estar?

 

Curiosamente, já há tempos tinha questionado as opções editoriais e a falta de crítica no Visão Sete, pois não havia nada que identificasse que fosse publicidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59

Viver sozinho #3 - a ida às compras

22.06.17

A ida às compras é daquelas coisas que não conseguimos fugir, pois temos que (sobre)viver. Nesta atividade mundana, notei imensas diferenças.

 

Antes de viver sozinho, só ia às compras para comprar algum produto especifico ou ia pela solução mais fácil:

"Mãe, compra-me isto por favor"

"Mãe, se fores ao supermercado, não te esqueças por favor de comprar aquilo"

Ou então lá vai uma sms:

"Mãezinha, podes-me comprar aqueloutro pf?"

Quando a mãe não comprava algo:

"Mãe, então não compraste aquilo?"

"Mãe, está a faltar isto"

"Mãe, não acredito que te esqueceste de comprar aqueloutro"

 

Depois de viver sozinho, a ida às compras é um tormento.

 

    i) A nossa cabeça não é uma máquina de gravação. Coitada da minha mãe! Se sozinho já são n coisas, imaginar uma casa com 4 pessoas e cada com os seus gostos é de loucos!!!

 

    ii) Serei só eu a colocar um post it na carteira para não me esquecer de alguma coisa? 

 

    iii) Serei só eu que me esqueço sempre de alguma coisa???? Pior, é estarmos a entrar do carro e lembrarmo-nos que falta "aquilo"! kkkkkk

 

    iv) Tenho a tendência para me lembrar do essencial (iogurtes, cereias e afins), mas quando sai algo fora do dia-a-dia (entenda-se detergente, guardanapos, etc) a probabilidade de me esquecer é elevadissima. 

O problema é quando o papel higiénico, mas esse deixo sempre de reserva 

 

    v) A escolha dos perecíveis

Sabem aquele momento em que o funcionário nos pergunta quer "flamengo" ou "limiano"? E nós não fazemos a mínima ideia do que costumamos comer? E quando chegamos à fruta? Como a escolher?

Pior, é perguntar à senhora do talho, qual a melhor forma de congelar bifes? 

 

    vi) Os preços e as promoções

Outro terror de um consumidor iniciante. O preço e a qualidade difere de supermercado para supermercado. Há o super-preço, há a promoção, há o desconto em talão, há o desconto em cartão, há ...

Serei só eu a chegar a ficar o horas a olhar para a vitrine a pensar: estes iogurtes são mais saudáveis e mais caros, mas aqueles são mais baratos. Mas a diferença é só 0,30 €. Qual deles levo? 

 

Mãe, queres vir fazer as compras por mim?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

Publicidade nos sites dos jornais

22.05.17

Se há uma coisa que me irrita é entrar num site e haver publicidade obrigatória que não me permite saltar ou cuja "cruz" para o fechar está escondida.

 

No telemóvel ainda é pior, pois o cartaz não está dimensionado (talvez intencionalmente) para aparecer o "skip add". Se em alguns sites até percebo, agora em jornais de referência como o "Público" ou o "Expresso" acho que o estatuto desses títulos não justificava estas críticas nem esta alienação aos iogurtes gregos da Danone ou ao mais recente anuncio da Vodafone.

 

Irritante é também ver um vídeo da rede Sapo, do Jornal de Notícias ou da TVI. Temos sempre que levar com anúncios no mínimo com meio minuto e com a agravante de nem sempre dar para retirar o som.

 

Mesmo que não queiramos, somos impingidos com anúncios que não nos interessam para nada no nosso ócio e sem a possibilidade de fazer zapping.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal